Se você é um investidor adepto da análise fundamentalista ou busca analisar as companhias com maior precisão é importante conhecer o Ebitda. Afinal, antes de investir é pertinente avaliar indicadores sobre a eficiência e produtividade de uma empresa – exatamente o que o Ebitda faz. 

Por meio desse indicador financeiro o investidor pode entender a saúde de um negócio. Assim, saber como usá-lo poderá complementar a sua análise e melhorar as suas escolhas na hora de fazer seus investimentos em ações. 

Nesse artigo que a Genial preparou para você, será possível conferir o que é e como calcular o Ebitda, além de outras questões que podem ajudar na compreensão desse indicador.  

Não perca! 

O que é o Ebitda? 

Ebitda é a sigla da palavra de origem inglesa earnig before interest, taxes, depreciation and amortization. Traduzida fica Ladija, ou lucros antes de juros, impostos, depreciação ou amortização. 

No universo das finanças, o conceito de Ebitda está atrelado à capacidade de uma companhia ter lucro, desconsiderando o pagamento de juros e os impostos. Isto é, o Ebtida exclui esses custos do negócio para que seja possível avaliar a situação e a capacidade da empresa gerar receita. 

Com isso, o Ebtida é um dos indicadores mais utilizados quando é preciso avaliar a performance das empresas. Essa análise é fundamental para quem investe em companhias com a visão de sócio, e prioriza aquelas com capacidade de gerar valor consistentemente. 

Como o Ebitda funciona? 

Como visto, o funcionamento do Ebitda demanda a eliminação dos dados não atrelados à atividade principal da companhia. Logo, excluem-se as informações que dizem respeito a juros, impostos, amortização e depreciação. 

Um Ebitda positivo pode indicar que a empresa tem potencial para cobrir despesas e gerar caixa no futuro. Caso ele seja negativo, este pode ser um sinal de que a companhia não está sendo rentável. Mas isso não significa que ela traz prejuízos, vez que ela pode ter lucro fora da atividade principal, por exemplo.  

Também é preciso mencionar que o Ebitda ignora o fator endividamento. Como você viu, ele não leva em conta o pagamento devido a título de juros de empréstimos, por exemplo. Portanto, o Ebitda não contempla uma análise completa da empresa, e não deve ser usado sozinho. 

Como calcular o Ebtida? 

O cálculo do Ebitda é feito com as informações disponíveis no DRE (demonstrativo de resultado do exercício) da companhia. É preciso somar o lucro líquido, o Imposto de Renda, a contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL), o resultado líquido, a depreciação e a amortização.  

Geralmente ele é apurado e divulgado com frequência por todas as companhias que estão listadas na bolsa de valores. Logo, o investidor não precisa se preocupar em fazer manualmente o cálculo – embora possa fazê-lo caso queira conferir se a informação divulgada está correta. 

Muitas vezes, encontra-se também o Ebitda ajustado. Essa modalidade depende das características e da realidade de cada empresa. É possível fazer alguns ajustes — como considerar outros valores que impactam na operação — para representar melhor a situação operacional da empresa. 

Quais as diferenças entre Ebit Ebitda? 

Como a análise fundamentalista conta com diversos indicadores, muitas pessoas confundem o Ebitda com Ebit. Apesar de terem nomes parecidos, eles trazem dados diferentes e podem ser utilizados em conjunto, para refinar a análise. 

Ao contrário do Ebtida, o Ebit não desconsidera a depreciação e a amortização. Dessa forma, o Ebit apresenta dados diretos sobre o lucro operacional obtido. Já o Ebitda, como visto, demonstra a capacidade de lucro obtido da operação principal da companhia. 

Portanto, é comum que o Ebitda apresente um valor maior que o Ebit. Logo, usando os dois você conseguirá identificar a qualidade do lucro operacional da empresa e a capacidade dela gerar caixa com sua atividade primordial. 

Quais as vantagens de utilizar o Ebitda? 

Como já foi possível perceber, uma das principais vantagens do Ebitda é enxergar o resultado real de uma companhia no presente, para deduzir qual será seu desempenho nos próximos anos. A partir dessa análise é possível ter em mente se a empresa pode trazer lucro em prazos maiores. 

Ao analisar a evolução do Ebitda de uma empresa, por exemplo, o investidor poderá identificar se ela está crescendo e se tornando mais eficiente ao longo do tempo. Dessa forma, será possível entender se a administração está tomando decisões eficientes sobre o negócio. 

Além disso, por meio do Ebitda o investidor consegue fazer comparações entre diferentes companhias que pertencem ao mesmo setor. Isso porque ele pode ser usado como um benchmark, sendo uma régua importante para identificar a empresa que apresenta um melhor desempenho. 

Quais outros indicadores podem ser utilizados junto com o Ebitda?  

Apesar do Ebitda ser um indicador fundamentalista muito conhecido, um bom investidor não considera apenas uma ferramenta para a tomada de decisão. Então, sempre combine a análise do Ebitda com a de outros indicadores

Considerando que o Ebitda desconsidera o endividamento do negócio, como já mencionado, é interessante buscar por indicadores que façam essa análise. Entre eles tem-se o múltiplo dado pela dívida bruta/patrimônio líquido. 

Outros indicadores podem ser usados para análise de questões específicas. Por exemplo, se você busca o recebimento de renda passiva, é interessante avaliar o Dividend Yield. Ele mostra a relação entre os dividendos distribuídos e a cotação atual das ações da companhia. 

O indicador P/L (preço/lucro) mede a relação entre o preço atual da ação da companhia pelo lucro por ação nos últimos 12 meses. Através dele fica fácil de saber se a ação está descontada. Assim, somando-se ao Ebitda, esses e outros indicadores deixam a avaliação mais precisa. 

Agora você já sabe o que é o Ebtida e de que forma ele é calculado. Não deixe de utilizá-lo na hora de analisar e investir em ações. Lembre-se de combiná-lo a outros indicadores da análise fundamentalista para fazer escolhas mais embasadas! 

Quer contar com apoio para investir nas melhores ações com mais segurança? Entre em contato conosco, da Genial, e abra já a sua conta!

Comentários