O mercado de Ações (e a bolsa no geral) é marcado pelas diversas possibilidades oferecidas aos investidores. Há como ganhar dinheiro de maneira rápida ou no longo prazo, de acordo com o tipo de movimentação realizada. Nesse sentido, vale a pena saber o que é Day Trade.

Essa é uma alternativa para obter lucros no curto e no curtíssimo prazo. Trata-se de uma operação que dá ao investidor a chance de agir em questão de minutos ou horas. Contudo, é preciso conhecer como a estratégia funciona antes de começar a adotá-la.

Pareceu interessante? Então siga conosco, saiba mais sobre o Day Trade e conheça o caminho para aumentar as chances de sucesso na forma de negociar!

Como funciona a bolsa de valores?

Antes de falar sobre o Day Trade, é fundamental explicar o que é a bolsa de valores e de que maneira ela funciona. Podemos dizer que ela é o ambiente no qual se negociam ativos e derivativos.

É o lugar onde o mercado se organiza e os interessados podem comprar e vender títulos de um jeito seguro. Com o avanço da tecnologia, a pessoa atualmente precisa apenas abrir uma conta em uma corretora para operar na bolsa.

Tudo ocorre sem a necessidade de sair de casa, pois as negociações são online pelo Home Broker ou outra plataforma. Este é um sistema disponibilizado pelas instituições para viabilizar as movimentações à distância.

Existem diferentes práticas que podem ser adotadas pelos investidores nesse processo. Entre elas está o Day Trade, que analisaremos na sequência.

O que é Day Trade?

O Day Trade é uma estratégia de curto prazo que considera a natureza de compra e venda de ativos e derivativos da Bolsa. No Day Trade, o processo de compra e venda dura menos de um dia, já que ocorre dentro do mesmo pregão.

Acredite: isso é possível, mas é uma técnica que apresenta riscos. Por isso, é mais recomendada para especuladores com maior grau de familiaridade com o mercado de Ações ou derivativos.

Os maiores riscos são proporcionais às possibilidades na bolsa. Isso significa que, da mesma forma que o Day Trade oferece potencial de rentabilidade, ele também pode fazer o trader perder muito dinheiro.

Como o Day Trade funciona?

A lógica do Day Trade consiste em lucrar com a diferença de preços. Por exemplo, comprar Ações em baixa e vendê-las quando estão em alta ou vendê-las na alta e comprá-las na baixa. A diferença dá origem a um lucro que é consolidado na operação.

Para tanto, cabe ao trader identificar o ativo ou derivativo com potencial de valorização ou desvalorização. Assim, ele pode escolher o momento certo de comprá-lo ou vendê-lo, na busca por resultados positivos.

Nesse processo, algumas ferramentas são úteis, em especial a análise técnica. Ela subsidia a tomada de decisão com base em elementos como cotação da Ação, volume de transações e padrões gráficos.  O objetivo é ajudar o trader a compreender o movimento e antecipar tendências de preço.

Todas as decisões devem ser tomadas com base em uma estratégia pré-definida e que é fruto da avaliação das informações de mercado. Em vez de improvisar, é importante ter um método e, principalmente, disciplina para colocar a estratégia em prática.

A abertura e o fechamento de posição devem acontecer no mesmo pregão e, por isso, um Day Trader pode realizar diversas operações ao longo do mesmo dia. Para lidar com todas as questões, o especulador deve estudar e reunir os conhecimentos necessários.

Qual a diferença entre especular na bolsa e investir em Ações?

Entender o que é Day Trade também requer saber que a estratégia é diferente do investimento em Ações. Afinal, os objetivos são distintos, bem como a forma de operar e de se expor aos riscos.

No caso, o investimento — em Ações ou outras modalidades — tem foco no longo prazo. Ou seja, a ideia é você adquirir papéis e buscar mantê-los em sua carteira por tempo indeterminado. Por exemplo, até atingir a valorização desejada ou a empresa deixar de ser vantajosa.

O investimento é algo que envolve a participação nos resultados e mesmo o amadurecimento do investimento ao longo do tempo. Por causa disso, pode haver uma exposição menor à volatilidade, com diluição dos riscos enquanto o investimento durar.

Já a especulação, como vimos, é focada no aproveitamento de oscilações de curto ou curtíssimo prazo. A ideia é comprar e vender ativos e derivativos rapidamente, sem que haja tempo para efetivamente participar dos resultados do negócio, no caso das Ações.

Na prática, é algo que faz com que os riscos sejam maiores. Afinal, há maior exposição à volatilidade. No Day Trade, especificamente, o período de operação é ainda menor, o que deixa o especulador suscetível a grandes alterações em seu capital.

Quais são os outros tipos de trade?

O Day Trading é uma estratégia conhecida de especulação, mas não é a única possibilidade. Dependendo do prazo observado, podemos destacar outras classificações de trade que podem fazer sentido para quem espera ganhar dinheiro com Ações em curto ou curtíssimo prazo.

No Scalping Trade, as operações também são iniciadas e encerradas no mesmo dia. A diferença é que elas são mais ágeis — duram segundos ou minutos. Então costumam ser realizadas em maior volume ao longo do dia.

Já o Swing Trade tem prazo maior. Consiste na compra e venda de ativos e derivativos dentro de dias ou semanas.

Por fim, o Position Trade pode durar mais semanas, chegando a meses. Assim, o trader analisa gráficos com períodos de intervalo maiores.

Saiba Mais: Quais são os tipos de trader? Entenda os perfis e tipos de operação

Quais são os custos do Day Trade?

Como você viu, o Day Trade envolve mais operações na bolsa de valores. Por isso, gera custos. Conhecê-los é fundamental para que você não perca dinheiro, principalmente se ainda não tiver muita experiência nesse tipo de procedimento.

Entre esses custos que podem existir estão:

  • taxa de corretagem, referente à instituição que faz a intermediação da operação;
  • Imposto Sobre Serviços (ISS), tributo municipal que incide sobre a corretagem;
  • taxa de custódia, que pode ou não ser cobrada pelas corretoras;
  • emolumentos, como são conhecidos os custos da Bolsa;
  • Imposto de Renda, tributo que se dá sobre o lucro do trader.

No caso do Imposto de Renda, especificamente, a alíquota é diferenciada e maior que de outros tipos de trading. Para compras e vendas realizadas no mesmo dia, há a incidência de 20% sobre os lucros obtidos. O imposto deve ser pago por meio de DARF emitido referente às operações do mês.

Quais são as vantagens do Day Trade?

Dependendo das suas características, o Day Trade pode ser uma alternativa vantajosa. Afinal, ele permite lucrar com oscilações de curto prazo. Então pode ser um modo de ter retornos sem precisar esperar meses ou anos.

Outra vantagem é a especulação permite ganhar tanto com a alta quanto com a baixa da bolsa. E não envolve apenas Ações. Há como negociar derivativos, desde Opções a contratos do mercado futuro. Logo, é possível montar estratégias diversificadas.

Também deve-se considerar a alavancagem. Desde que ofereça a margem de garantia exigida, você poderá especular com mais do que de fato possui. Como os resultados são dados pela diferença, é uma alternativa para potencializar os ganhos.

Quais são os riscos?

Ao mesmo tempo em que conhece as vantagens, deve-se considerar que o risco assumido é bem maior. Uma pequena mudança no mercado pode causar grandes impactos e até gerar prejuízos elevados ao especulador. Em especial, se ele usa a alavancagem.

Além disso, é preciso ficar atento à zeragem automática. Trata-se de um procedimento automático que é executado pela corretora de valores ou plataforma de negociação.

Ele pode acontecer em duas situações: quando a margem de garantia do trader se esgota ou quando o Day Trader excede o período de negociação – que pode ocorrer quando há indicação de day trade na boleta de operação.

Em ambos os casos, as posições podem ser encerradas automaticamente, independentemente dos resultados. Assim, você pode ter maiores prejuízos, já que perde a capacidade de decidir a hora de sair de uma operação.

O que são os mecanismos de stop loss e stop gain?

Para manejar os riscos das negociações, o Day Trader pode usar mecanismos conhecidos como stop loss e stop gain. O primeiro define um limite máximo de perda para cada operação. Assim que ele é alcançado ocorre o fechamento automático da posição, de modo a limitar prejuízos.

Já o stop gain estabelece limites também quanto aos ganhos. Assim, ele permite que você aproveite oscilações positivas e consolide lucro, mesmo que não esteja online no momento. Essa é uma maneira de evitar perder seus ganhos em uma eventual nova baixa do mercado.

Com a configuração adequada dessas ferramentas, o trader consegue atuar com um pouco mais de segurança. Afinal, sabe que haverá uma limitação sobre a exposição a perdas de seu patrimônio.

Quem pode fazer Day Trade?

Qualquer pessoa pode fazer Day Trade, desde que tenha uma conta ativa em uma corretora de valores. Também é interessante contar com recursos disponibilizados pelo avanço da tecnologia, tais como a internet de alta velocidade e as plataformas gráficas.

Mas, apesar de acessível para qualquer pessoa, vale lembrar que essa é uma prática indicada para especuladores com o perfil agressivo. Logo, com maior grau de tolerância aos riscos relacionados ao mercado e à volatilidade.

Portanto, é preciso avaliar o seu perfil de investidor, conhecer seus objetivos e entender se, de fato, essa alternativa é adequada para você. Do contrário, é melhor buscar outras opções, como os demais tipos de especulação ou mesmo os investimentos da renda fixa ou renda variável.

Caso tenha interesse e o perfil para buscar rentabilidade em curto ou curtíssimo prazo, é importante começar a estudar a respeito do tema para saber mais sobre as condições ideais para lucrar. Quanto maior for o preparo, maiores são as chances de tomar decisões adequadas.

Como fazer um Day Trade de sucesso?

Depois de entender o que é Day Trade e quais são suas características relevantes você pode buscar formas de especular com sucesso.  Para colocar a tarefa em prática, o primeiro passo é sempre a preparação.

É preciso se aprofundar no assunto para investir com segurança, então vale reunir informações relevantes. Em seguida, faça testes. É possível trabalhar com simuladores e ferramentas digitais de Ações. Neles é viável operar e ganhar experiência sem colocar dinheiro realmente.

Isso permite que você se ambiente ao mercado de negociações e possa aprender sobre as operações. Neste ponto, é importante ter uma estratégia previamente definida. Assim é possível testá-la com maior segurança, antes de arriscar seu dinheiro.

Ao se sentir preparado, abra sua conta em uma corretora de valores, pois ela será responsável por conceder a você o acesso ao home broker. A partir do momento em que você tiver acesso ao ambiente de negociações, já pode começar a especular.

Concentre-se em observar a movimentação dos ativos e derivativos nos gráficos da análise técnica para investir de acordo com a sua estratégia.

Onde encontrar assessoria para Day Trade?

Se você precisa de ajudar para entender a especulação, as corretoras podem simplificar a sua atuação como trader oferecendo serviços de assessoria de investimentos. Neles, é possível contar com as informações de profissionais experientes no mercado.

Com a ajuda da assessoria, você pode identificar os ativos e derivativos disponíveis para especular. Mas é importante destacar que isso não garante o sucesso das operações. Lembre-se de que no Day Trade as oscilações são muito intensas. E que as decisões de investimento só cabem ao investidor.

Ao entender o que é Day Trade, você viu que pode ser uma alternativa de ganho em curto e curtíssimo prazo dentro da bolsa de valores. No entanto, também é necessário considerar que há riscos elevados e que é preciso ter conhecimento e preparo para atuar como um trader de sucesso.

Aproveite para abrir sua conta na Genial Investimentos e veja como é mais fácil fazer um Day trade por aqui com a ajuda da nossa equipe!

Você não pagará pelo serviço de assessoria e terá mais embasamento na sua tomada de decisão rumo aos objetivos! Venha ser Genial!

Comentários