Você pode até não saber o que é o Ibovespa, mas já deve ter ouvido falar sobre isso no noticiário. Na prática, é mais simples do que parece. Nada mais é do que um índice de desempenho da Bolsa de Valores, o grande mercado de comercialização de ativos e ações do país. Ele indica sua variação em função de alguns títulos específicos.

Ainda não ficou claro? Então acompanhe o artigo e entenda definitivamente o que é o Ibovespa, como funciona e de que maneiras esse conhecimento pode ser útil para os seus investimentos.

O que é o índice Bovespa?

O Ibovespa (também conhecido como IBOV) é uma carteira de ações construída de acordo com os resultados da Bolsa de Valores. Nessa carteira  entram as ações com maior liquidez (maior facilidade para serem transformadas em dinheiro) e maiores volumes financeiros do mercado, tendo como referência o tempo de um ano. Assim, periodicamente, conforme essas ações são negociadas, a carteira é modificada, de modo que o índice se mantenha atualizado.

Em termos gerais, o IBOV funciona como um termômetro médio do mercado de ações. Assim, quando o índice bovespa sobe, significa que, na média, as ações que compõem essa carteira estão sendo valorizadas. Da mesma forma, quando ele desce, significa que, também na média, as ações estão sendo desvalorizadas.

A pontuação no Ibovespa

A evolução dos preços dessas ações presentes no IBOV é medida por meio de pontos que são atualizados em tempo real. Assim, consideramos que a Bolsa sobe ou desce de acordo com essa pontuação. Quando os valores ficam acima do último registro, ou seja, no horário em que o pregão anterior foi fechado, dizemos que ela subiu, quando ficam abaixo, dizemos que ela desceu.

Para ficar mais claro: imagine que em um dia a Bolsa registre 49.500 pontos e no outro, ela fecha em 50.000 pontos. Nesse caso, tivemos um crescimento de 1% de um dia para o outro, o que caracteriza uma alta de 1%.

Para que serve o IBOV?

A ideia é que o Ibovespa atue como um parâmetro para o mercado de ações. Assim, o investidor pode comparar a sua carteira ao desempenho do mercado refletido no índice.

Lembre-se que, conforme citado anteriormente, o que compõe o Ibovespa são as ações de empresas que se destacam em relação a dois elementos: a liquidez e o volume financeiro negociado na Bolsa. Como o valor de cada ação varia constantemente, o índice pode oscilar para cima ou para baixo.

Para compreender a representação do IBOV, basta entender que um único número é usado para apontar o comportamento geral das principais ações negociadas. Isso torna o acompanhamento e a divulgação da rentabilidade média das ações muito mais fácil. Na prática, é disso que se trata o Ibovespa: um importante instrumento para dar ao investidor parâmetros para identificar o desempenho médio da Bolsa de Valores.

Como funciona o IBOV?

O IBOV procura representar a maior parte do volume do mercado, em geral, 80% dele. Para tanto, atualiza sua “carteira” a cada quatro meses. Isso garante precisão nos ativos tomados como referência.

A cada atualização, é criada uma carteira de ações na qual constam as empresas com maior volume negociado na B3 para que o IBOV viabilize a simulação de desempenho das aplicações. Geralmente, essas empresas são grandes companhias como a Petrobras e a Vale.

Atenção: o fato de as ações estarem presentes no IBOV não tem necessariamente a ver com a qualidade delas, mas sim, significa que são mais negociadas e apresentam movimentação de volume financeiro superior em comparação às demais.

Outros índices existentes

No Brasil, além do Ibovespa, nós temos também o IBrX 100, índice que afere o retorno de uma carteira teórica em função das 100 ações mais negociadas no mercado, o IBrX 50 que, assim como o IBrX 100, funciona como uma carteira teórica, mas concentrada em 50 ações de destaque na Bolsa e o Índice Small Cap (SMLL), responsável pela medição do desempenho das companhias que possuem o menor valor de mercado na bolsa.

Ao redor do mundo, existem índices como o Dow 30, a Nasdaq e a S&P 500, nos Estados Unidos, além da DAX na Alemanha e Nikkei 225 no Japão, índices que para seus países representam o que é o Ibovespa para o Brasil.

Ações que mais costumam aparecer

Algumas empresas têm suas ações aparecendo com maior frequência no IBOV.  Itaú, Unibanco, Petrobras, Vale e Bradesco são algumas delas. Essas empresas são muito negociadas, consequentemente, em momentos em que apresentam altas ou quedas elevadas, acabam gerando impactos significativos na IBOV.

É isso o que explica termos como “a Vale puxou o Ibovespa”, ou “o IBOV caiu devido à  queda das ações da Petrobras”. Isso se dá em função da participação maior dessas empresas na construção do IBOV.

É natural que, por serem as empresas com maior destaque no mercado de ações, sejam essas a conduzir os índices de acordo com sua oscilação diária.

É possível investir no Ibovespa?

Sabendo o que é o índice bovespa você pode estar se perguntando se é possível investir nele. Primeiro, é preciso deixar claro que o Ibovespa é um índice e tem a função de estabelecer parâmetros para que os investidores analisem o comportamento da Bolsa, entretanto, é possível investir nas ações presentes nesse índice se isso for do seu interesse.

Como a Ibovespa é uma carteira teórica de ações, você pode investir em cada uma delas. Um caminho é escolhendo uma a uma as ações que compõem o índice, fazendo o chamado stock-picking.

Outro é por meio dos Exchange Traded Funds (fundos ETF), que seguem de maneira fiel a cesta de ações que compõem a carteira.

Enfim, a importância do Ibovespa é facilitar o trabalho do investidor, criando meios para que ele avalie se é ou não o momento certo de investir. Sabendo lidar com esse índice é possível analisar de que forma variáveis como a economia do país, por exemplo, atuam sobre as empresas. Isso ajuda a ganhar tempo e a fazer bons negócios.

Entendeu o que é o índice bovespa? Então para continuar aprendendo sobre investimentos, confira também o artigo “como investir em ações”.

abra sua conta

Genial

Genial

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Deixar um comentário

Bitnami