Muitas pessoas têm o objetivo de abrir o próprio negócio, mas não sabem por onde começar. Um dos primeiros passos é a organização do orçamento. Mas, e depois? Você sabe como investir para montar um consultório? 

Essa é uma das principais dificuldades enfrentadas por diversos profissionais. Afinal, é preciso ter o capital exigido para o empreendimento. Por isso, vale a pena aprender a se planejar e conhecer as alternativas de investimentos disponíveis. 

Confira a seguir um passo a passo para definir sua estratégia de investimento para montar um consultório! 

Conheça seu perfil de investidor 

Antes de fazer qualquer aporte, é fundamental conhecer o seu perfil de investidor. Ele demonstra o quanto você é resistente aos riscos oriundos dos investimentos. Esse perfil deve ser conhecido, principalmente para que as suas escolhas de investimento não se tornem uma fonte de ansiedade.  

Para conhecer o seu perfil é possível fazer testes disponíveis na internet ou diretamente com a sua corretora de valores. Assessorias de investimento também podem ajudar o investidor a descobrir seu perfil. 

Existem três perfis de investidor. Conheça: 

Conservador 

Os investidores com perfil conservador são aqueles com menos resistência aos riscos do mercado financeiro. Dessa forma, eles prezam por aportes seguros e com previsibilidade, ainda que os ganhos sejam limitados. 

Logo, os conservadores escolhem investimentos baseados nessas características. Aqui, os títulos públicos do Tesouro Direto ou aplicações de renda fixa com garantia do FGC costumam ser os mais utilizados. 

Apesar de a rentabilidade ser limitada, os riscos são os menores entre todas as alternativas. Então, há mais segurança e menos preocupações com as possibilidades de prejuízo. 

Arrojado 

Os investidores arrojados, também conhecidos como agressivos, são os que têm mais resistência aos riscos. Eles procuram investimentos e operações com boas possibilidades de retorno, ainda que sejam menos seguras. 

Os especuladores e traders se encaixam nesse perfil. Contudo, isso não impede que investidores de longo prazo também sejam arrojados.  

De forma geral, os agressivos buscam opções de renda variável e operações com um alto grau de risco e retorno. Um exemplo comum são as ações na bolsa de valores. 

Moderado 

Por fim, o investidor moderado mescla características dos dois perfis anteriores. Eles prezam a segurança em seus investimentos, mas conseguem suportar alguns riscos em busca de rentabilidade. Comportam-se em um meio termo. 

Normalmente, assumem os riscos de longo prazo com foco em potencializar o retorno esperado. Dessa maneira, utilizam os investimentos de forma mais versátil que os conservadores, por exemplo. 

Defina um prazo 

Depois de conhecer o seu perfil de investidor é fundamental definir um prazo para a abertura do seu consultório. Essa atitude é importante para que você possa adequar melhor os seus investimentos, pois eles são indicados para períodos distintos. 

Nesse sentido, é importante entender como são divididos os prazos no mercado financeiro. Os investimentos de curto prazo são aqueles em que o resgate se dará em até um ano. Já os de médio prazo serão resgatados entre 2 até 5 anos. Os aportes longos têm uma duração superior a 5 anos. 

Dentre as alternativas de investimentos, você encontrará opções que se encaixam no seu prazo. Em alguns casos, o compromisso com um prazo mais longo pode potencializar a rentabilidade. Contudo, os ganhos também dependem de outros fatores, como os riscos. 

Faça um planejamento financeiro 

O planejamento financeiro é outro fator determinante para que você consiga alcançar seus objetivos com os investimentos. Dessa forma, é fundamental se organizar e fazer um bom controle de orçamento. 

Um passo necessário é entender a sua situação financeira. Há capital para investir? Seus rendimentos são maiores que as despesas? Quanto você consegue poupar por mês? 

Todas essas informações definirão como se darão seus aportes para conquistar seus objetivos. Por isso, documente a sua vida financeira. É possível utilizar planilhas ou aplicativos para organizar esses dados. 

Com as ferramentas, você acompanha seus rendimentos e os gastos mensais. Assim, consegue fazer uma demonstração de resultados e o seu balanço patrimonial. Sabendo essas informações, pode começar a utilizar o capital para investir. 

Conheça as alternativas do mercado 

Realizou todos os passos anteriores? Agora é preciso entender quais são as alternativas de investimentos. Lembre-se de que é fundamental atrelar suas escolhas aos objetivos, ao perfil e ao prazo disponível. 

Veja mais! 

Objetivo de curto prazo 

Se o seu plano é montar um consultório no curto prazo, será preciso maior potencial de economia e investimento. Além disso, o ideal é não correr muitos riscos. Afinal, imagine estar com prejuízo logo no período em que gostaria de abrir o negócio? 

Uma das possibilidades para o curto prazo são os fundos de renda fixa atrelados aos títulos do Tesouro Selic. Além deles, os próprios títulos do Tesouro diretamente podem ser utilizados, assim como outras aplicações da renda fixa. 

Nessa classe de investimentos, você já saberá de antemão qual será a rentabilidade ou com ela funcionará. Em algumas opções, pode ter liquidez diária. Ou seja, o resgate pode ser feito a qualquer dia útil. 

Objetivo de médio prazo 

Quem possui mais tempo para montar um consultório, pode se beneficiar dos investimentos voltados ao médio prazo. A ideia é abrir mão da liquidez, que é a facilidade para transformar a aplicação em dinheiro. Isso pode melhorar o potencial de rentabilidade. 

Existem algumas alternativas possíveis. Buscar títulos de renda fixa com um prazo mais extenso pode ser uma boa ideia. 

Para quem tem perfil menos conservador, os fundos multimercado também podem ser considerados. Eles são investimentos gerenciados por profissionais, que alocam os recursos em diversas áreas. Assim, há um pouco mais de riscos e de possibilidade de retorno. 

Objetivo de longo prazo 

Por fim, quem possui mais de 5 anos para realizar os objetivos também tem diversas opções. Nesse caso, é possível se expor mais ao risco ou mesmo relevar a liquidez. Logo, você pode buscar opções com maiores expectativas de ganhos. 

O Tesouro IPCA, que acompanha o indicador da inflação, é bastante utilizado pelos investidores conservadores. Já as ações, os fundos de ações e os fundos imobiliários podem ser considerados por pessoas com maior abertura ao risco. 

É preciso ficar atento que, no caso da renda variável, não há previsibilidade de ganhos. Desse modo, o risco de oscilações para baixo e possibilidades de prejuízo existe. Por isso, é importante entender o mercado e fazer um manejo de risco. 

Entendeu como investir para montar seu consultório próprio? Lembre-se de que todas as suas decisões devem ser bem analisadas. Adequá-las ao perfil, objetivo e prazos é muito importante para alcançar seus objetivos da melhor forma! 

Ficou interessado nesses investimentos? Então abra uma conta conosco da Genial para conhecer todas as alternativas! 

Comentários