Antes de investir em uma empresa, é essencial entender a situação do negócio e as perspectivas de desempenho que ele apresenta. Para auxiliar nesse processo, uma possibilidade é usar o valuation, que é uma técnica que ajuda a identificar quanto uma companhia realmente vale. 

Com ele, você poderá ter uma visão mais clara sobre a situação do negócio e o potencial que ele apresenta. Ao mesmo tempo, você deve saber como complementar essa análise, tornando-a mais compatível com os seus objetivos financeiros. 

Quer entender o que é o valuation e como você pode usá-lo para avaliar oportunidades de investimentos? Confira! 

O que é valuation?  

O valuation é um termo que pode ser traduzido como avaliação de empresas ou valoração do negócio. Ele representa uma técnica que serve para encontrar qual é o preço justo de uma companhia. 

Esse método é muito utilizado em processos de fusão ou aquisição de empresas, por exemplo. A ideia é saber quanto a companhia vale para que a compra ou união ocorra de modo justo. 

Além disso, como você verá, o valuation está relacionado aos investimentos em empresas. Os investidores podem utilizar essa técnica para conhecer melhor as características da empresa e definir se vale a pena realizar o aporte. 

Pronto para descobrir o Genial Analisa?

Dê um passo em direção ao seu sucesso financeiro! Explore análises detalhadas, educação financeira de qualidade e insights exclusivos no Genial Analisa. Descubra como você pode tomar decisões de investimento mais informadas e estratégicas.

Clique aqui para começar sua jornada rumo ao conhecimento financeiro!

Como o valuation das empresas é calculado?  

O próximo aspecto para aprender sobre o valuation das empresas está relacionado ao funcionamento do cálculo. Nesse sentido, é comum que a técnica comece a ser aplicada com considerações sobre o modelo de negócio e o setor de atuação. 

Essas ponderações são importantes porque elas podem afetar os resultados das análises. Um negócio que tenha receita recorrente, por exemplo, provavelmente terá um valuation diferente de uma empresa de mesmo porte que depende do ciclo econômico. 

Em seguida, é preciso escolher qual é o método de valuation que será adotado. Uma alternativa comum é o fluxo de caixa descontado (FCD), que considera as futuras gerações de resultados trazidas a valor presente. 

Outros métodos envolvem o valuation contábil, o uso de múltiplos do mercado, a avaliação do valor patrimonial e mais possibilidades. Dependendo da forma como o negócio gera resultados, um método pode ser mais interessante que o outro. 

O passo seguinte é a coleta de dados financeiros. No caso das empresas com ações negociadas na bolsa, isso pode ser feito com a ajuda dos relatórios e balanços que são obrigatoriamente divulgados pelas companhias. 

Outra etapa do valuation inclui a aplicação de uma taxa de desconto. Ela serve para adicionar ao cálculo o valor do dinheiro no tempo, bem como os riscos de investir em cada alternativa. A partir dessas informações, é possível encontrar o valor presente de uma companhia e seus ativos. 

Qual é a importância desse processo para a análise fundamentalista?  

Após entender o significado de valuation e como ele funciona, é o momento de compreender por que esse resultado é relevante para a análise de investimentos. Na prática, ele faz parte da chamada análise fundamentalista, que avalia indicadores que permitem conhecer a situação do negócio. 

Para compreender como o valuation pode ajudar, continue a leitura e descubra as vantagens de usá-lo antes de investir! 

Ajuda a identificar o valor intrínseco do negócio 

Ao realizar o valuation, há a chance de identificar o chamado valor intrínseco do negócio. Ele ajuda a entender quanto a empresa vale, considerando seus ativos, fluxos de caixa e até riscos apresentados. 

Dessa forma, você pode descobrir qual é o preço justo do negócio, com base nas condições atuais. Na hora de investir em ações, isso ajuda a encontrar oportunidades ou evitar ameaças. 

A partir do valuation, é possível identificar ativos descontados, por exemplo. Esses são papéis negociados por um preço menor do que valem, o que pode ser indício de uma oportunidade de investimento. 

Afinal, para quem adota a estratégia de value investing ou investimento em valor, é essencial encontrar ativos descontados. Assim, há como lucrar com uma eventual valorização no futuro — o que exige que o negócio tenha outros resultados positivos e que gerem o crescimento esperado. 

Por outro lado, o valuation ajuda a identificar ativos sobrevalorizados, que são aqueles negociados por um preço acima do que seria considerado justo. No geral, essas ações tendem a apresentar mais riscos, já que há chances maiores de os movimentos de mercado corrigirem seu preço. 

Nessa situação, ao comprar o papel por um preço acima do que ele vale, você corre o risco de sofrer prejuízos se o ativo passar a ser negociado pelo preço justo. 

Apoia a análise de saúde financeira do negócio 

Por fazer parte da análise fundamentalista, o valuation também pode servir para medir a saúde financeira do negócio. Isso acontece porque uma empresa endividada terá um indicador menor que uma companhia com contas equilibradas, por exemplo. 

Ademais, o valuation permite fazer projeções mais ajustadas quanto ao desempenho do negócio. Se o método utilizar o fluxo de caixa projetado, é possível ter uma ideia geral das expectativas quanto ao desempenho do negócio. 

Essas informações fortalecem a análise fundamentalista e ajudam na identificação e avaliação dos riscos. Desse modo, é mais fácil verificar se a ação da companhia é uma oportunidade interessante para a sua carteira. 

Embasa a tomada de decisão 

No geral, o principal motivo para utilizar o valuation na análise fundamentalista é o papel que ele desempenha para apoiar a tomada de decisão. Com as informações que ele permite obter, o processo é essencial para você ter mais consciência sobre o investimento em determinado ativo. 

Como você viu, o valuation permite obter informações sobre o momento atual e as perspectivas futuras do negócio. Então ele fortalece a análise fundamentalista e complementa informações importantes sobre a empresa. 

Desde que esse resultado seja unido a outras informações relevantes, sua decisão de investimento passa a ser mais completa, o que pode aumentar sua chance de sucesso no mercado. 

Genial Investimentos - Abra sua conta

Como interpretar esse indicador? 

Conforme você aprendeu, o valuation é uma ferramenta que pode ajudá-lo a avaliar as empresas e a tomar decisões de investimento. Porém, não é suficiente calcular o preço justo de uma companhia — também é preciso saber interpretar os dados. 

Pensando nisso, veja dicas para interpretar as informações do valuation e descubra como incluí-lo em sua avaliação! 

Compare o valuation com as condições de mercado 

Uma das formas mais eficazes de utilizar e interpretar o valuation é por meio da comparação entre esse resultado e as condições atuais do mercado. A ideia, portanto, é comparar a cotação atual da ação com o preço por papel calculado com base na avaliação da empresa. 

Imagine que uma ação é vendida no momento a R$ 30. Contudo, ao fazer o valuation, você identificou que o preço justo seria de R$ 40. Isso significa que o ativo está sendo vendido por um preço abaixo do que vale, o que pode significar uma oportunidade de investimento. 

No entanto, é preciso avaliar por que o mercado está disposto a pagar menos pela empresa do que ela realmente vale. Assim, você saberá se a ação está descontada ou se ela apresenta mais riscos, por exemplo. Nesse caso, o valuation serve como um caminho para encontrar essa resposta. 

Considere outros fatores 

Como você viu, embora o valuation seja bastante útil, ele não é o único elemento a ser considerado na análise fundamentalista para investir. Por isso, é essencial que você considere outros fatores no momento de analisar os resultados. 

Por exemplo, analise questões referentes ao setor de atuação, como tendências de negócios e possíveis ameaças econômicas. Também é necessário avaliar o modelo de negócios adotado, a qualidade da gestão da empresa e outras características relevantes. 

Dessa forma, você poderá analisar o resultado de forma contextualizada, considerando os aspectos específicos sobre cada negócio. Isso é especialmente importante para tomar uma decisão alinhada com o seu planejamento e com as expectativas quanto ao investimento. 

Faça benchmarking com outras empresas 

Além de analisar individualmente o valuation do negócio, é importante comparar o resultado com a avaliação de outras companhias. A prática é conhecida como benchmarking e pode ajudá-lo a identificar a melhor oportunidade entre um grupo de empresas distintas. 

Entretanto, para o processo funcionar conforme o esperado, é preciso ter atenção à equivalência da comparação. Por conta disso, o ideal é selecionar empresas do mesmo porte e do mesmo setor, pois isso oferecerá uma visualização mais clara dos resultados. 

Do contrário, você corre o risco de comparar informações diferentes, o que trará uma visão distorcida sobre a empresa que tem o melhor potencial. 

Quais cuidados tomar ao usar o valuation como indicador? 

Até aqui, você entendeu o que é o valuation e como usá-lo a favor da sua análise de empresas. Agora, é válido compreender quais são os principais cuidados para utilizar essa ferramenta em sua análise, de modo a aproveitar ao máximo o que o método pode oferecer. 

Na sequência, descubra quais cuidados adotar ao utilizar o valuation como indicador para a análise de resultados das empresas! 

Use mais de um método de valuation 

Na hora de fazer uma análise do preço justo de uma companhia, há diversos métodos que podem ser utilizados. Embora o fluxo de caixa descontado seja bastante comum, é possível adotar outros métodos, como você viu. 

Então, em vez de escolher apenas uma técnica, considere calcular o valuation de modos diferentes. A partir disso, o recomendado é retirar o resultado mais destoante entre os cálculos feitos, já que ele pode ser menos preciso. 

Com base nos resultados que sobrarem, vale a pena calcular uma média. Desse modo, você terá uma visão mais clara sobre o preço justo do negócio, o que o ajudará a embasar as decisões posteriores. 

Utilize outros indicadores fundamentalistas 

A depender da sua estratégia, encontrar o valor justo de uma empresa é fundamental para a análise de investimentos, mas não é o único ponto a ser considerado. Se você utilizar apenas o valuation para decidir se vale a pena comprar uma ação, por exemplo, sua análise pode se tornar muito quantitativa — sem considerar aspectos qualitativos. 

Por isso, o ideal é complementar o valuation com os resultados de indicadores fundamentalistas. Afinal, entender o preço justo pode não ser suficiente para conhecer outras características da empresa, como seu grau de endividamento, sua capacidade de distribuir dividendos ou de gerar resultados. 

Com uma análise composta por diversos indicadores, você conseguirá cruzar as informações para compreender melhor a situação do negócio e as perspectivas para ele. Desse modo, você terá uma visão mais completa do empreendimento para decidir se vale a pena ou não investir nele. 

Considere análises de especialistas 

Além de realizar a sua análise quanto ao valuation e demais indicadores do negócio, é interessante buscar a opinião de especialistas no mercado financeiro. Ao verificar relatórios de analistas de investimentos, por exemplo, você pode ter uma visão ainda mais completa do negócio. 

No geral, esse é um meio prático para obter mais informações e até confrontar as suas conclusões, se for o caso. Ao acessar o conhecimento de analistas de investimentos, por exemplo, você terá ainda mais confiança para fazer escolhas — embora isso não garanta os resultados. 

Para explorar as opiniões de quem entende do assunto, você pode contar com a Genial Analisa. Com os relatórios e carteiras recomendadas, é possível complementar as informações do valuation e verificar se a oportunidade é relevante para você. 

Afinal, vale a pena usar o valuation para analisar ações? 

Com base no que você viu até aqui, há como afirmar que usar o valuation pode ajudar na análise das ações. Afinal, esse método ajuda a identificar se os papéis são negociados a um preço justo e mesmo se a companhia tem boas perspectivas de resultados. 

Desse modo, você consegue implementar a estratégia certa para você e, no geral, avaliar os riscos com mais embasamento. Assim, fica mais fácil definir se esse é o momento de investir e se a empresa em questão é a mais adequada para a sua estratégia. 

Para os investidores de longo prazo, o valuation é especialmente importante, já que ele pode estar relacionado à consolidação e à valorização dos negócios. Logo, se ele o ajudar a encontrar uma boa oportunidade, seus resultados podem ser melhores. 

Ao mesmo tempo, é preciso considerar que o valuation não é uma ciência exata ou uma garantia de retorno. Embora ele ajude a identificar o valor intrínseco da companhia, há muitos fatores que não são considerados no cálculo e que podem afetar o resultado.  

Além disso, é sempre bom frisar que o valuation é muito relativo. Isso porque sua conclusão depende de premissas que um analista projeta sobre a ação e que simplesmente podem não concretizar. 

Além disso, imprevistos de mercado podem acontecer e afetar toda a economia ou o setor de atuação do negócio, por exemplo. Portanto, o ideal é utilizar o valuation como uma das ferramentas para precificar ações, desde que ele seja complementado por outros instrumentos. 

Ao conferir essas informações, você descobriu o que é valuation e como ele é calculado. Com o seu uso, é possível avaliar melhor as oportunidades do mercado, embasando suas decisões. Porém, não se esqueça de utilizar outros indicadores para complementar a sua análise. 

Essas informações foram úteis? Aproveite o mercado de ações e outras oportunidades ao abrir sua conta na Genial Investimentos

Genial Investimentos

Somos uma plataforma de investimentos que tem como objetivo facilitar o acesso ao mercado financeiro e ampliar a educação financeira no Brasil.

Ver todos os artigos
Lançamento App 30

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!