O mercado financeiro oferece uma série de ferramentas para auxiliar o investidor a aplicar seu dinheiro com mais assertividade. Existem opções como o simulador de investimentos, as salas de trade, entre outras. Entre as mais interessantes para diferentes tipos de público está a carteira recomendada, que pode ajudar muito os iniciantes e dar mais embasamento para os investidores experientes.

Você já ouviu falar em carteiras recomendadas? Tem dúvidas a respeito desse tema? Nesse conteúdo vamos explicar a você como funcionam e se vale a pena investir por meio delas. Acompanhe! 

O que são carteiras recomendadas

Antes de responder se realmente vale a pena investir em carteiras recomendadas, é necessário explicar do que se tratam. Uma carteira de investimentos nada mais é do que o conjunto de ativos que um investidor reúne em seu nome.  

Já as carteiras recomendadas são um conjunto de aplicações feitas por um investidor a partir da recomendação de profissionais especializados em investimentos, como os das plataformas de investimentos. Em resumo, são recomendações que especialistas fazem para que os resultados das aplicações sejam mais satisfatórios. Essas carteiras podem incluir ativos de renda fixa, renda variável ou produtos das duas categorias.

A formação delas dependerá do perfil de cada um: há carteiras mais conservadoras, moderadas ou arrojadas. A carteira deve considerar as particularidades e objetivos do investidor para que os resultados sejam positivos. 

Porque investir em carteira recomendada

Um bom motivo para recorrer a uma carteira recomendada é não precisar gastar tanto tempo para se dedicar ao universo dos investimentos. Isso pode ocorrer entre investidores que desejam aplicar um volume considerável de dinheiro, mas precisam manter o foco em sua atividade profissional, quando ela não envolve o mercado financeiro.

Para ter bons resultados investindo em ações, é necessário entender a respeito não somente da Bolsa de Valores, mas também do cenário econômico, conhecer bem as empresas que vendem os papéis, além de acompanhar as frequentes oscilações. Para isso, é preciso dedicação e tempo, algo que nem sempre está ao alcance de todos os investidores. Nesse caso, seguir uma carteira recomendada pode ser uma excelente solução, uma vez que elas são elaboradas por especialistas.

Na prática, é como se você terceirizasse o trabalho analítico para atuar somente na tomada de decisão. Isso facilita consideravelmente a vida do investidor e pode fazer uma grande diferença na sua estratégia. 

Se você for um investidor iniciante, a carteira recomendada pode servir como um guia. Se você já tem mais experiência na Bolsa, não significa que precisa seguir as carteiras. Elas podem servir como referência. Um bom uso desse recurso é comparar às escolhas que você costuma fazer. É isso o que faz com que as carteiras recomendas sejam vantajosas até mesmo para investidores mais experientes.

Quem pode elaborar uma carteira recomendada

Corretoras e empresas de análise costumam oferecer carteiras recomendadas aos seus clientes. Existem carteiras de diferentes tipos. Elas podem ser baseadas no pagamento de dividendos, focada em fundos imobiliários, contemplar objetivos de curto prazo, longo prazo, entre outros aspectos. Em geral, elas contam com um número definido de ativos recomendados periodicamente.

Geralmente, os analistas de investimentos observam fatores internos e externos relacionados às empresas no mercado de ações, de modo que as indicações tenham mais chances de serem certeiras, gerando melhor retorno possível para o investidor.

Além disso, as carteiras recomendadas apresentam uma série de informações que podem ser úteis para você aprender mais sobre o mercado financeiro. É preciso que os responsáveis por elas tragam uma análise a respeito de suas orientações. Assim, observando seu raciocínio, o investidor tem como compreender o que está por trás das escolhas.

Como investir em carteiras recomendadas

É preciso pesquisar não somente a reputação do analista de investimentos que está assinando aquele documento, mas também da plataforma de investimentos por trás do processo. Essa pesquisa precisa ter o foco na rentabilidade que as carteiras oferecem. Uma maneira de fazer essa avaliação é comparando o desempenho das corretoras em rankings realizados por jornais e revistas especializadas, verificando seus resultados mensais e também anuais.

Geralmente as carteiras com melhor histórico são as que apresentam maiores chances de trazer retorno para o investidor. Os acertos significam que a instituição está fazendo um trabalho mais interessante em relação à concorrência na análise dos fatores internos e externos que impactam o preço das ações.

Na prática, as carteiras recomendadas mostram que as corretoras não são iguais entre si. Elas trabalham com profissionais e abordagens diferentes. Por isso, a competição entre elas costuma ser acirrada.

De qualquer forma, o ideal é ter em mente algumas questões antes de seguir uma carteira recomendada. Entre elas estão os objetivos da recomendação, o perfil do investidor para quem a carteira está sendo recomendada, quem tende a ganhar mais com a recomendação da carteira, entre outros.

Enfim, as carteiras recomendadas de investimentos são uma alternativa útil tanto para o investidor iniciante, que não tem segurança a respeito das decisões a serem tomadas, quanto para o investidor mais experiente, que quer qualificar suas decisões a partir da análise de profissionais. De qualquer maneira, elas devem ser feitas por especialistas confiáveis e com bom histórico de resultados.

Quer começar a investir usando uma carteira recomendada? A Genial Investimentos, tem um serviço exclusivo de carteiras recomendas, que já foram premiadas pela revista Exame e pelo jornal Valor Econômico. Abra sua conta na Genial agora e passe a investir com a ajuda delas. Vem ser Genial! 

abra sua conta

Leonardo é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens por grandes veículos da imprensa brasileira, como TV Cultura, Veja e Estadão. Especializou-se em jornalismo econômico, com aprovação pela FGV, no curso de trainee promovido pelo Grupo Estado.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *