Se na faixa dos 20 anos começar a construir um patrimônio ainda não é crucial, na faixa dos 30 já é hora de você começar a pensar mais seriamente em se tornar um investidor.

Essa talvez seja a faixa etária ideal para se começar a investir a sério. A carreira tende a estar um pouco mais consolidada, o profissional já tem uma boa experiência e já passou pela fase mais importante de formação profissional.

Os salários tendem a ser maiores que os de início de carreira, o que também deixa mais espaço no orçamento para poupar e investir.

Mas o jovem na faixa dos 30 não tem apenas uma melhor situação profissional e financeira. Ele tem também o tempo a seu favor. Para investimentos de longo prazo, como a aposentadoria, ele ainda tem uma vida pela frente.

É claro que essa combinação de vantagens não poderia vir sem percalços. O desafio para quem está nessa faixa etária é o aumento dos gastos em função de casamento, filhos, compra da casa própria e até de gostos mais sofisticados. Por isso mesmo, é crucial ter reservas nessa fase da vida.

Monte um orçamento e livre-se das dívidas

Em um post anterior, sobre como se tornar um investidor aos 20 e poucos anos, destacamos a importância de, nessa fase da vida, investir na própria formação.

Mas também é interessante que o jovem aprenda, o quanto antes, a gastar menos do que ganha e a não sucumbir às armadilhas do endividamento. Se conseguir começar a poupar e investir alguma coisa, já é uma grande coisa.

Aos 30, organizar as finanças passa a ser fundamental e é uma boa hora para começar a investir a sério. Se você ainda não começou, ainda dá tempo. Você ainda tem o tempo a seu favor para construir um bom patrimônio.

Para se tornar um investidor, o primeiro passo é gastar menos do que se ganha para criar uma folga no orçamento. Para isso, é preciso organizar as finanças. E não há mágica. Anotar receitas e despesas ajuda na visualização da situação financeira geral, mas cortes de gastos e um consumo mais consciente se tornam inevitáveis.

Veja o passo a passo para organizar as finanças e montar um orçamento inteligente e baixe a planilha de gastos da GENIAL, que ajuda você a se organizar.

Se você tiver dívidas, em atraso ou não, o segundo passo é livrar-se delas. Este passo está ligado ao primeiro. Com uma folga no orçamento, o endividado pode renegociar débitos atrasados ou amortizar mais rapidamente as dívidas que estão em dia.

Neste post, falamos um pouco mais sobre como sair do vermelho e se livrar das dívidas.

Finalmente, com uma folga no orçamento e sem dívidas, você poderá começar a formar suas reservas.

Forme uma reserva de emergência

Nesse ponto, é importante que você não se contente mais em apenas investir “o que sobra” ou poupar “quando der”. Se aos 20 e poucos anos você pode se dar a esse luxo, aos 30 é preciso começar a ser mais objetivo e disciplinado.

Crie o hábito de poupar um pouco todo mês e comece a investir com base em objetivos financeiros, metas claras, com prazo e valor definido. A primeira delas deve ser a formação de uma reserva de emergência, para situações como a perda do emprego, uma doença na família ou uma urgência doméstica, por exemplo.

O ideal é que esse colchão financeiro seja suficiente para o seu sustento por um período de três meses a um ano, dependendo do quão difícil for, para você, se recolocar no mercado em caso de desemprego.

A reserva de emergência deveria ser o primeiro objetivo de qualquer investidor, não importando se conservador ou arrojado. Ela deve permanecer aplicada em investimentos de alta liquidez e baixo risco.

O ideal é evitar a caderneta de poupança, que apesar de isenta de imposto de renda e taxas, ainda assim tem rendimentos baixos e capazes inclusive de perder da inflação. Há uma série de outros investimentos de baixo risco mais rentáveis que a poupança que podem servir a este fim.

Não negligencie a aposentadoria

Formada a sua reserva de emergência, você pode partir para outros objetivos, de curto, médio ou longo prazo. A escolha do tipo de investimento dependerá do seu perfil – se conservador, moderado ou arrojado – e também do prazo de que você dispõe para investir.

Por exemplo, se estiver investindo para pagar seu casamento, você deverá preferir aplicações mais conservadoras, pois provavelmente usará o dinheiro dentro de pouco tempo.

Se quiser comprar a casa própria dentro de um prazo de, digamos, cinco anos, pode optar por aplicações conservadoras e moderadas.

Um objetivo que não deveria ser negligenciado, contudo, é a aposentadoria. Nessa fase da vida, você se verá às voltas com inúmeros objetivos financeiros para dar conta, e os gastos com todos eles serão grandes. Mas como ainda é jovem, se beneficiará muito de destinar uma quantia mínima que seja a um investimento para a aposentadoria.

As reservas para a aposentadoria ainda não estão entre os objetivos mais importantes do jovem na faixa dos 30, em especial daquele que deseja constituir família.

Contudo, quem começa a investir nem que seja um pouquinho com vistas ao futuro não precisará fazer tanto esforço de poupança nas próximas décadas. Com mais tempo para o dinheiro render, uma pequena quantia já será um grande adianto.

Faça seguros

Se você já tem família e/ou patrimônio, fazer seguro para seus principais bens e um seguro de vida é fundamental. Os seguros são fundamentais em qualquer planejamento financeiro saudável e são grandes amigos dos investidores.

Os seguros de carro e de residência protegem os bens que você conquistou; já o seguro de vida evita que você precise mexer no seu patrimônio em caso de invalidez, e proporciona segurança à sua família caso você venha a falecer.

Tendo em vista que seu patrimônio ainda está em construção, uma morte precoce deixaria sua família sem muitos recursos. O seguro de vida complementaria a herança, garantindo-lhes o conforto, ao menos em um primeiro momento. Fora que a indenização do seguro não entra em inventário, sendo transmitida aos beneficiários em poucos dias.

Saiba reconhecer os sinais de que você está preparado para ser um investidor e venha para a GENIAL Investimentos. Aqui, nós ajudamos você a investir melhor o seu dinheiro, de acordo com o seu perfil e objetivos. Oferecemos também os melhores seguros para proteger o seu patrimônio. Abra a sua conta!

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários