Circuit breaker é a paralisação dos negócios na bolsa de valores quando seu principal índice cai mais do que um certo limite. No caso da Bovespa, a bolsa brasileira, o mecanismo é acionado quando o Ibovespa cai mais de 10% em relação ao fechamento do dia anterior.

Foi o que ocorreu nesta quinta-feira (18), primeiro dia de pregão após reportagem do jornal “O Globo” mostrando que Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, gravou conversa com o presidente Michel Temer em que este concorda com o pagamento de uma mesada ao ex-deputado Eduardo Cunha na prisão.

Os negócios na Bovespa foram parados às 10h21, após queda de 10,47% do Índice Bovespa.

O circuit breaker é usado para reduzir a volatilidade dos mercados, isto é, a forte instabilidade que pode se seguir a um acontecimento de grande impacto para as bolsas.

O primeiro acionamento do circuit breaker dura 30 minutos, quando então os negócios são retomados. Se após a reabertura do mercado o índice recuar mais de 15% ante o fechamento do dia anterior, o pregão é suspenso por mais uma hora.

Se após a segunda reabertura o Ibovespa cair mais de 20% em relação ao fechamento do dia anterior, o mecanismo de circuit breaker é ativado novamente. Os negócios são então paralisados por um tempo a ser determinado e anunciado pelo diretor do pregão da Bovespa.

Circuit breaker já foi acionado mais de 10 vezes no Brasil

A última vez em que o circuit breaker foi acionado no Brasil foi durante a crise de 2008, há quase dez anos. Naquele ano, o mecanismo foi ativado seis vezes.

Anteriormente, o circuit breaker havia sido acionado duas vezes em 1999, às vésperas da adoção do câmbio livre no país; cinco vezes em 1998, sendo duas delas no mesmo dia, durante a crise da Rússia; e três vezes em 1997, durante a crise asiática.

No dia 11 de setembro de 2001, data dos atentados terroristas nos Estados Unidos, o circuit breaker não chegou a ser acionado, mas a Bovespa interrompeu definitivamente o pregão às 11h15, quando o Ibovespa caía 9,18%.

Veja como investir em ações.

 

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários