O mercado de ações é, basicamente, onde se pode comprar ou vender ações de grandes empresas. O que chamamos de ações são, na realidade, fatias que as organizações disponibilizam para investidores. Ao adquirir uma ação, o comprador se torna sócio daquela empresa, podendo lucrar com os resultados da mesma.

Muitas pessoas enxergam esse tipo de movimentação como uma possibilidade de ganhar muito dinheiro e, de fato, isso é possível. Logo, investir em ações permite lucros muitos interessantes, porém, quando o investidor sabe como fazê-lo.

Mas será que vender ações é melhor do que mantê-las por um longo tempo? E como fazer para negociá-las? Confira as respostas na sequência.

Como funciona a Bolsa de Valores?

Esse mercado de ações é chamado de Bolsa de Valores. Trata-se de uma instituição que não somente reúne compradores e vendedores de ativos, mas também organiza e dá segurança para o espaço em que as movimentações acontecem.

Pense em um grande mercado, no qual se encontram todas as pessoas interessadas em comprar e vender algo. Nele, para entrar e negociar, é preciso estar devidamente cadastrado em um sistema seguro. Essa é a Bolsa de Valores. No Brasil, a instituição oficial é a B3, sigla no Brasil, Bolsa, Balcão, com sede na cidade de São Paulo.

A Bolsa segue a lei da oferta e da procura, ou seja, se uma quantidade grande de investidores tem interesse em determinada ação, a procura por seus papéis aumenta e o preço dessa ação sobe. Do contrário, se há menos compradores interessados, ele diminui.

Vender ações ou mantê-las em longo prazo?

Você não precisa se desfazer de suas ações para ter lucro com elas. Investindo em uma estratégia em longo prazo, você pode receber dividendos, que são resultado da divisão dos lucros da empresa com seus acionistas. Você também pode ganhar dinheiro com bonificações, por exemplo, caso a instituição cresça.

Assim, se você souber investir bem, identificando no mercado as empresas com maior potencial de lucro, poderá se beneficiar com os bons resultados apresentados por ela.

Por isso, ainda considerando um investimento em longo prazo, é recomendável não vender suas ações. Haja vista que, se você fizer um investimento em uma empresa boa, capaz de dar a você resultados dentro das expectativas, não será necessário se desfazer daquele título para ter lucro.

Todavia, nem sempre as coisas saem conforme o esperado. Existem situações em que a venda é a melhor solução. É sobre isso que falaremos na sequência.

ebooks de investimentos

Quando a venda de ações é necessária?

Vale lembrar que, em curto prazo, você pode fazer o chamado Day Trade, que consiste na compra e venda rápida de ativos na busca por sua valorização. Nesse caso, você vende quando identifica a melhor oportunidade de negócio.

Já considerando um prazo maior, existem três situações propícias para se vender as ações compradas.

  • Situação 1 – Ao identificar que você cometeu um erro de avaliação em relação à empresa na qual foi feito o investimento. Assim, é melhor se desfazer daquela sociedade antes de ter maiores prejuízos. Pode acontecer quando não há informação adequada para a tomada de decisão.

  • Situação 2 – acontece quando, por algum motivo, mesmo que não tenha ocorrido erro de avaliação inicial, a empresa tenha se transformado a ponto de não se comportar mais conforme se apresentava na época da compra. Esse fato acontece quando ela se torna pior em termos de gestão ou se suas soluções já não conseguem mais impactar o mercado, como acontecia anteriormente. Entre outros motivos, em uma nova solução no mercado que direta ou indiretamente faz com que as ofertas da empresa deixem de impactar seu público-alvo.

  • Situação 3 – ocorre quando o investidor identifica uma oportunidade rara no mercado e visualiza uma boa possibilidade de obter melhores resultados trocando os investimentos. Nesse caso, é preciso muito cuidado e critério para vender ações e fazer com que a mudança realmente seja vantajosa.

Como vender ações?

Feitas as considerações, caso você tome a decisão de vender suas ações, procure agir da maneira correta.

Todo o procedimento é feito dentro sistema disponibilizado pela corretora de valores ao investidor, o Home Broker. Sendo assim, uma dica é procurar saber quais são as funcionalidades do sistema oferecido pela corretora que pretende contratar para evitar dificuldades futuras.

Dentro desse sistema, o mesmo que você usa para comprar suas ações, será possível localizar a parte correspondente às movimentações financeiras e selecionar os papéis que você deseja vender.

Dependendo do sistema que você usa, isso pode ser mais ou menos intuitivo, mas, de uma maneira geral, será necessário determinar como será a venda. Ou seja, informar ao software sobre a quantidade e preço daquilo que será vendido ao mercado. Ao fazer o seu envio, o sistema mandará os dados para a Bolsa e suas ações estarão disponíveis para negociação.

Porque investir em empresas boas?

As empresas colocam suas ações na Bolsa de Valores com um objetivo muito claro: captar dinheiro. Isso permite a elas uma série de medidas visando sua evolução, que vão desde o pagamento de dívidas até a criação de novos projetos.

Sendo assim, quando uma empresa é bem administrada e costuma apresentar resultados satisfatórios, significa que ela reúne melhores condições no bom uso do dinheiro arrecadado, o que, em longo prazo, tende a gerar frutos também para seu investidor. Do contrário, quando sua administração é problemática, a companhia pode gerar prejuízos e não justificar os valores depositados nela na compra dos títulos.

Como avaliar a qualidade de uma empresa? Pense no seguinte: comprando ações você se tornará sócio daquela companhia. Assim, é preciso entender de que forma ela se coloca no mercado e quem está por trás de sua administração. Além disso, considere a situação na qual ela se encontra. Ela está em crescimento? Existe potencial para que dê resultados no futuro? Que tipo de atividade ela exerce? Perguntas assim podem direcionar você a fazer uma escolha adequada para começar a lucrar.

É por isso que conhecer as empresas, o mercado em que atuam, bem como questões macro, como a economia do país e seu impacto no mundo dos negócios, são algumas das práticas de rotina mais importantes que o investidor pode adotar.

Enfim, tenha critérios para investir. Sabendo a hora certa de comprar e vender você passa a atuar de maneira estratégica e tende a conseguir melhores resultados. Entendeu agora quando e como vender ações? Confira “Aprenda como investir na bolsa de valores de forma simples e prática“.

Abra sua conta na Genial para começar a investir em ações com uma experiência única no mercado!

abra sua conta

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

  • Tenho algumas aços para vender desde a década de 70 100 ações da Kibon Ações da eletrobras 1970 Cia siderúrgica nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *