A bolsa de valores tem oportunidades com diferentes perfis de risco e que são voltadas para distintos interesses. Entre elas, está o minicontrato futuro — mas você sabe quanto custa um? 

Esses contratos foram criados para diminuírem os custos de acesso ao mercado futuro. Logo, conhecer esse montante é importante para saber se a alternativa está de acordo com suas possibilidades e com a sua tolerância ao risco.  

A seguir, descubra quanto custa operar com os principais minicontratos (de dólar e de índice) e entenda mais sobre o mercado! 

O que é o mercado futuro? 

O mercado futuro é um ambiente de negociação na bolsa de valores. Nele, são negociados contratos referentes a ativos. Assim, é possível se posicionar em relação ao preço de ativos visando determinado prazo no futuro. 

É importante saber que o mercado futuro tem uma precificação bastante volátil, dependendo da oferta e da demanda sobre os contratos. Por suas características, a operação nesse ambiente pode ter fins especulativos ou de proteção de carteira (hedge). 

O que é um contrato futuro? 

Agora que você já conhece o conceito de mercado futuro, vale entender o contrato futuro. Ele é o derivativo negociado nesse ambiente da bolsa e existe com base em um ativo-objeto. Há contratos futuros de diversos tipos, como commodities, câmbio, índice e mais. 

No contrato futuro, cada operador assume uma posição em relação ao preço do ativo de referência. Por exemplo, um operador se posiciona acreditando no aumento de preço de negociação até uma data futura, enquanto outro o faz acreditando na queda do preço. 

Os contratos futuros são ajustados diariamente. As variações positivas são creditadas na forma de lucro e as negativas, como prejuízo. Ao final, o resultado com a operação dos contratos é dado pela consolidação dos desempenhos diários. 

Na maioria das vezes, os contratos futuros têm liquidação apenas financeira, não havendo a venda ou transferência de um bem material. É exatamente o caso dos contratos de dólar e de índice — que são os mais conhecidos. 

O que é o minicontrato futuro? 

Todo contrato futuro tem um valor mínimo exigido para a negociação. Normalmente, é preciso negociar 5 contratos simultaneamente. Como consequência, o montante movimentado precisa ser maior nessas condições. 

Para tornar o mercado mais acessível foi criado o minicontrato futuro. Como o nome indica, ele representa uma versão reduzida do contrato cheio. Portanto, exige uma quantia financeira menor. 

Ele também permite que se opere com apenas um contrato em vez do lote mínimo de 5. Logo, permite operar com valores mais baixos. Por isso, o minicontrato se torna uma alternativa mesmo para especuladores menores, mas que têm ampla tolerância ao risco. 

Qual a relação entre alavancagem e minicontratos? 

Talvez você esteja se perguntando “Afinal, de quanto preciso para operar minicontrato?”. Antes de responder à questão, é importante saber que não é obrigatório ter todo o montante correspondente ao preço do contrato. Em vez disso, é possível realizar a chamada alavancagem. 

A partir da alavancagem, é possível se expor financeiramente a um montante financeiro bastante superior ao que você, efetivamente, possui em conta. Contudo, é necessário ter uma margem de garantia que cubra essa exposição. Como o ajuste é diário, é preciso também ter dinheiro em conta para custear eventuais débitos em caso de perdas.  

Na prática, a alavancagem traz mais acessibilidade e permite ter ganhos mais elevados. Porém, também é preciso estar ciente de que os riscos são igualmente maiores. Portanto, é importante fazer um gerenciamento de risco eficiente. 

Quanto custa um minicontrato de dólar? 

Partindo para os números, para saber quanto custa cada minicontrato de dólar (WDO) é necessário entender a tabela de pontos associada a ele. Na prática, você opera com um minicontrato e cada ponto vale R$ 10,00. No contrato cheio, a proporção é de R$ 50,00 por ponto. 

Como cada minicontrato tem tamanho de US$ 10 mil. Para saber quanto é ou quanto custa um minicontrato de dólar é preciso considerar essa proporção quanto aos pontos. 

Se o dólar for negociado a R$ 5,00, a conversão direta seria de R$ 50 mil. Porém, cada ponto vale R$ 10,00, então a cotação do minicontrato, nesse caso, passaria a ser de R$ 5 mil. 

Quanto custa um minicontrato de índice? 

No minicontrato, a proporção é diferente. Assim, para descobrir quanto vale ou custa cada minicontrato de índice Bovespa (WIN), saiba que um ponto corresponde a R$ 0,20. Logo, para chegar ao total é necessário multiplicar a pontuação do Ibovespa por esse fator. 

Se o Índice Bovespa estiver em 100 mil pontos, por exemplo, um minicontrato de índice custará R$ 20 mil. Porém, a margem de garantia pode ser menor que sua exposição financeira, o que caracteriza a alavancagem. 

É importante, portanto, se informar sobre a margem de garantia da corretora de valores que utiliza para entender quanto precisa dispor para operar contratos e minicontratos futuros. 

Quantos minicontratos posso operar? 

Ao descobrir quanto vale um minicontrato de dólar e de índice, você aprendeu que o lote mínimo é de um minicontrato. Porém, não é preciso se limitar por esse número. Também é possível operar com mais de um. 

O limite total depende de dois fatores: de quanto você dispõe para a operação e margem de garantia e da alavancagem oferecida pela corretora.  

Os valores necessários também dependem do tipo de operação, pois o day trade, por ser mais curto, costuma exigir montantes menores. Porém, é muito importante ter atenção à volatilidade e à segurança. 

Além disso, os derivativos já são naturalmente mais arriscados — e isso se fortalece com a alavancagem e com a operação em curtíssimo prazo. Portanto, lembre-se de que é preciso fazer um gerenciamento eficiente quanto aos riscos que serão assumidos. 

Agora que você sabe quanto custa um minicontrato, avalie se essa alternativa faz sentido para seus objetivos. Assim, é possível explorar as oportunidades de forma mais estratégica. 

Para investir em minicontratos você precisa de uma corretora de qualidade ao seu lado. Abra sua conta na Genial Investimentos e veja como podemos ajudá-lo em todas as etapas!

Comentários