Um dia após a maior queda da Bolsa brasileira, o Ibovespa teve nesta quinta-feira o recorde negativo de 2019 – o pior resultado do mercado em relação à gestão Bolsonaro. Os números do pregão foram derrubados por causa da desvalorização das ações da Vale, que enfrenta novo risco de rompimento de mais uma barragem, desta vez em Barão de Cocais (MG). Assim, o índice caiu 1,75%, batendo os 90.024 pontos.

Segundo o estrategista da Genial Investimentos, Filipe Villegas, outras questões acabaram surtindo efeito negativo, deixando os investidores receosos. Entre os principais fatores, o analista fundamentalista destaca que o ambiente de incerteza política, com desarticulação do governo no Congresso, os protestos de movimentos estudantis contra o governo e as constantes revisões para baixo do PIB, também colocaram o Ibovespa em seu pior patamar no ano.

Levantamento feito pela Genial demonstra dados alarmantes para o mercado. Na mínima do dia, o índice chegou a cair 10% na comparação com a máxima histórica. Com a queda de hoje, o Ibovespa já perde 6,57% em maio e reduz ganho no ano para 2,43%. Apesar de a Vale não estar entre as maiores baixas desta quinta-feira, ela é a empresa que teve mais peso, já que foi a mais negociada do pregão, movimentando 2,32 bilhões. Portanto, a queda de 3,23% foi suficiente para derrubar o Ibovespa.

Confira abaixo os destaques positivos e negativos da Bolsa:

Maiores altas do Ibovespa

  • Marfrig (MRFG3) / R$ 6,85 / +7,87%
  • CSN (CSNA3) / R$ 14,99 / +4,61%
  • JBS (JBSS3) / R$ 22,69 / +3,09%
  • BR Foods (BRFS3) / R$ 32,07 / +1,71%
  • BB Seg. (BBSE3) / R$ 28,38 / +0,46%

Maiores baixas do Ibovespa

  • Gol (GOLL4) / R$ 20,98 / -7,41%
  • Sabesp (SBSP3) / R$ 39,85 / -5,61%
  • Via Varejo (VVAR3) / R$ 4,09 / -4,88%
  • Ultrapar (UGPA3) / R$ 20,24 / -4,48%
  • CVC (CVCB3) / R$ 47,90 / -4,20%

abra sua conta

 

Leonardo Pinto

Leonardo Pinto

Leonardo é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens por grandes veículos da imprensa brasileira, como TV Cultura, Veja e Estadão. Especializou-se em jornalismo econômico, com aprovação pela FGV, no curso de trainee promovido pelo Grupo Estado.

Deixar um comentário