• Em agosto, houve criação de 249 mil postos formais de emprego. O resultado ficou bem acima da média das expectativas (criação de 150 mil).
  • A criação de postos formais de trabalho veio liderada pela indústria (saldo positivo de 90 mil postos), seguida de construção civil (50 mil), comércio (49 mil) e serviços (45 mil).
  • Os resultados estão vindo bem acima das expectativas desde junho. O crescimento de 18% no número de admissões em agosto (contra aumento de 8% nas demissões) indica que o mercado de trabalho formal está em fase de recuperação.
  • A Secretaria do Trabalho divulgou a prévia do número de pedidos de seguro desemprego de setembro, que ficou em 219 mil na primeira quinzena, sugerindo que o total de setembro ficará um pouco abaixo de 500 mil, aquém da média dos últimos anos para o mês, que é de 560 mil.
  • Devido aos resultados positivos dos últimos três meses, aos dados de seguro desemprego, ao retorno dos índices de mobilidade urbana e ao efeito sazonal positivo que ocorre entre agosto e setembro, esperamos a criação de 250 mil postos de trabalho formal em setembro.
CAGED Saldo
CAGED
CAGED Saldo

Equipe Macro

José Márcio Camargo
Tiago Tristão
Eduardo Ferman

Abra sua conta na Genial Investimentos - Banner Post

Publicado por Tiago Tristão

Doutor em economia pela PUC-RJ é analista de atividade econômica na Genial Investimentos.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *