A palavra Hedge significa proteção.  É uma posição oposta àquela que se possui no mercado físico. O hedge surgiu da necessidade de um produtor manter um preço fixo para vender seu produto. 

Além disso, havia também a necessidade de comerciantes obterem um preço fixo para comprar produtos.  Hedge cambial, especificamente, é um tipo de operação financeira que protege os seus investimentos no exterior. É uma prática comum usada principalmente por importadores e exportadores.

Exemplo prático de Hedge Cambial

Um importador fez uma compra de matéria-prima e pagará o valor da compra em 3 meses. Na data da compra, o dólar estava R$ 3,30 e, com esse valor, a empresa teria uma boa margem de lucro do produto final.  

Para se proteger contra uma possível alta do dólar, a empresa resolveu fazer um hedge, travando a cotação do dólar de hoje para daqui 3 meses, quando fará o pagamento da conta, podendo se planejar com precisão até lá.  

Do outro lado, há uma empresa exportadora que já enviou o produto ao exterior, mas só receberá o pagamento em alguns meses.  

Caso o dólar esteja muito baixo quando receber o pagamento, poderá ocasionar um prejuízo enorme para a empresa.

No dia das operações, o exportador e o importador fizeram as seguintes operações, com o valor do dólar em R$ 3,14.

Agora, o importador e o exportador não estão mais sujeitos às variações do preço do dólar. Como se costuma dizer no mercado, estão “hedgiados”.  
No final do período, vamos supor que o dólar tenha recuado e, na data do vencimento do contrato, esteja R$ 3,00.  

Para encerrar as posições, cada um fez uma operação inversa à primeira: quem vendeu contratos, agora, comprou e quem comprou, agora, vendeu o mesmo número de contratos. 

Veja como ficou a situação do exportador, importador e do especulador:

O hedge cambial é uma prática muito comum no mercado futuro. E você já encontrou alguma plataforma de investimentos confiável para fazer suas operações? Abra sua conta e conheça a Genial Investimentos!

abra sua conta

Publicado por Leonardo Pinto

Leonardo é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens por grandes veículos da imprensa brasileira, como TV Cultura, Veja e Estadão. Especializou-se em jornalismo econômico, com aprovação pela FGV, no curso de trainee promovido pelo Grupo Estado.

Contentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *