Os contratos futuros são investimentos de renda variável, isto é, você nunca saberá de forma definitiva e prévia qual será a sua rentabilidade. Eles se enquadram no que o mercado conhece como derivativos, instrumentos financeiros cujo preço deriva do valor de mercado de uma commodity (milho, café, soja, boi gordo etc.) ou de um outro ativo (dólar, índice Bovespa, taxa de juros etc.). 

Mais especificamente, os contratos futuros são acordos de compra ou venda de um ativo para uma data futura a um preço estabelecido entre as partes em uma negociação. 

Esses contratos, negociados no ambiente da Bolsa de Valores, são padronizados de acordo com sua quantidade, qualidade, formas de liquidação, garantias e prazos de entrega. 

No mercado futuro, os participantes apostam em cotações futuras desses ativos para se proteger (hedge) ou simplesmente especular para lucrar em cima das variações em operações de curto prazo.

Mercado futuro em Bolsa é um mercado de contratos, de intenções, onde, na realidade, são negociados preços futuros de uma mercadoria.

Deve-se destacar que muitos daqueles que negociam em mercados futuros não estão preocupados em entregar ou receber uma mercadoria física, mas estão preocupados em garantir um preço futuro para a sua mercadoria, em uma data predeterminada.

Principais contratos futuros negociados na B3:

– Dólar  
– Euro 
– Índice Bovespa 
– Taxa DI 
– Petróleo 
– Ouro 
– Soja 
– Milho 
– Etanol 
– Açúcar 
– Café Arábica 
– Boi Gordo 

Como funciona o mercado de Índice

O Índice Bovespa (Ibovespa) é formado pelas 66 ações mais negociadas do mercado à vista da Bolsa de Valores oficial do Brasil, a B3. Não é possível negociar o Ibovespa. Ele é apenas uma referência para o mercado (benchmark).

Entretanto, é possível negociá-lo no mercado futuro, transformando-o em um ativo real, padronizado pela própria Bolsa. O contrato futuro do Ibovespa possibilita que o mercado negocie as expectativas futuras de ações sem a necessidade de ter que comprar toda a cesta de ativos que compõem o índice.

Assim como vimos que os contratos futuros são derivativos, o índice futuro, portanto, é um derivativo do Ibovespa e essa relação possui uma fórmula: Índice Futuro = Ibovespa (1 + Taxa de Juros no Período).
Existem 2 tipos de contrato: O índice cheio (IND) e o mini-índice (WIN), que torna a operação mais acessível.

O que é a Margem de Garantia?

Pela margem de garantia é possível alavancar o patrimônio do investidor e, assim, buscar ganhos expressivos em relação ao capital alocado. Isso é, sem dúvida, um dos diferenciais mais fascinantes do mercado de contratos futuros.

Esse valor da margem de garantia deve permanecer depositado na conta da corretora enquanto compradores e vendedores mantiverem suas posições em aberto. Quando as posições forem encerradas, a margem é devolvida.

Entenda como operar na prática Índice e Mini-Índice

Exemplo 1:

Day Trade: Compra de 10 contratos de Índice Futuro (IND) a 90.000 pontos. Encerramos a posição vendendo 10 contratos a 90.100 pontos.
Utilize sempre a seguinte fórmula para saber o resultado da operação:
(Venda – Compra) x 1,00 x nº de contratos
Nesse caso, então, como fica?
Resultado da operação = (90.100 – 90.000) x 1,00 x 10 = R$ 1.000,00 de LUCRO

Exemplo 2:

Day Trade: Venda de 5 minicontratos de Índice Futuro (WIN) a 90.000 pontos. Encerramos a posição comprando 5 minicontratos a 90.300 pontos.
(Venda – Compra) x 0,20 x nº de contratos
Resultado da operação = (90.000 – 90.300) x 0,20 x 5 = R$ 300,00 de PREJUÍZO

Como funciona o mercado de Dólar Futuro

O Contrato Futuro de Dólar Comercial é o segundo contrato derivativo mais negociado no mercado brasileiro, perdendo apenas para o Contrato Futuro de DI (taxa de juros).  

Esse investimento possibilita que o mercado negocie as expectativas futuras de variação da moeda. Assim como o contrato futuro de índice, pode servir para proteção (hedge) ou especulação sobre o preço da moeda norte-americana em uma data futura.  

Existem 2 tipos de contrato: O Dólar Futuro cheio (DOL) e o Mini-Dólar (WDO), que torna a operação mais acessível. 

A margem de garantia para fazer uma operação de day trade na plataforma de investimentos Genial Investimentos, com 1 contrato cheio de dólar é de R$ 400, já para o minicontrato de dólar é de R$ 80,00.

Entenda como operar na prática Dólar (DOL) e Mini-Dólar (WDO)

Exemplo 1  

Day Trade: Compra de 5 contratos de dólar futuro (DOL) a 3.960,50 pontos.   
Encerramos a posição vendendo 5 contratos a 3.962,50 pontos. 
Seguindo a mesma fórmula:  
Resultado da Operação = (Venda – Compra) x 50 x Nº de contratos, temos: 
Resultado da Operação = (3.962,50 – 3.960,50) x 50 x 5 = R$ 500,00 de LUCRO

Exemplo 2  

Day Trade: Compra de 5 minicontratos de dólar futuro (WDO) a 3.960,50 pontos. Encerramos a posição vendendo 5 minicontratos a 3.962,50 pontos.  
Resultado da Operação = (Venda – Compra) x 10 x Nº de contratos 
Resultado da operação = (3.962,50 – 3.960,50) x 10 x 5 = R$ 100,00 de LUCRO 

Agora que você já sabe o que são contratos futuros e dois de seus principais tipos, que tal começar a investir agora mesmo? Entre em contato com a Genial e abra já a sua conta!

abra sua conta

Leonardo é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens por grandes veículos da imprensa brasileira, como TV Cultura, Veja e Estadão. Especializou-se em jornalismo econômico, com aprovação pela FGV, no curso de trainee promovido pelo Grupo Estado.

Contentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *