Se você já pensou em investir em grandes empresas internacionais, precisa conhecer o investimento em BDR, que pode ser do tipo patrocinado e não patrocinado. Com ele, existe a praticidade de fazer o investimento diretamente pela bolsa brasileira (B3).  

Dessa maneira, o BDR pode ajudar a expor seus recursos a ativos internacionais sem burocracia ou custos com câmbio. Mas você sabe como funciona essa alternativa e quais as vantagens e riscos dela? 

Para esclarecer esses e outros pontos, nós, da Genial Investimentos, elaboramos este post. A seguir, você entende o que é BDR patrocinado e não patrocinado e o que considerar ao diversificar sua carteira com esse investimento.  

Confira! 

O que é o BDR?  

BDR é a sigla para brazilian depositary receipts ou certificado de depósito brasileiro. Esse investimento pode ser de dois tipos: BDR patrocinado ou não patrocinado — como você entenderá adiante. 

Para começar a compreender essa alternativa, você deve considerar que ela é um certificado que representa investimentos internacionais. Dessa forma, é possível adquirir BDRs que representam ações de empresas de outros países, títulos de renda fixa e ETFs (exchange traded funds)

Portanto, ao comprar um BDR você passa a ter na sua carteira um certificado que representa o investimento no exterior. Assim, não estará investindo diretamente, mas se expondo de maneira indireta ao mercado internacional. 

Como funcionam esses certificados?  

Como você viu, ao investir em BDR você não compra um ativo em si, mas um certificado que o representa. Isso porque, quem compra os investimentos internacionais é uma instituição financeira depositária. Depois disso, ela realiza a emissão dos certificados no Brasil.  

Logo, é a responsável por intermediar as transações com os investidores brasileiros. Por isso, a depositária precisa: 

  • acompanhar a gestão e relatórios do emissor internacional; 
  • receber e redistribuir dividendos que venham a ser compartilhados. 

Para que o BDR seja emitido, é preciso que os ativos fiquem sob custódia de uma instituição custodiante. Vale ressaltar que todo o processo de emissão dos BDRs no país é fiscalizado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).  

Dessa maneira, os certificados podem ser comprados pelos investidores brasileiros, diretamente na B3. No entanto, os BDRs tornaram-se disponíveis para qualquer investidor no Brasil somente a partir de 2020. Antes, apenas os investidores qualificados tinham acesso a esse investimento. 

Quais os principais tipos de BDR?  

Ao alocar seu capital em BDRs, um ponto importante é que nem todos os certificados são iguais. O investidor se depara com dois tipos dessa modalidade, como você confere a seguir: 

BDRs patrocinados  

Os certificados de depósito brasileiro do tipo patrocinado são aqueles em que o emissor dos ativos internacionais tem a intenção em oferecer possibilidades na B3. Ou seja, é ele quem contrata uma depositária para realizar o processo de emissão dos certificados. 

O investidor precisa saber que os BDRs patrocinados podem ser de níveis diferentes (nível I, II ou III). Os certificados de nível I não exigem que o emissor estrangeiro tenha registro na CVM, mas é preciso que ele disponibilize aos investidores brasileiros todas as informações que divulga em seu país.  

No caso de BDRs de nível II e III, há obrigatoriedade do registro na CVM. Assim, os BDRs são negociados no pregão da B3, enquanto os do tipo anterior precisam se limitar ao mercado de balcão organizado. 

BDRs não patrocinados 

Em relação aos BDRs não patrocinados, a diferença é que não foi o emissor internacional quem demonstrou interesse em oferecer BDRs na bolsa brasileira. Nesse caso, é um processo independente, que parte da instituição depositária. 

É ela quem tem a iniciativa de comprar os ativos internacionais e emitir os certificados que os representam. Esse é o tipo de BDR mais comum de ser encontrado na B3.  

Todos os certificados não patrocinados são classificados em nível I. Então as informações do emissor internacional devem ser transmitidas aos investidores brasileiros pela instituição depositária. 

Quais as vantagens dos BDRs? 

Agora você já sabe o que é BDR patrocinado e não patrocinado e as principais diferenças entre eles. Mas quais as vantagens de aportar recursos nessa modalidade de investimento? 

Confira! 

Chance de investir em empresas no exterior 

Quem tem a intenção de aproveitar a possibilidade de ganhos das ações de grandes empresas internacionais, por exemplo, pode se interessar pelos BDRs. Com os certificados, é possível diversificar seu portfólio com certificados lastreados em diversas companhias, como: 

  • Amazon; 
  • Netflix; 
  • Facebook; 
  • Apple; 
  • Microsoft; 
  • Disney; 
  • entre outras gigantes do exterior. 

Praticidade de investir diretamente do Brasil 

Além das ações, você pode ter acesso a títulos e fundos de outros países, com a praticidade de não sair do Brasil. As operações são realizadas em real e não é necessário ter conta em uma corretora internacional ou pagar taxas cambiais para enviar o dinheiro para outro país. 

Diversificação da carteira 

Com os BDRs, você pode expor parte de seu capital ao exterior. Com isso, diversifica os riscos ao evitar que seu patrimônio fica exposto apenas ao Brasil. A influência da variação do câmbio também pode ajudar a proteger parte de seus recursos, equilibrando os riscos da bolsa brasileira. 

Quais os riscos envolvidos?  

Após conhecer as vantagens dos BDRs, é necessário pensar nos riscos. O primeiro deles é considerar que se trata de um investimento em renda variável. Ou seja, você não tem uma previsibilidade dos ganhos e fica sujeito à variação de preços dos ativos internacionais.  

Por isso, os certificados costumam ser mais adequados para investidores de perfil moderado ou arrojado. Há ainda o fato de você ficar exposto a mudanças na economia do país de origem do investimento — o que deve ser considerado. 

Como investir em BDRs?  

Quem tem interesse em investir em BDR, antes de aportar os recursos na alternativa, precisa analisar qual é o seu perfil de investidor e metas financeiras. A partir disso, é possível avaliar se ter esses certificados no portfólio faz sentido para você. 

Ao entender que é um investimento que atende às suas expectativas, o próximo passo é abrir uma conta em uma corretora de valores. Com isso, você tem acesso ao home broker, pode escolher os BDRs e emitir as ordens de compra a partir do ticker do ativo. 

Com este post, você aprendeu o que é BDR e as diferenças entre os tipos patrocinado e não patrocinado. Antes de alocar seu capital nesse investimento, não deixe de identificar seu perfil de investidor e ter em mente quais são seus objetivos! 

Você busca a possibilidade de investir em certificados de investimentos internacionais? Abra uma conta gratuita conosco e venha também ser Genial!

Comentários