A criptografia é um método de proteção de informações e comunicações por meio do uso de códigos, de forma que somente aqueles a quem a informação se destina possam lê-la e processá-la.

Na ciência da computação, a criptografia refere-se a informações seguras e técnicas de comunicação derivadas de conceitos matemáticos e um conjunto de cálculos baseados em regras chamados algoritmos, para transformar mensagens de maneiras difíceis de decifrar. 

Esses algoritmos são usados ​​para geração de chave criptográfica, assinatura digital, verificação para proteger a privacidade de dados, navegação na internet e comunicações confidenciais, como transações com cartão de crédito e e-mail.

Mas, o que significa a criptografia? 

A criptografia está associada ao processo de conversão de um texto comum em texto ininteligível e vice-versa. 

É um método de armazenamento e transmissão de dados de uma forma específica para que apenas aqueles a quem se destina possam lê-los e processá-los. 

A criptografia não apenas protege os dados contra roubo ou alteração, mas também pode ser usada para autenticação do usuário.

Ela mantém a informação segura, transformando-a em uma forma que os destinatários não intencionais não podem entender. 

Na criptografia, uma mensagem original legível por humanos, chamada de texto simples, é alterada por meio de um algoritmo, ou uma série de operações matemáticas, em algo que para um observador desinformado pareceria sem sentido; esse rabisco é chamado de texto cifrado.

Como funciona a criptografia? 

A criptografia pega um texto simples (também conhecido como texto claro) e o transforma em algo que só pode ser entendido pelos receptores pretendidos. 

Qualquer outra pessoa que de alguma forma colocar as mãos nessa informação provavelmente não conseguirá entendê-la.

Existem várias técnicas empregadas para criptografar um texto simples: criptografia simétrica, criptografia assimétrica, funções de hash, blockchain e assinaturas digitais são algumas das técnicas de criptografia mais proeminentes. 

Elas são frequentemente empregadas junto com outras medidas de segurança.

Principalmente, a criptografia é seguida pelas organizações para ir com os objetivos de:

Privacidade – Os dados transmitidos não devem ser conhecidos por terceiros, exceto pelo indivíduo pretendido.

Confiabilidade – os dados não podem ser modificados no armazenamento ou transferência entre o remetente e o destinatário destinado, não havendo nenhum tipo de modificação.

Não repúdio – Uma vez que os dados são transmitidos, o remetente não tem chance de negá-los nas fases posteriores.

Autenticação – Tanto o remetente quanto o destinatário precisam circunstanciar suas próprias identidades sobre os dados transmitidos e recebidos.

Quais são os tipos de criptografia que existem? 

A criptografia das informações é classificada em três tipos, onde são discutidos abaixo:

Criptografia de chave simétrica 

Isso também é denominado como criptografia de chave privada ou secreta. 

Aqui, tanto o receptor da informação quanto o remetente usam uma única chave para criptografar e descriptografar a mensagem. 

O tipo de criptografia mais utilizado neste método é o AES (Advanced Encryption System). As abordagens implementadas através deste tipo são completamente simplificadas e mais rápidas também.

Criptografia de chave assimétrica

Isso também é denominado como criptografia de chave pública. 

Segue um método variado e protegido na transmissão de informações. Usando algumas chaves, o remetente e o destinatário seguem os processos de criptografia e descriptografia. 

Uma chave privada é armazenada com cada pessoa e a chave pública é compartilhada pela rede para que uma mensagem possa ser transmitida por meio de chaves públicas. 

O tipo frequente de criptografia usado neste método é RSA. O método de chave pública é mais seguro que o de uma chave privada. 

Função de hash

Tomando o cumprimento arbitrário da mensagem como entrada e entregando um comprimento fixo da saída é o algoritmo seguido por uma função hash. 

Também é denominado como uma equação matemática, tomando valores numéricos como entrada e produzindo a mensagem de hash. 

Este método não precisará de nenhum tipo de chave, pois funciona em um cenário unidirecional. Existem várias rodadas de operações de hash e cada rodada considera a entrada como uma matriz do bloco recente e gera a atividade da última rodada como saída.

Quais são alguns usos da criptografia?

Sigilo na transmissão 

O objetivo principal da criptografia é proteger as informações de serem acessadas por qualquer pessoa que não seja o destinatário pretendido. 

Um sistema criptográfico de chave privada é usado pela grande maioria dos sistemas de transmissão. Essa tecnologia criptografa e descriptografa dados com a ajuda de uma chave secreta que é compartilhada entre o remetente e o destinatário.

Autenticação de identidade 

Autenticação é o processo de determinar se um usuário tem ou não autorização para acessar dados. 

Para identificar alguém, são empregadas senhas simples. A criptografia é uma prática análoga à prática de emissão de senhas para fins de verificação de identidade.

Assinaturas digitais

As assinaturas digitais são mecanismos para autenticar mensagens ou estabelecer que são provenientes do remetente que as especificou. 

São análogas às assinaturas físicas em documentos em papel, enquanto permitem que as mensagens sejam verificadas como originárias do remetente que as especificou.

Assinaturas digitais devem ser difíceis de falsificar e reconhecidas como juridicamente vinculativas por um tribunal de justiça como obrigatórias para todas as partes envolvidas na transação para serem tão eficazes quanto uma assinatura em papel.

Como a criptografia se relaciona com as criptomoedas?  

Criptomoeda é qualquer moeda que existe virtualmente. E as criptomoedas usam da criptografia para proteger e manter transações. 

A criptomoeda é um ativo digital, que você não pode segurá-lo na mão ou mostrá-lo aos seus amigos. 

A maioria dos estudantes investe em criptomoedas, embora tenha muitos fatores de risco, mas também tem uma chance maior de pagar seus investimentos. 

Você precisa de segurança de rede adequada antes de prosseguir com a negociação de criptomoedas, pois golpes e hacks podem acontecer diretamente do seu computador sem o seu conhecimento.

Um serviço de pagamentos que não precisa de verificações bancárias é a criptomoeda. A criptomoeda usa criptografia que a torna anônima em quem sabe o quê.

As criptomoedas usam a criptografia para garantir a segurança das transações. Todos os detalhes estarão disponíveis em um livro público, o blockchain. Esta moeda é armazenada em carteiras digitais.

Na verdade, a primeira criptomoeda foi o Bitcoin (BTC), que foi lançado em 2009. É conhecido como uma das melhores criptomoedas até hoje. O Ethereum (ETH) foi lançado em 2015 e é a segunda criptomoeda mais popular depois do Bitcoin.

Para receber relatórios, notícias e carteira de cripto preparadas por analistas de investimentos, se cadastre aqui.

Vexter

Genial Investimentos

Somos uma plataforma de investimentos que tem como objetivo facilitar o acesso ao mercado financeiro e ampliar a educação financeira no Brasil.

Ver todos os artigos
E-book Trader

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!

Planilha Comparativa de Renda Fixa