Uma das perguntas mais frequentes que investidores iniciantes fazem é: “quais são os investimentos isentos de Imposto de Renda (IR)?”. Primeiramente, essa é uma pergunta válida e importantíssima na hora de escolher um investimento. No entanto, saiba que nem sempre um ativo que não cubra IR é mais vantajoso. Por isso, apresentaremos a seguir todos os investimentos que não têm seus rendimentos partilhados com a Receita Federal.

Quais investimentos de Renda Fixa são isentos de IR?

Dentro do mercado de Renda Fixa, categoria de investimentos em que basicamente é possível saber a rentabilidade antes de investir, há alguns exemplos de ativos que não contam com a cobrança do IR. Confira abaixo:

CRI e CRA

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) são títulos de renda fixa conhecidos por fazerem parte dos investimentos que têm isenção de Imposto de Renda para pessoa física. Esse tipo de investimento é uma forma de financiamento e de impulso ao mercado imobiliário.

Geralmente, uma construtora que tem um empreendimento imobiliário, como um condomínio, vende as unidades que ainda estão em construção. Essa empresa, em vez de esperar o pagamento dessas parcelas em sua totalidade, se antecipa e contrata uma securitizadora, companhia responsável por transformar essas dívidas em títulos de crédito, nos quais os investidores podem aplicar. Com isso, a construtora receberá dinheiro a partir disso, sem ter que esperar as parcelas.

Assim como em outros títulos de renda fixa, os investidores recebem em troca uma rentabilidade do valor investido em um determinado período de tempo, seja ele no vencimento da aplicação ou periodicamente.

Assim como nos CRIs, há também os Certificados de Recebíveis que ajudam a financiar o agronegócio. O funcionamento é o mesmo dos CRIs, como já vimos, e eles também se destacam por não cobrarem do investidor Imposto de Renda (IR).

LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e do Agronegócio (LCA) contemplam o financiamento dos mesmos setores que os CRIs e CRAs. No entanto, isso ocorre por meio dos bancos, que fazem como se fosse um pedido de empréstimo aos investidores.

Estes recebem a rentabilidade acordada pela instituição por causa do “empréstimo”. Com o investimento, os bancos financiam os créditos imobiliários e do agronegócio.

Debêntures Incentivadas

As debêntures são títulos de dívidas de empresas, que abrem essa oportunidade a investidores a fim de financiar projetos próprios. Em sua forma normal, elas cobram Imposto de Renda, mas na modalidade de debêntures incentivadas, há a isenção e incentivo fiscal por parte do Governo Federal.

Seus rendimentos são isentos de imposto de renda para a pessoa física. A isenção de IR é vantajosa tanto para as empresas emissoras quanto para os investidores. Trata-se de uma forma de o governo estimular o investimento privado no país.

Para entender melhor, trouxemos um vídeo do #GenialEnsina para te ajudar:

Quais investimentos de Renda Variável são isentos de IR?

Na verdade, nenhum investimento em Renda Variável é totalmente isento de Imposto de Renda. As ações são as únicas que se beneficiam, mas parcialmente. Entenda:

Ações

As vendas de ações no mercado à vista no valor de até R$ 20 mil por mês têm seus ganhos isentos de imposto de renda para pessoas físicas. A isenção é válida por CPF e apenas para as operações comuns. Ou seja, operações de Day-Trade (quando a ação é comprada e vendida no mesmo dia) não são isentas.

Caso tenha ficado alguma dúvida ou você queira investir nesses títulos que não cobram Imposto de Renda, abra sua conta na Genial Investimentos, plataforma de investimentos online, tenha um atendimento especializado e assessoria gratuita para te ajudar em qualquer assunto relacionado a investimento. Comece a investir agora!

abra sua conta

Publicado por Leonardo Pinto

Leonardo é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens por grandes veículos da imprensa brasileira, como TV Cultura, Veja e Estadão. Especializou-se em jornalismo econômico, com aprovação pela FGV, no curso de trainee promovido pelo Grupo Estado.

Contentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *