Quem investe em renda variável deve estar ciente da volatilidade e das oscilações que os ativos podem sofrer. No caso da bolsa de valores, vários papéis sofreram quedas, mas muitos também entram na lista de Ações que mais subiram em 2020.

Esse resultado positivo acumulado pode apontar novas oportunidades para a sua carteira, além de indicar o comportamento do mercado. Com isso, é possível explorar aspectos positivos mesmo em situações desafiadoras. Mas é preciso avaliar cada caso.

Para conhecer quais são os papéis que se destacam, continue a leitura e veja quais Ações apresentam a maior valorização acumulada ao longo de 2020!

Ações B2W

Em 2020, o varejo ganhou especial destaque, devido à mudança nos hábitos de consumo do público. Com mais pessoas em casa e a necessidade de isolamento social, houve a criação do cenário propício para o desenvolvimento do e-commerce brasileiro, que já vinha em crescimento.

Nesse setor, a B2W tem destaque por ser uma das pioneiras no ramo de marketplace. Em relação à valorização, as Ações B2W foram as que mais cresceram no primeiro semestre. Ao total, a valorização no período foi de mais de 73%.

Como a empresa reúne marcas como Lojas Americanas, Extra e Submarino, os resultados conjuntos foram interessantes nos últimos meses de 2020.

Ações Magazine Luiza

Considerando o desempenho na bolsa de valores, também é interessante citar a Magazine Luiza. A loja se consolidou entre o público nos últimos anos e, com a variedade de canais de vendas, tem conseguido consolidar bons resultados no mercado financeiro.

Em 2020, as Ações Magazine Luiza tiveram uma performance bastante diversa. No começo do ano, os papéis atingiram patamares mais baixos. Depois, entretanto, os ativos passaram por uma intensa recuperação e, até setembro, já tinham quase 85% de valorização acumulada.

Com a aquisição de outras empresas, como a Netshoes, e a boa capacidade de operar mesmo com lojas fechadas, a empresa teve perspectiva positiva mesmo na crise.

Ações Via Varejo

Ainda pensando no impacto do varejo nas Ações na bolsa, principalmente no primeiro semestre de 2020, é possível citar as Ações Via Varejo. Em novembro, os papéis já acumulavam alta de quase 60% após o pico da crise.

Além do mais, a empresa também lidera a valorização desde que alcançou seu menor preço em pregão, chegando a um crescimento relativo de mais de 350%. Isso demonstra como o negócio conseguiu aumentar as receitas e melhorar a percepção no mercado, apesar da pandemia.

O resultado favorável tem se consolidado pela capacidade de transformação digital do negócio, bem como pelos números animadores sobre as vendas.

Ações CSN

Se a B2W esteve entre as Ações que mais subiram em 2020 no primeiro semestre, as Ações CSN foram as que tiveram maior crescimento ao longo do segundo semestre – até novembro. Os papéis da primeira siderúrgica nacional ajudaram a puxar o avanço do Ibovespa no mercado de Ações.

No período, o acumulado observado foi de mais de 122%. Isso se deve, em especial, à retomada econômica da China, bem como à variação do dólar e à valorização dos produtos fabricados com aço.

Diante de uma recuperação da indústria nacional e, principalmente, do setor externo, os resultados do negócio foram melhorando e apresentaram essa recuperação.

Ações WEG

Até aqui, você viu que, entre as Ações que mais cresceram no ano, estão a B2W no primeiro semestre e a CSN no segundo semestre. Ao observar o acumulado, entretanto, temos um terceiro papel: as Ações WEG.

Por causa da valorização acumulada ao longo dos dois períodos, a fabricante de motores elétricos conseguiu chegar ao primeiro lugar, em dezembro. Ao total, o acúmulo apurado foi de mais de 106%.

Ações Locaweb

Nem todas as estreantes da bolsa de valores em 2020 tiveram dificuldades. Prova disso é a Locaweb, que realizou sua oferta pública inicial (IPO) no começo do ano. A longo dos meses, conseguiu se consolidar entre as Ações que mais subiram em 2020.

Em setembro, por exemplo, elas já acumulavam 245% na cotação em relação ao IPO e um aumento de quase 190% em relação ao primeiro pregão. Por integrar o setor de tecnologia, houve expectativa quanto ao crescimento da empresa.

Afinal, o setor ganhou destaque pelas necessidades durante a pandemia de 2020. Muitas companhias passaram a adotar os canais digitais, cuja prestação de serviços está ligada à atividade-fim.

Ações Marfrig

A empresa de alimentos Marfrig se destaca entre as Ações que mais subiram por causa da sua recuperação, em relação a números negativos iniciais.

Até novembro de 2020, as Ações Marfrig acumulavam uma alta de quase 47% no ano. Em relação ao período de queda, a recuperação foi de 79%, atrás apenas das grandes do varejo.

O resultado positivo está atrelado às exportações, que permitiram o aproveitamento da alta do dólar. Outros fundamentos do negócio, como o endividamento, foram puxados à esteira desse desempenho.

Ações Azul

A Azul aparece entre as empresas que sofreram as maiores quedas de 2020, mas seus papéis também entram na lista de valorização. Como é possível? É simples: considera-se um período menor de análise.

No caso, as Ações Azul foram as que mais subiram em novembro e puxaram a alta do Ibovespa. No mês, o crescimento foi de 68%. Assim como ela, outros negócios que estiveram em baixa no primeiro semestre se destacam pelo avanço rápido em um período de recuperação.

Isso se deve à retomada parcial do setor de aviação civil, com a flexibilização das restrições da pandemia. E, principalmente, o aumento da procura de deslocamentos aéreos para o final de ano.

Ao conhecer as Ações que mais subiram em 2020, você pode identificar tendências de setores e seus destaques.

Contudo, lembre-se: não é porque os papéis tiveram os maiores ganhos que são as melhores alternativas. Para decidir, faça uma análise de fundamentos das empresas!

Quer investir na bolsa de valores e explorar essas e outras oportunidades? Abra a sua conta e venha ser Genial!

Published by Genial Investimentos

Somos uma plataforma de investimentos que tem como objetivo facilitar o acesso ao mercado financeiro e ampliar a educação financeira no Brasil.

Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *