Se você já investe em criptomoedas ou está querendo entrar para esse mercado por agora, é normal que surjam diversas dúvidas – principalmente relacionadas à proteção e ao armazenamento desses ativos digitais.

É aí que entram as cold wallets, ou “carteiras frias” – que podem ser entendidas como um tipo de carteira por meio da qual podemos armazenar criptomoedas. Um ponto interessante é que elas não são conectadas à internet, portanto, estão protegidas de ataques cibernéticos.

Existem vários tipos de cold wallets – e, apesar de cada uma funcionar de um jeito, o objetivo é sempre o mesmo: manter os ativos seguros. Mas, afinal, como esse tipo de carteira funciona na prática? Como escolher a sua cold wallet? Neste artigo, vamos te contar mais sobre elas – e trazer algumas informações importantes sobre o assunto, cada vez mais popular no universo cripto. É só continuar a leitura!

O que é uma cold wallet

Uma cold wallet – ou “carteira fria”, em tradução livre – é um dispositivo físico que possui a função de armazenar, de forma offline, qualquer tipo de criptomoeda. Elas possuem chaves privadas para os usuários – apesar de seu endereço ser público – garantindo, assim, mais segurança e proteção aos usuários investidores.

Por meio das cold wallets, é possível gerenciar fundos e realizar transações sem intermediários – como instituições financeiras, por exemplo – através de softwares físicos. Esse modelo de carteira é ideal para quem deseja se proteger de ataques cibernéticos, uma vez que, como vimos, uma cold wallet não precisa estar conectada à internet para funcionar.

Elas também são muito bem-vistas por quem deseja operar na modalidade buy and hold, mantendo seus ativos digitais por períodos mais longos.

Diferenças entre cold wallet e hot wallet

Ao contrário da cold wallet, a hot wallet (“carteira quente”, em tradução livre), é um tipo de carteira digital que está sempre conectada à internet, portanto, além de armazenar criptoativos, ela também permite a realização de transações.

As hot wallets podem ser consideradas mais práticas no dia a dia, principalmente para os usuários que fazem muitas transações – e, na maioria dos casos, são oferecidas gratuitamente, bastando apenas um cadastro para que o investidor possa começar a utilizá-la.  

Em contrapartida, as cold wallets são mais seguras, atuando apenas como uma espécie de cofre digital – e normalmente são pagas, uma vez que contam com dispositivos físicos que garantem um nível de proteção mais elevado.

Ambas são bastante utilizadas, e é bastante comum encontrar por aí investidores que dispõem dos dois modelos de carteira para gerenciar seus ativos digitais.

Para que servem e como funcionam

O funcionamento das cold wallets é bem simples, afinal, os ativos são armazenados em dispositivos físicos – como um pen drive ou até mesmo um papel, por exemplo.

Basta que o usuário transfira as criptomoedas do endereço online para o offline na cold wallet, e, uma vez armazenadas, as criptos podem ser acessadas sem a necessidade de qualquer conexão com a internet.

A cold wallet garante uma maior segurança durante o armazenamento dos tokens digitais na medida em que, mantendo-os fora da internet, os investidores se protegem contra ataques hackers e problemas decorrentes de falhas na rede e instabilidades de qualquer natureza.

Tipos de cold wallets

Há diversos formatos de cold wallets disponíveis no mercado hoje em dia, cada uma com suas particularidades e características. Confira, logo abaixo, as principais:

Desktop wallet

Apesar de serem instaladas no computador pessoal do usuário, as desktop wallets não se conectam à internet. Se trata de uma espécie de caderneta que existe apenas no computador do investidor, e, por isso mesmo, só pode ser acessada através dele.

Paper wallet

A carteira de papel – ou paper wallet – permite a impressão de chaves públicas e privadas em um pedaço de papel, sendo considerada a cold wallet mais acessível do mercado.

As chaves privadas são geradas de maneira offline, porém, é importante que o investidor saiba armazenar a sua carteira em um local que seja fácil de memorizar

e ao mesmo tempo seguro e confiável, para que possa acessá-la sempre que preciso.

Hardware wallet

A hardware wallet é um tipo de dispositivo eletrônico que arquiva chaves públicas e privadas offline, sendo considerada uma das mais robustas quando o assunto é cold wallet.

Ideais para quem deseja armazenar criptomoedas de forma segura a longo prazo, as hardware wallets ainda permitem que o investidor recupere os fundos por meio da utilização de uma chave específica de backup caso o dispositivo seja perdido ou danificado.

USB wallet

A USB wallet também é uma forma bastante simples de armazenar criptoativos, pois se trata de um dispositivo com conexão USB que permite a exportação de chaves privadas.

O ponto de atenção aqui é o local de armazenamento da USB wallet, que, assim como no caso da paper wallet, deve ser bastante seguro – a fim de evitar roubos ou extravios. 

Como escolher a cold wallet ideal

Sem dúvidas, as cold wallets são praticamente imprescindíveis hoje em dia para os investidores que operam no mercado das criptomoedas. No entanto, é importante avaliar todos os critérios que citamos para fazer a melhor escolha de acordo com o seu perfil e objetivos.

Algumas cold wallets demandam certo entendimento do usuário no que diz respeito às suas configurações de interface e usabilidade – por isso, é sempre importante estar por dentro do assunto para entender melhor esses detalhes.

Se você está investindo a médio e longo prazo e visa armazenar suas criptomoedas por períodos maiores em segurança, pode optar por uma cold wallet mais robusta e com critérios de segurança mais rigorosos.

Se o seu objetivo é transacionar com mais frequência, escolher uma carteira mais acessível e de fácil transporte/manejo no dia a dia pode ser o ideal.

Muito interessante observar como a tecnologia tem avançado para melhorar a experiência do usuário e do investidor, não é mesmo? E você, já tinha ouvido falar das cold wallets? Conte para a gente o que achou dessas informações deixando um comentário aqui no blog!

Vexter

Genial Investimentos

Somos uma plataforma de investimentos que tem como objetivo facilitar o acesso ao mercado financeiro e ampliar a educação financeira no Brasil.

Ver todos os artigos
E-book Trader

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!

Planilha Comparativa de Renda Fixa