A GENIAL Investimentos tem participado, cada vez mais, da emissão de CRI e CRA, os Certificados de Recebíveis Imobiliários e Certificados de Recebíveis do Agronegócio, oferecendo papéis com aportes acessíveis para o investidor pessoa física.

Ambos são títulos de renda fixa isentos de imposto de renda, similares às Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), já bem conhecidas dos investidores.

No entanto, costumam ser mais rentáveis quando a taxa básica de juros está em queda, como ocorre agora.

Assim, para quem gosta de renda fixa, CRI e CRA se revelam como boas alternativas às LCI e LCA, que também têm estado escassas no mercado. Investir em CRI e CRA é uma forma de continuar recebendo um bom rendimento mesmo com a queda nos juros.

Além de isentas de IR, CRI e CRA são também isentas de IOF e taxas de administração. A rentabilidade prometida, portanto, já é a rentabilidade líquida que o investidor vai receber.

Você pode investir em CRI e CRA on-line, pela plataforma de renda fixa da GENIAL Investimentos. Abra sua conta! Qualquer dúvida, fale conosco pelo chat!

Como funcionam os CRI e CRA

Assim como as LCI e LCA, os CRI e CRA são títulos usados para financiar os setores imobiliário e do agronegócio. No entanto, não são emitidos por bancos e, portanto, não contam com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), como ocorre com as LCI e LCA.

CRI e CRA são lastreados, respectivamente, em créditos imobiliários e créditos concedidos a produtores rurais. Dependem, portanto, da existência de projetos específicos nessas áreas a serem financiados por meio desse tipo de papel. Em função disso, nem sempre há CRI e CRA disponíveis para investimento, o que também pode ocorrer com as LCI e LCA.

Basicamente, os CRI e CRA representam o direito de seu detentor receber, numa data futura, os pagamentos e juros devidos por um financiamento de projeto imobiliário ou agropecuário.

Esses papéis são emitidos por uma companhia securitizadora, contratada pela empresa que inicialmente concedeu o crédito.

Quando o título é comprado por um investidor, a empresa financiadora recebe à vista, antecipando os pagamentos do financiamento e transferindo para o investidor o direito a recebê-los com juros.

O investidor não fica exposto ao risco da securitizadora, mas sim ao risco de eventual calote dos devedores. Pode, entretanto, haver garantias caso esse tipo de calote ocorra.

Saiba mais sobre o que é CRI e o que é CRA.

Rentabilidade

CRI e CRA podem ser boas alternativas às LCI e LCA em épocas de queda de juros. Por serem isentas de IR e IOF, também são boas alternativas aos investimentos que não são isentos, como os CDB.

Os prazos dos CRI e CRA costumam ser maiores que os de LCI e LCA, o que contribui para a sua maior rentabilidade. A forma de remuneração também é diferente.

LCI e LCA costumam ser pós-fixadas, atreladas ao CDI, taxa de juros que se aproxima da taxa básica da economia, a Selic. CRI e CRA, por sua vez, costumam ser prefixados ou atrelados à inflação, tornando-se mais atrativos em cenários de juros em queda, como o atual.

Ficou interessado? Acesse a plataforma de renda fixa da GENIAL, converse com seu consultor ou chame a gente no chat ao lado!

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Contentários