Com o aumento do uso do smartphone para a realização de movimentações financeiras pelos brasileiros, cuidados devem ser redobrados.

Mais da metade (51%) das operações bancárias realizadas no Brasil, em 2020, foram por meio do celular, segundo pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). No total, foram feitas 52,9 bilhões de transações via dispositivos móveis, o que corresponde ao aumento de 43% em comparação com 2019, quando foram registradas 37 milhões de movimentações por smartphone.

Os números refletem a aceleração do uso dos canais digitais, incentivada pela necessidade do isolamento social para conter a disseminação da Covid-19, e exemplificam como os celulares ganharam relevância no dia a dia das pessoas. 

Mais do que um aparelho que permite telefonar e acessar a internet, os smartphones carregam informações da vida pessoal, profissional e financeira. Por isso, exigem cuidados extras com a segurança.

Quando um celular que tem o aplicativo do banco instalado é perdido ou roubado, o infortúnio pode ser grande, uma vez que corre-se o risco de invasão da conta bancária. Por isso, é necessário saber quais medidas tomar nesse tipo de situação e, também, cuidados que permitam tornar o aparelho mais seguro para evitar o acesso de terceiros.

Cinco dicas para proteger as informações do celular

Algumas ações contribuem para dificultar o acesso de outras pessoas às informações contidas no celular, o que ajuda na prevenção de riscos de movimentações financeiras em caso de perda ou roubo. Confira:

  1. Crie uma senha para o chip: é uma forma de impedir que outra pessoa insira o seu chip em outro aparelho e tenha acesso à linha telefônica. Para criar a senha no Android, é preciso clicar em: “Configurações”, “Segurança”, “Bloqueio do cartão SIM” e, por fim, na opção “Exigir PIN”. No iPhone, o caminho para definir a senha do chip é: “Ajustes”, “Celular” e “PIN do SIM”.
  2. Bloqueie o celular com senha: outra medida de segurança necessária é usar a função do bloqueio da tela inicial. Uma orientação é evitar escolher uma senha muito simples para destravar, como sequências numéricas e datas de aniversário.
  3. Proteja todos os aplicativos: ative as autenticações de dois fatores em todos os aplicativos que permitam essa alternativa. 
  4. Tenha cuidados extras com o app do banco: crie uma senha exclusiva para o aplicativo do banco e configure para que sejam solicitadas outras informações na hora do uso. Lembre-se de sempre sair do app após utilizá-lo. 
  5. Mantenha o celular atualizado: isso ajuda a corrigir eventuais falhas e aumentar a segurança do sistema.

Orientações para o uso seguro do smartphone

Além de proteger as informações que estão no celular, é necessário ter cautela ao manusear o aparelho. Para isso, é importante ter atenção aos seguintes cuidados:

  • Evite andar na rua com o celular na mão;
  • Não guarde o aparelho no bolso de trás da calça ou bermuda;
  • Se o aparelho estiver em uma bolsa ou mochila, é preciso mantê-la na parte da frente do corpo, sobretudo, quando estiver no transporte público;
  • Não use fone de ouvido quando estiver caminhando na rua, pois pode aumentar a distração;
  • Ao solicitar uma corrida por meio de transporte por aplicativo, espere pelo motorista dentro ou próximo de algum estabelecimento comercial;
  • Fora de casa, quando necessário, use o celular em locais movimentados, mas que não estejam muito cheios.

Meu celular foi roubado, como devo agir?

Caso tenha o celular roubado, a primeira orientação fundamental é manter a calma para conseguir dar sequência às medidas necessárias diante desta situação. Veja como proceder:

  • Limpe o conteúdo de forma remota: apague as informações do celular, o que pode ser feito acessando a conta Google, no caso de quem possui Android, ou iCloud, para quem tem iPhone.
  • Acione o banco imediatamente: informe à instituição da qual é correntista sobre a situação para que o aplicativo e a própria conta bancária sejam bloqueados;
  • Entre em contato com a operadora: também é necessário acionar a empresa de telefonia da qual é cliente para solicitar o bloqueio da conta telefônica;
  • Troque suas senhas: isto é válido para e-mails, aplicativos e redes sociais.
  • Acione a Polícia Civil: é preciso registrar um boletim de ocorrência sobre o caso para ajudar nas investigações.

Lembre-se: todo cuidado para proteger as suas informações é importante! O Banco Genial preza pela segurança dos clientes e, por isso, investe em tecnologia de ponta.

Para saber mais, entre em contato com a gente!

Comentários