A queda da taxa básica de juros, a SELIC, para o menor patamar da história – 4,25% ao ano* – fez com que alguns investimentos tivessem sua rentabilidade afetada. 

Neste cenário há mudanças na remuneração da caderneta de poupança, por exemplo, que fica ainda menos rentável rendendo 2,975% ao ano. De modo geral todos os rendimentos dos produtos de renda fixa conservadora também caem junto com a queda da Selic.

A taxa SELIC é uma forte baliza para a maioria das aplicações de renda fixa de baixo risco que são atreladas à taxa de juros DI (ou CDI), que é muito próxima da taxa SELIC. 

Por isso, uma alternativa para quem busca rentabilidades melhores é buscar ativos mais complexos, que envolvem um pouco mais de risco. E quando falamos de risco, falamos também em abrir um pouco mão da liquidez.

Uma das opções é a Letra de Crédito ao Agronegócio (LCA). Esses títulos são emitidos pelos bancos com o objetivo de obter recursos para financiar o setor do agronegócio.

Até 2019 ao menos 40% do valor captado através de LCA deveriam ser emprestados para o setor agrícola com um limite máximo de juros de 8,5% ao ano. Essa obrigação foi extinta e deste então os bancos deixaram de ter qualquer tipo de limitação na taxa de juros.

Com isso, ouve um aumento no número de emissões, o que se refletiu na remuneração das LCAs. Assim, com um mercado mais promissor, as ofertas também aumentam. 

A grande vantagem das LCAs é a isenção do Imposto de Renda e do Imposto Sobre Operações Financeiras o IOF

Quer saber como aproveitar essa oportunidade? Confira a seguir!

O que é o investimento em LCA?

Como explicamos, os bancos emitem esse tipo de título para arrecadar recursos que serão utilizados, como empréstimos às empresas ou projetos ligados ao setor agrícola. 

O valor mínimo de aplicação é de R$ 1.000, o que pode variar por instituição financeira, assim como o prazo de vencimento.

Como funciona a rentabilidade 

Há três tipos de remuneração: a pós fixada, prefixada e híbrida.

Na remuneração pós-fixada, o investidor só saberá quanto teve de rentabilidade quando o título vencer. É comum que os bancos ofereçam títulos com rendimento atrelado à taxa DI.

Na prefixada, a rentabilidade é definida no ato da contratação, ou seja, no momento em que se contrata o investimento. 

E nas LCAs híbridas, a instituição define no ato da contratação a taxa de juros a ser paga no vencimento acrescida da inflação do período. Contudo, vale ressaltar que essa oferta é mais difícil de ser encontrada no mercado.

Para quem o investimento em Letras de Credito do Agronegócio é indicada

A princípio, a LCA é um produto financeiro indicado para os investidores conservadores que podem comprometer seus recursos por prazos maiores, ou seja abrir mão da liquidez. Por ser uma aplicação de renda fixa, apresenta menos riscos que as de renda variável.

É uma alternativa interessante para quem deseja diversificar a carteira, uma atitude sempre aconselhável para quem está no mercado financeiro. Você já deve ter ouvido a recomendação para “não colocar todos os ovos na mesma cesta”, não é?

É muito importante considerar os prazos de vencimentos desse produto financeiro. O prazo de carência para manter a aplicação costuma ser de 90 dias, ou 3 meses. Ou seja, seu dinheiro não pode ser resgatado a qualquer momento como ocorre com a poupança, por exemplo.

Por esse motivo, a LCA não é recomendada quem precisa contar com esse investimento como uma reserva de emergência. E, mesmo após o prazo de 90 dias, há instituições que cobram taxas para a retirada antecipada.

Você já conhece o investimento em LCA. Acesse o e-book O Guia Definitivo da Renda Fixa para saber mais.

Vantagens e desvantagens do investimento em LCA

Um dos riscos previstos no investimento em LCA é o de liquidez. O investidor pode ter dificuldade para encontrar comprador quando decidir vender.

Ao investir em LCAs o investidor assume o risco de crédito. Por isso, é importante considerar que quanto mais sólida a instituição financeira emissora do papel, menor o risco – e, portanto, menor a remuneração. Mas tenha sempre em mente que as LCAs contam com o benefício do Fundo Garantidor de Crédito o (FGC).

Porém, neste caso, a LCA conta com um ótimo benefício. 

O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) é uma entidade privada sem fins lucrativos que ajuda a manter a saúde do Sistema Financeiro Nacional e que garante a investidores em diversos produtos financeiros como poupança e CDB e as LCIs e LCAs até o limite de R$250 mil por CPF. Assim, o banco emissor da LCA quebre, o FGC garante aos investidores pessoas físicas o ressarcimento do valor investido até o limite citado.

Outra grande vantagem da LCA é a isenção de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), fator este bastante atrativo para aqueles que buscam melhores rentabilidades.

Custos para investir em LCA

A LCA é isenta de impostos, mas a depender da instituição com quem se realiza o investimento, podem ser cobradas taxas, como a de custódia (valor que cobre as despesas por “guardar” seu dinheiro) e comissões, estes valores não são cobrados para quem investe através da Genial. 

Para investir ou ter mais informações sobre LCA ou outros produtos financeiros, abra uma conta já na Genial Investimentos e receba as orientações dos especialistas!

Abra sua conta na Genial Investimentos!

*Dados de fevereiro de 2020

Publicado por Genial Investimentos

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *