Já pensou em montar uma carteira com as ações de empresas mais negociadas na bolsa de valores brasileira? Certamente, isso demandaria um custo alto. No entanto, se você conhecer os melhores ETFs (exchange traded funds) para investir, poderá aproveitar oportunidades semelhantes.

Apesar de ser uma modalidade relativamente recente no Brasil, os ETFs vêm atraindo cada vez mais investidores. Um dos motivos é que países com maior tradição na bolsa, como os Estados Unidos, apresentam um mercado amplo, colocando esses fundos em evidência.

Porém, é preciso entender como eles funcionam para tomar boas decisões de investimento. Quer saber como escolher os melhores ETFs para investir em 2021? Continue a leitura e confira nossas dicas!

O que é ETF?

Os ETFs são fundos de investimento que replicam um determinado índice do mercado financeiro, que pode ser de ações ou de renda fixa, por exemplo. Devido a essa característica, eles têm uma gestão passiva por meio do gestor profissional.

Além disso, as cotas são compradas e vendidas na bolsa de valores. Então você pode negociá-las por meio do home broker da sua corretora.

Por contar com uma gestão profissional, os ETFs podem ser interessantes para investidores iniciantes. Isso porque ele permite que você se exponha a diversos ativos por meio de suas cotas.

A estratégia também é válida para quem busca maior estabilidade e facilidade de acompanhamento do investimento no longo prazo.

Como funciona?

Os ETFs funcionam de maneira similar a outros fundos de investimento. O diferencial está no fato de que ele tem como objetivo espelhar um determinado índice do mercado.

Ou seja, a composição do fundo dependerá do indicador escolhido — como você viu. Por esse motivo, o ETF também é conhecido como fundo de índice.

Uma questão importante é que, apesar de ser negociado na bolsa de valores do Brasil, eles não precisam se limitar aos índices do mercado brasileiro. Isso significa que é possível encontrar ETFs que acompanham indicadores de outros países.

Desse modo, eles trazem uma alternativa mais prática para quem deseja se expor ao mercado internacional. Em relação ao preço das cotas, eles variam conforme o fundo e as movimentações da bolsa durante o pregão.

Quais suas principais características?

Para entender melhor essa alternativa de investimento, é necessário conhecer as suas características. A liquidez, por exemplo, costuma ser abaixo da média, mas isso varia em cada fundo conforme o volume de negociações, não é uma regra.

Outro ponto importante é a diversificação. Como os índices costumam apresentar uma carteira teórica com diversos ativos, o fundo será composto por uma variedade de ativos. Isso ajuda a montar um portfólio mais diversificado.

Porém, cada ETF também apresenta características específicas, que devem estar descritas no prospecto — documento apresenta as informações sobre o fundo. Eles também prezam pela transparência, permitindo que os investidores acompanhem a composição do portfólio com facilidade.

Devido à gestão passiva, as taxas de administração podem ser inferiores às de outros fundos do mercado. Já os dividendos não são distribuídos diretamente aos cotistas — eles são reinvestidos.

Com relação ao Imposto de Renda, a alíquota é de 15% sobre o ganho de capital para ETFs de renda variável. Já a tributação do ETF de renda fixa, por outro lado, depende dos prazos médios dos títulos que fazem parte do portfólio do fundo.

Quais são os ETFs disponíveis no mercado?

Se você acredita que os ETFs fazem sentido para a sua carteira, vale a pena conhecer as opções disponíveis na bolsa de valores em 2021.

Confira algumas das principais:

ETFs referenciados no índice Ibovespa

Nesse caso, eles têm o objetivo de acompanhar a performance do índice Ibovespa. Veja alguns exemplos:

  • BOVA11;
  • BBOV11;
  • BOVV11.

ETFs referenciados em small caps

Esses ETFs espelham uma carteira teórica de ações composta por empresas com menor capitalização na bolsa de valores. Por exemplo:

  • SMAL11;
  • SMAC11.

ETFs de renda fixa

Eles buscam refletir as variações e a rentabilidade de índices de renda fixa com carteiras teóricas compostas, principalmente, por títulos públicos ou privados. Você pode encontrar algumas opções, como:

  • IMAB11;
  • IMBB11;
  • FIXA11.

ETFs de sustentabilidade

Os fundos de índice focados em sustentabilidade utilizam critérios baseados em governança, práticas ambientais e sociais para selecionar empresas brasileiras para sua carteira.

Duas opções que seguem essa estratégia, são:

  • ISUS11;
  • ESGB11.

ETFs referenciados em índices internacionais

Eles refletem um índice internacional, que deve ser reconhecido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). É uma forma de ter exposição às moedas estrangeiras sem precisar enviar recursos para fora do Brasil.

Confira algumas alternativas:

  • IVVB11;
  • XINA11;
  • EURP11.

ETFs referenciados em criptomoedas

Também existem ETFs com às criptomoedas. Existem dois exemplos principais. O primeiro é o HASH11, que visa acompanhar o desempenho do índice Nasdaq Crypto Index. Já o segundo é o QBTC11, que tem exposição apenas ao bitcoin.

Como escolher os melhores ETFs para investir?

Agora que você conhece algumas alternativas de ETFs disponíveis no mercado, é preciso saber como escolher a opção mais adequada para a sua carteira. Confira nossas dicas:

Avalie seu perfil e objetivos

O ETF é um investimento de renda variável, portanto, está sujeito às oscilações do mercado. Por isso, esse tipo de investimento pode ser mais indicado para investidores com maior apetite ao risco. Perfis moderados e arrojados podem se identificar mais com essa alternativa.

Também é importante considerar os seus objetivos com o investimento. Entenda qual será o impacto dos ETFs na sua carteira, o quanto você pode investir e quais resultados deseja obter, por exemplo.

Saiba, ainda, que os fundos de índice podem servir bem a diversos objetivos, especialmente de longo prazo, dependendo das suas escolhas.

Conheça as alternativas do mercado

Como você viu, existem diversas alternativas de ETFs no mercado para investir. Logo, é essencial conhecer as opções e suas características para identificar quais estão mais alinhadas ao seu perfil e objetivos. Assim, será possível tomar decisões mais acertadas para a sua carteira.

Se você estiver em dúvidas sobre quais os melhores ETFs para investir, pode contar com a assessoria de investimentos vinculada à sua corretora. Os profissionais podem apresentar as opções do mercado e esclarecer os seus questionamentos.

Tenha uma plataforma de investimentos

Você já sabe que os ETFs são negociados na bolsa de valores. Desse modo, para comprar ou vender cotas do fundo, basta acessar a plataforma de investimentos da sua corretora de valores e acessar o home broker.

Depois, digite o código do fundo de índice que deseja — eles são identificados por um ticker específico, como nas ações. Por fim, emita uma ordem de compra.

Neste post, você aprendeu que escolher os melhores ETFs para investir pode ajudar a compor uma carteira diversificada e sólida. Dessa maneira, é possível ter resultados mais consistentes ao longo dos anos para realizar os seus objetivos financeiros pessoais.

Que tal colocar essas dicas em prática? Abra a sua conta e invista em ETFs pela Genial Investimentos!

Comentários