Quem quer começar a investir em títulos de renda fixa ou veículos e ativos de renda variável precisa abrir uma conta de investimento. Apesar de a abertura e funcionamento serem bem desburocratizados, muitas pessoas ainda não entendem como se dá esse processo.

Por isso, continuam com as contas em bancos tradicionais e deixam de aproveitar as oportunidades do mercado financeiro. Para mudar isso, vale a pena conhecer como funciona essa conta, suas vantagens e oportunidades que ela oferece.

Nós, da Genial, queremos ajudar! Confira um conteúdo completo sobre a conta investimento e conheça as informações mais importantes sobre ela e todas as suas vantagens!

O que é uma conta investimento?

A conta de investimento foi criada pela legislação há mais de 15 anos. Ela surgiu com a Lei n.º 10.892 de 2004. A ideia desse tipo de conta se deu em razão da cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira, a famosa CPMF.

Dessa maneira, antes de surgir a conta investimento, toda movimentação financeira nas contas existentes era taxada. A alíquota, apesar de parecer pequena, tendo em vista que era de 0,38%, podia ser bastante prejudicial.

Isso acontece porque ela não era aplicada somente aos rendimentos ou ganhos dos investidores. Na verdade, a CPMF era cobrada sobre toda a movimentação financeira mensal realizada nas contas bancárias.

Assim, a conta investimento forneceu a alternativa de fazer movimentações entre aplicações e investimentos sem a cobrança da CPMF. Logo, a rentabilidade desses aportes não sofria mais a dedução da alíquota aplicada à época.

Como a CPMF era um tributo provisório, ela foi extinta no final de 2007. No entanto, a conta de investimento se tornou uma maneira convencional e especializada para os investidores realizarem aportes.

Como ela funciona?

A conta de investimento é fornecida por corretoras de valores. Elas são instituições financeiras voltadas especificamente para os investimentos do mercado financeiro. Logo, servem como uma plataforma para o investidor fazer aportes, operações e outras negociações.

Ao abrir essa conta na instituição escolhida, o investidor terá acesso, por meio da plataforma, a diversas alternativas. Elas podem ser tanto de renda fixa quanto de renda variável. Ademais, essas opções variam de acordo com o portfólio da corretora.

Então o funcionamento é bem simples: o dinheiro transferido fica em conta, mas ele não terá rendimentos. No entanto, o investidor pode utilizar esse saldo para comprar títulos de renda fixa, adquirir cotas de fundos e investir em alternativas da bolsa de valores.

Para isso, a corretora de valores presta um suporte exclusivo aos investidores. Nesse caso, podem estar incluídos serviços como automatização de resgates e aportes, dedução e créditos conforme o investimento etc.

Qual é a diferença da conta de investimento para os bancos tradicionais?

Como você deve ter notado, há algumas semelhanças entre a conta investimento e as contas mais tradicionais. Entre elas, estão a caderneta de poupança e a conta corrente. Mas há diversas diferenças importantes entre elas.

Confira como elas funcionam:

Conta corrente

A conta corrente — tradicional entre os maiores bancos — é aberta pelo correntista no seu banco de preferência. Ela permite a movimentação de valores, saques em caixas específicos, utilização do cartão de crédito etc.

De modo geral, a conta corrente não gera rendimento ao correntista, tendo em vista que não há uma taxa de juros remuneratórios aplicada. Então é possível pensar nessa conta como uma forma de movimentar dinheiro e ter acesso aos principais serviços de um banco.

Vale ressaltar que muitos bancos cobra uma tarifa mensal para a utilização da conta corrente. No entanto, não há uma regra sobre o assunto, pois os preços dependerão dos serviços utilizados e da categoria da conta.

Caderneta de poupança

A caderneta de poupança é outro tipo de conta bem comum no Brasil. Ela também é considerada uma conta de investimento, mas tem um funcionamento bem específico. Nela, o interessado deposita valores que rendem mensalmente.

Também é possível fazer saques e depósitos nos atendimentos automáticos, além de utilizar um cartão de débito. Apesar de ser popular no Brasil, os investidores precisam entender que o rendimento dessa alternativa fica abaixo do desejável.

Ele funciona assim:

  • se a taxa Selic estiver acima de 8,5%, a poupança rende 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR);
  • se a taxa Selic estiver igual ou inferior a 8,5%, a poupança rende 70% da Selic mais a TR.

Nesse cenário, é importante ressaltar que a TR está zerada desde o segundo semestre de 2017. Logo, a poupança sempre renderá menos que a Selic se essa situação persistir. Em muitos cenários, ela perde valor para a inflação — trazendo perdas reais.

O que pode ser acessado via conta de investimento?

Com a conta de investimentos, você pode sair da poupança e ter acesso às principais alternativas de renda fixa e de renda variável. Elas são classes investimentos que abrangem diversos títulos, veículos e ativos do mercado financeiro.

A renda fixa funciona por meio dos títulos de dívida. Dessa forma, o investidor adquire esses títulos e empresta dinheiro para os emissores. Estes, por sua vez, devem devolver o valor investido no resgate, acrescido dos juros remuneratórios.

Essa remuneração é conhecida desde o aporte, por isso se diz que a renda variável é relativamente segura e previsível. Ou seja, o investidor saberá como será calculada a rentabilidade do seu investimento.

Aqui, os exemplos mais comuns são os Títulos do Tesouro, emitidos pelo Governo. Além disso, há os certificados de depósitos bancários (CDBs), emitidos pelos bancos, e as debêntures, emitidas por empresas privadas.

A renda variável também possui uma grande variedade de alternativas. Com ela não há previsibilidade de preços, tendo em vista que as oscilações ocorrem de acordo com movimentos do mercado e com a oferta e demanda.

Entre os exemplos mais comuns estão as ações, que representam uma fração do capital social de uma empresa listada na bolsa de valores. Também há a maioria dos fundos de investimentos, que são uma modalidade de aporte coletiva.

Apesar de não serem previsíveis como a renda fixa, na renda variável não há limite de rentabilidade. Por isso, os investidores podem ter mais oportunidades de ganhos, se os riscos fizerem sentido para o seu perfil e sua estratégia.

Qual é a vantagem de abrir essa conta?

Agora que você já sabe o que é uma conta de investimento e o que ela permite acessar, fica mais fácil entender suas vantagens. De toda forma, é preciso entender quais são seus outros benefícios, para que você avalie a oportunidade.

Veja só:

Ter acesso a alternativas do mercado financeiro

Você percebeu que uma conta de investimento permite que o cliente tenha acesso a diversas alternativas do mercado financeiro. Isso traz mais variedade e menos limitações do que as contas bancárias tradicionais.

Quem realiza movimentações em contas correntes ou poupança já pode ter recebido propostas do gerente para aplicar os valores em investimentos do próprio banco. Por exemplo, CDBs ou certificados de operações estruturadas (COEs).

Apesar de serem produtos financeiros que poderão trazer rentabilidade, é preciso entender que o cliente estará atrelado apenas às alternativas da instituição. Ou seja, o banco oferecerá os produtos lançados por ele mesmo.

Logo, as oportunidades ficam restritas e muitas delas podem não ser adequadas para o perfil do investidor e seus objetivos financeiros. Ademais, a rentabilidade oferecida costuma ser bem menor do que as possibilidades disponíveis em corretoras de valores.

Outro ponto que a conta bancária limita é a diversificação da carteira de investimentos. Se você investe apenas nos títulos do seu próprio banco, estará correndo um risco maior. Já na corretora é possível variar os emissores e diluir riscos.

Fazer um controle dos investimentos

Não é somente a variedade de alternativas e a facilidade para escolher os investimentos que a conta de investimentos traz para os interessados. As plataformas também costumam oferecer formas eficientes de controlar os aportes e visualizar a carteira.

Cada corretora terá serviços e plataformas diferentes, então é preciso escolher uma boa instituição. Contudo, em uma empresa completa e com um suporte de qualidade, haverá formas de controle e planejamento.

Nesse sentido, a conta oferece diversas facilidades interessantes para os investidores. Assim, ele poderá visualizar sua carteira por meio de gráficos completos, percebendo, por exemplo, quanto está alocado em cada investimento.

Ademais, ao abrir uma conta de investimento você pode descobrir o seu perfil de investidor na Avaliação do Perfil de Investidor (API). Esse questionário tem o objetivo de identificar como o cliente lida com os riscos de investimentos, quais são os objetivos dele etc.

Dessa forma, a própria plataforma poderá selecionar produtos e ativos que fazem sentido a esse perfil para que o investidor os avalie. Essa é uma maneira de começar a investir e montar uma carteira adequada.

Manter o planejamento financeiro

Com esse controle de investimentos, o planejamento financeiro também ficará facilitado para o investidor. Afinal, sabendo quanto ele tem investido, como a carteira é composta e o comportamento dela com o tempo, fica mais fácil montar estratégias.

Com isso, é possível avaliar se os resultados foram os esperados e como alcançar seus objetivos com novos investimentos. Assim, o planejamento está diretamente ligado ao controle, pois depende dele.

Contar com uma equipe especializada

É comum que as corretoras de valores possuam assessorias de investimentos. Esses profissionais prestam serviços que são muito importantes para os investidores. Entre eles estão o esclarecimento de dúvidas a respeito das alternativas e a apresentação de investimentos.

Dessa maneira, principalmente para investidores iniciantes, essa equipe de profissionais é fundamental. Quem está em dúvida sobre quais investimentos fazem mais sentido para o perfil ou os objetivos, pode contar com as orientações da assessoria.

Elas não indicam aportes nem podem oferecê-los diretamente. Ou seja, os investidores precisam decidir por si mesmos e avaliar todas as alternativas para tomar uma decisão. Contudo, a assessoria fornece mais embasamento e facilita esse processo de escolha.

O que avaliar antes de abrir uma conta de investimento?

Você já sabe quais são os benefícios de ter uma conta de investimento e deve ter ficado interessado em abrir a sua, não é mesmo? Agora é preciso entender o que se deve avaliar antes de fazer isso.

Como os bancos tradicionais, as corretoras de valores também fornecem plataformas, atendimentos, facilidades e serviços diferentes. E apresentam custos diferenciados entre elas, o que pode afetar a rentabilidade dos seus aportes.

Outra característica importante é a segurança. Lembre-se de que você está lidando com o seu capital e patrimônio, então precisa garantir que a instituição é séria, experiente e traz tranquilidade ao investidor.

Por isso, o primeiro passo é consultar se a corretora de valores tem autorização para o funcionamento. Você pode fazer isso por meio do site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e do Banco Central (BC).

As corretoras precisam ser autorizadas legalmente para o negócio. Por isso, é fundamental que elas tenham essa regulamentação. Ademais, veja a experiência na área, há quanto tempo a empresa está no mercado e outras informações.

Como você viu, é a corretora de valores que fornece um portfólio para o investidor escolher as alternativas em que deseja investir. Logo, também é importante verificar se as opções da plataforma podem realmente ajudá-lo.

Ou seja, veja se existem investimentos de renda fixa de diversos emissores e mercados e avalie o portfólio de fundos de investimento disponíveis na corretora. Mesmo que você não deseje comprar cotas atualmente, no futuro eles podem ser uma possibilidade interessante.

Por fim, é preciso avaliar o home broker que, dá acesso à emissão de ordens de compra e venda na bolsa de valores. Eles podem ter diversas funcionalidades diferentes, então analise se a plataforma da corretora é suficiente para suas necessidades.

Como abrir a conta de investimento na Genial?

Nós, da Genial Investimentos, proporcionamos uma conta de investimentos com corretagem e plataformas com custo zero. Dessa forma, o investidor poderá aproveitar as melhores alternativas do mercado sem pagar.

A abertura de conta é totalmente online e desburocratizada. Basta acessar nosso site, preencher seu nome completo, email e celular para iniciar o procedimento. Depois é só seguir o passo a passo e enviar alguns documentos de forma online.

Com a conta criada você já poderá transferir recursos para a sua conta e ter acesso a um amplo portfólio de investimentos. Lá você encontra os principais títulos de renda fixa do mercado e um home broker com diversas funcionalidades importantes, inclusive para os traders.

Viu como a conta investimento é vantajosa para você e descobriu como criar uma através da Genial? Então abra sua conta, comece a investir de acordo com o seu perfil e conquiste os seus objetivos financeiros conosco!

Comentários