No fim de 2018, a bolsa de valores brasileira (B3) lançou novos produtos para as pessoas físicas que buscam oportunidades no mercado. Um deles é o futuro de ações — você sabe como ele funciona? 

Ele oferece novas possibilidades para o investidor e tem como objetivo expandir o leque de alternativas de investimento em ações. Por meio do futuro de ações é possível operar alavancado, além de realizar estratégias de hedge (proteção) e a arbitragem. 

Quer saber como funciona na prática esse produto da bolsa brasileira? Continue a leitura e conheça o futuro de ações! 

O que é futuro de ações? 

O contrato futuro de ações é mais uma possibilidade de investimento no mercado futuro. Antes, esse mercado funcionava, basicamente, com commodities (petróleo, café, ouro etc.), índices (Ibovespa, IBrX, entre outros) e câmbio (dólar, por exemplo).  

A B3 ampliou, então, suas possibilidades — permitindo fazer operações no mercado futuro com contrato de ações de grandes empresas. O lançamento possibilitou o posicionamento em torno da especulação sobre o preço de um determinado papel em um momento posterior. 

Neste caso, você não precisará, necessariamente, alugar uma ação para operar vendido, por exemplo. Se essa operação fosse feita no mercado à vista, o aluguel seria necessário para montar uma operação short.  

Assim, o novo produto permite a aplicação de outras estratégias de especulação ou proteção no mercado.  

Para iniciar as operações em contratos futuros de ações foram selecionados ativos de 12 grandes companhias. Elas são divididas em diferentes setores, como mineração, financeiro, educacional, energia e siderurgia. Você entenderá melhor sobre essa alternativa adiante. 

Como funciona o contrato futuro de ações? 

Com o contrato futuro de ações, é possível negociar a expectativa do preço que um ativo terá no futuro. Aqui, não existe a necessidade de comprá-la e ficar exposto à sua variação. Porém, é preciso entender os detalhes sobre sua formação e funcionamento. 

O tamanho do contrato futuro é de uma ação, sendo que sua cotação se dá em pontos. Além disso, cada ponto valor R$ 1 e há um lote padrão de 100 contratos, com vencimento em todos os meses do ano. A data é sempre a terceira segunda-feira do mês.  

Já o código de negociação é composto pelo ticker da empresa, o tipo do papel, o mês e o ano de vencimento do contrato. Por exemplo, considere o código PETRPM22.  

Entenda a composição: 

  • PETR: significa que se trata de um futuro de ações da Petrobras (PETR); 
  • letra P: indica que a ação é do tipo preferencial; 
  • letra M: significa que o vencimento do contrato será em junho; 
  • 22: se refere ao ano de vencimento — 2022. 

Ao negociar contratos futuros de ações, o investidor pode optar por diversas estratégias. Entre elas, está a arbitragem do preço do ativo no mercado à vista e no mercado futuro. O resultado da operação, seja lucro ou prejuízo, é apurado e liquidado diariamente por meio dos ajustes diários. 

Diferenças: ações x futuro de ações 

Operar no mercado futuro de ações é diferente de investir nos ativos pelo modo convencional. No mercado de ações, a compra e venda dos papéis é estabelecida no mesmo momento, embora a liquidação seja futura.  

Além disso, você precisa desembolsar a quantia exata se quiser comprar um lote de ações de uma companhia. Então, se uma empresa é negociada em um lote de 100 ações pelo valor de R$ 10 cada uma, o investimento será, obrigatoriamente, de R$ 1.000.  

Também existe a possibilidade de investir pelo mercado fracionário, que permite a aquisição ente 1 e 99 ativos. 

Já no futuro de ações você não precisa de todo o dinheiro porque operará somente com a expectativa futura de uma ação. Assim, não há uma compra efetiva de um papel, apenas um posicionamento comprado ou vendido. 

O que a bolsa solicita, neste caso, é uma margem de garantia — semelhante a uma caução ao alugar um imóvel, por exemplo. Assim, o especulador precisará desembolsar um valor mínimo para garantir a operação. Ainda, é importante saber que a garantia não precisa ser em dinheiro.  

É possível que aplicações do mercado financeiro, como títulos públicos ou certificados de depósito bancário (CDBs), cubram a garantia. Assim, você poderá buscar lucrar com a variação futura das ações das empresas sem precisar alocar capital — como faria no mercado à vista. 

Além disso, de acordo com a B3, é possível buscar travar preços com futuro de ações. O processo tem como objetivo se assemelhar a uma operação de renda fixa. Por exemplo, ao comprar uma ação a R$24,90 e vender o futuro a R$25,50, o retorno dessa operação estará prefixado em 2,41%.  

Por que pode valer a pena investir em futuro de ações? 

A B3 listou aos investidores as grandes vantagens do novo tipo de investimento em mercado futuro. Entre elas, estão: 

  • operar vendido sem a necessidade de realizar o empréstimo da ação; 
  • realizar operações estruturadas com opções
  • alavancar o investimento, sem desembolsar uma quantia significativa. 

Quais são as principais estratégias de negociação? 

Existem diferentes estratégias que podem ser aplicadas no futuro de ações. O hedge, por exemplo, visa mitigar ou eliminar o risco de outros ativos ou de uma operação. Imagine um investidor que tem uma carteira de ações e possui contratos futuros, por exemplo. 

Ele pode vender esses contratos com o objetivo de travar o preço do ativo, visando evitar ou limitar perdas. Com isso, as eventuais perdas das operações feitas no mercado à vista serão cobertas pelos eventuais lucros no mercado futuro. 

Uma estratégia de arbitragem possível é o cash & carry. Nela, o investidor compra ou vende a ação no mercado à vista e faz uma operação contrária com contratos futuros. O objetivo é lucrar com a diferença de preço nos dois mercados. 

Já o pair trading consiste na negociação de dois ativos altamente correlacionados. Eles são negociados em pontas opostas, com o objetivo de que a posição comprada tenha melhor desempenho do que a ponta vendida. 

Como investir no futuro de ações? 

Para investir no futuro de ações é muito simples. Basta você ter uma conta aberta em uma corretora, como a Genial Investimentos, que oferece suporte de profissionais capacitados para tirar suas dúvidas e ajudar você a entender qual a melhor forma de investir e operar em futuro de ações.  

Contudo, antes de optar por operar no mercado futuro de ações, não esqueça de avaliar o seu perfil de investidor e seus objetivos — informações fundamentais para tomar boas decisões de investimento. 

Agora que você sabe o que é futuro de ações, pode contar com novas possibilidades de especular na bolsa de valores. O produto visa suprir a demanda de investidores e especuladores que buscam novas estratégias de negociação e pode estar alinhado às suas necessidades. 

Quer começar a investir no futuro de ações? Então não perca tempo e abra sua conta

Comentários