Estresse, ansiedade, cansaço…Para fazer a declaração de IR, você provavelmente sentiu algumas dessas coisas ou todas elas juntas. Mas desde o mês de junho, vários brasileiros que declararam estão com a chance de recuperar parte do dinheiro que vai para os impostos.

Se você tem uma boa restituição de imposto de renda a receber neste ano, é bom começar a pensar o que fazer com esse dinheiro extra. Já sabe o que vai fazer com ela?

Consulte abaixo o calendário de Restituição divulgado pela Receita federal. Saiba mais sobre as datas aqui.

LOTEDATA
117/06/2019
215/07/2019
315/08/2019
416/09/2019
515/10/2019
618/11/2019
716/12/2019

Aqui, vamos ajudar você com alguns insights sobre como usar da melhor forma a sua restituição. Continue a leitura para conferir três ideias:

Pague suas dívidas

Se você tem dívidas, não pense duas vezes: quite todas elas imediatamente para não comprometer ainda mais o seu orçamento no futuro. Se não conseguir quitá-las, pelo menos tente amortizar aos poucos. Ao fazer isso, você adianta o pagamento, deixando de pagar juros sobre o valor amortizado.

Os juros dos empréstimos e financiamentos costumam ser bem maiores que a Selic e a remuneração das aplicações financeiras conservadoras. É por isso que não ter dívidas é um dos pré-requisitos básicos para ser um investidor.

Use-a para os gastos de fim de ano

Para quem entregou a declaração perto do fim do prazo, no fim de abril, pode pensar em usar o dinheiro para compensar os gastos no fim do ano. A ordem de restituição respeita a ordem de entrega da declaração de IR.

Assim, quem deixa para a última hora só é restituído em dezembro. O lado bom é que a quantia é corrigida pela variação da taxa básica de juros do período, a Selic.

É como deixar o dinheiro aplicado em um investimento conservador, mas sem pagar nada a mais por isso.

De quebra, no fim do ano você terá uma renda extra para o período de festas, eventuais viagens e os gastos de início de ano, como impostos e material escolar.

Invista a longo prazo

Se sua situação financeira estiver tranquila, considere investir a restituição para objetivos de longo prazo, independentemente da data em que você receber os recursos.

Pode ser uma boa oportunidade de engordar a poupança para a compra da casa própria ou até mesmo as reservas para a aposentadoria, por exemplo.

Com prazo mais longo para seu objetivo se concretizar, você pode se voltar para investimentos menos conservadores e mais rentáveis, como Fundos de investimentos em ações, multimercado, fundos imobiliários ou mesmo investimentos em ações.

Se você for muito conservador, uma opção é o Tesouro IPCA+, título público oferecido pelo governo que garante o retorno acima da inflação.

A Genial Investimentos pode ajudar você na escolha se você pensa em investir. Se você quiser saber como fazer o dinheiro da sua restituição render, entre em contato e abra já a sua conta!

abra sua conta

Leonardo é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens por grandes veículos da imprensa brasileira, como TV Cultura, Veja e Estadão. Especializou-se em jornalismo econômico, com aprovação pela FGV, no curso de trainee promovido pelo Grupo Estado.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *