Muitos investidores não sabem o que é CBLC, apesar de ser um órgão muito importante para o mercado financeiro. Você sabia que quem investe em títulos do Tesouro Direto ou em ativos da bolsa de valores já utilizou seus serviços, ainda que indiretamente? 

Entender o que ela é, suas funções e importância traz mais conhecimento aos investidores e ajuda a confiar na segurança das transações. Afinal, é a CBLC que garante que suas operações e investimentos na bolsa sejam liquidados e custodiados corretamente. 

A seguir, você conhecerá a CBLC, sua história e as funções que ela exerce no mercado financeiro. Acompanhe e entenda melhor! 

O que é a CBLC? 

CBLC é a sigla para Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia. Esse órgão tem a finalidade de liquidar, custodiar e operacionalizar todas as negociações feitas na Bolsa de Valores Brasileira, a B3. 

Sua história começou em 1961, na época ainda era chamada de Calista — a Caixa de Liquidação de São Paulo. Ela era uma companhia responsável apenas pela liquidação das negociações com ações do período. 

Como você deve imaginar, isso era feito de forma física. A liquidação acontecia por meio de cautelas — que eram papéis impressos em nome dos investidores guardados pelas corretoras de valores. 

Foi somente em 1997 que a Calispa se transformou em CBLC. Isso ocorreu porque não existiam mais as cautelas e as ações começaram a ser negociadas por escriturações. Dessa maneira, a companhia trouxe modernização e segurança para o mercado. 

No começo, ela era uma companhia independente. Hoje, é uma entidade autorregulada — e também fiscalizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

Sua última alteração ocorreu em 2008, quando foi criada a B3. Nesse ano ela passou a se chamar Câmara de Ações e Renda Fixa Privada. Contudo, a sigla e a denominação CBLC continua sendo a mais utilizada atualmente. 

Para que ela serve? 

A principal função da CBLC é operacionalizar os processos de custódia de ações e títulos do mercado de capitais. Assim, ela compõe a estrutura da B3 e todos os investidores, indiretamente, utilizam os seus serviços. 

É a CBLC que garante a segurança de todas as transações realizadas entre os compradores e vendedores na bolsa. Imagine, por exemplo, que você compre um lote de ações. Esses ativos ficam sob a responsabilidade da CBLC, que guarda os papéis. 

Dessa forma, caso ocorra algum problema com a sua corretora de valores, como a falência da mesma, a CBLC garante a liquidação dos seus ativos. Assim, o investimento pode ser recuperado e o investidor não terá prejuízos. 

Confira mais detalhes das funções da Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia a seguir! 

Compensação e liquidação de operações 

A CBLC atua no serviço de alocação e liquidação das negociações ocorridas com participação da B3. Vale ressaltar que isso é feito por meio de um sistema que utiliza as melhores práticas internacionais sobre o assunto. 

Assim, as operações realizadas na B3 ocorrem em tempo real e automaticamente, com o sistema da CBLC. Essa garantia de celeridade e segurança é chamada de STP — ou straight through processing. 

Dessa forma, toda negociação realizada entre as partes interessadas conta com informações básicas garantidas pela CBLC. Isso retira a exigência de confirmações de outras empresas envolvidas — como as corretoras de valores. 

Ainda, conforme as regras brasileiras, os investidores finais devem ser identificados como fase preparatória para a liquidação. Isso é responsabilidade dos intermediários que realizam as negociações no sistema, que utilizam o serviço de alocação de operações da CBLC. 

Banco de Títulos 

O serviço de custódia fungível por meio de banco de títulos, o BTC, é uma função muito importante da CBLC. É ele que oferece a possibilidade de os investidores fornecerem os seus ativos para empréstimos. 

Com isso, os interessados podem oferecer uma garantia e utilizar os ativos de terceiros. No mercado financeiro, você encontrará essa operação com o nome de aluguel (de ações ou fundos imobiliários, por exemplo). Ele acontece para viabilizar o short selling — ou venda a descoberto

Essa estratégia funciona da seguinte maneira: um investidor avalia que um ativo está com uma tendência de baixa. Assim, ele os aluga de outro investidor para vendê-lo com a cotação atual na intenção de comprar mais barato na hora de devolvê-lo.  

Se a tendência de queda se efetivar, ele recompra os ativos com menor preço e obtém lucro. Se o contrário acontecer, há prejuízo na recompra. De qualquer forma, é a CBLC que atua como contraparte por meio do BTC, garantindo que a operação seja feita com segurança entre as partes. 

A CBLC cobra taxas dos investidores? 

Depois de conhecer as funções da CBLC, você deve estar se perguntando se ela cobra taxas por esses serviços, não é mesmo? É importante saber que há, sim, uma cobrança feita pela companhia, que é a chamada taxa de custódia. 

Essa taxa é aplicada a diversos investimentos, como os títulos do Tesouro Direto e as ações. Ela visa arcar com os custos operacionais que a CBLC tem ao oferecer os seus serviços para os investidores. 

No Tesouro Direto, por exemplo, ela é obrigatória para todos os seus títulos — embora o Tesouro Selic conte com uma isenção para aplicações de até R$ 10 mil. A cobrança é anual, sendo dividida em dois semestres. 

Caso haja o resgate antecipado ou vencimento do título, ela também pode ser cobrada nessas datas, ainda que sejam inferiores a um ano. Já nos demais investimentos, a taxa pode variar de acordo com o tipo de negociação e outros fatores. 

Qual é a importância de conhecer a CBLC? 

Você viu que a CBLC exerce funções essenciais para os investidores. É ela que garante a segurança institucional nas negociações da bolsa e, até mesmo, no Tesouro Direto. Assim, você sabe que há um órgão responsável por essas transações. 

Por ser regulada pela CVM, o investidor também sabe que ela será fiscalizada. Dessa maneira, é possível confiar que, mesmo que a sua corretora tenha problemas, seus investimentos estarão seguros. 

Ademais, é importante conhecer o órgão para saber identificar a taxa de custódia cobrada pela CBLC nos investimentos. Afinal, ela afeta diretamente a rentabilidade dos seus títulos e ativos e pode influenciar suas escolhas. 

Agora você já conhece o que é a CBLC! Como visto, ela está presente em todas as suas negociações na bolsa de valores, garantindo a credibilidade das operações. Lembre-se de que, para trazer ainda mais segurança, é fundamental contar com uma corretora de confiança! 

Quer começar a investir de forma simples e contar com uma sólida plataforma de negociação? Então conte conosco da Genial!

Comentários