As certificações do mercado financeiro servem para atestar os conhecimentos de quem as detém sobre o assunto. Por causa disso, em muitos casos, ser um profissional certificado é obrigatório para desempenhar determinadas funções no setor. Entre as certificações existentes está a CPA-10.

Ela é oferecida pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), responsável por regulamentar diversos aspectos do setor de investimentos brasileiro. Como essa certificação tem boa aceitação no mercado, é interessante entender como ela funciona.

Pensando nisso, nós, da Genial Investimentos, elaboramos este artigo com as principais informações sobre a CPA-10 e sobre o funcionamento dela.

Continue a leitura e saiba mais!

O que é CPA-10?

Sigla para Certificação Profissional ANBIMA Série 10, a CPA-10 é especialmente voltada aos profissionais que atuam com a distribuição de investimentos. Em geral, ela se aplica às pessoas que atuam em agências bancárias ou em plataformas de atendimento.

Essa certificação é oferecida pela ANBIMA para atestar o conhecimento profissional sobre diversos aspectos do mercado financeiro e de investimentos. Ela envolve a realização de um exame que aborda os principais temas desse setor, exigindo um desempenho mínimo para aprovação.

Quem pode tirar essa certificação da ANBIMA?

Uma das características da CPA-10 é que ela pode ser realizada por todos os que estiverem interessados nela. Desde que a inscrição seja feita corretamente e a taxa seja paga, qualquer pessoa pode realizar o exame.

Isso é possível porque não existe uma exigência quanto ao grau ou à área de formação acadêmica, por exemplo. Também não é necessário ter experiência com investimentos e nem ser um profissional da área.

Logo, se você tiver interesse em se mostrar certificado sobre o tema, basta realizar o procedimento de inscrição e fazer o exame.

Quem tem essa certificação pode atuar em qual área do mercado?

Apesar de não ter requisitos mínimos para a realização, a certificação CPA-10 é obrigatória para alguns profissionais do mercado. Ao obtê-la, é possível atuar em determinadas posições, como atendente ou agente comercial e agente de atendimento relacionado aos investimentos.

Em relação à atuação nos bancos, quem tem a CPA-10 pode trabalhar como assistente de gerente de banco ou caixa bancário. Vale notar que o profissional não precisa ser de uma instituição associada à ANBIMA para desempenhar sua função a partir da obtenção do certificado.

Qual o conteúdo abordado no exame?

A prova de certificação CPA-10 é composta por 7 grandes temas que são divulgados previamente pela própria ANBIMA. A entidade indica qual é a proporção estimada de questões para cada assunto, além de indicar em seu programa quais tópicos específicos podem ser abordados.

Na sequência, veja quais são os temas que podem aparecer nas questões!

Sistema Financeiro Nacional e participantes do mercado

Esse tema se relaciona ao funcionamento do sistema financeiro vigente no Brasil, considerando sua estrutura e as funções de cada órgão e autarquia. Além da própria ANBIMA, as questões podem se relacionar a órgãos como:

  • Banco Central (Bacen);
  • Comissão de Valores Mobiliários (CVM);
  • Superintendência de Seguros Privados (Susep);
  • Conselho Monetário Nacional (CMN).

Também podem ser abordados os intermediários financeiros, como as corretoras de valores. A proporção de questões sobre esse assunto varia entre 5% e 10%.

Ética, regulamentação e análise do perfil de investidor

As questões relacionadas a esse assunto variam entre 15% e 20% do total da prova. Entre elas, estão perguntas relacionadas à conduta do profissional de distribuição de produtos no mercado financeiro.

Ainda podem ser abordadas questões referentes à prevenção de fraudes, desde a lavagem de dinheiro até a manipulação de mercado. Em relação ao perfil do investidor, podem aparecer perguntas referentes à obrigatoriedade de aplicar o teste de suitability e como os produtos devem ser adequados à tolerância ao risco de cada pessoa.

Noções básicas de economia e finanças

Outros 5% a 10% das questões totais são relacionados a esses temas. Entre eles, podem surgir perguntas referentes aos indicadores econômicos e suas funções, além das atribuições do Comitê de Política Monetária (Copom).

Ainda, as questões podem abordar os conceitos de juros simples e compostos, taxas de juros nominal e real, volatilidade, marcação a mercado, benchmarking, entre outros.

Princípios de investimento

Especificamente relacionado às oportunidades do mercado financeiro, esse tema corresponde de 10% a 20% das questões totais da prova. Ele inclui os principais fatores da análise de investimentos, considerando rentabilidade, liquidez e risco.

Quanto aos riscos do investidor, são incluídos temas como risco de mercado, de crédito, de liquidez e de sustentabilidade, por exemplo. Ademais, é preciso conhecer os aspectos determinantes para adequar as oportunidades a cada investidor. Isso inclui objetivos, horizonte de investimento, diversificação e finanças pessoais.

Fundos de investimentos

Já as perguntas relacionadas aos fundos de investimentos somam de 20% a 30% do total das questões. Esse tema se divide em definições legais, classificações dos fundos, obrigações da gestão e divulgação de informações.

As questões também podem fazer referência à dinâmica de resgate, à política de investimento e aos diferenciais dos veículos para os investidores, por exemplo.

Um ponto importante é que, além de outras subdivisões, o programa prevê regras e procedimentos de autorregulação definidos pela ANBIMA. Logo, a prova pode conter questões relacionadas ao Código para Administração de Recursos de Terceiros.

Instrumentos de renda variável e renda fixa

Outros 15% a 25% das questões do exame se referem aos ativos de renda variável e às aplicações de renda fixa. Entre eles, estão:

  • letra de crédito imobiliário (LCI);
  • letra de crédito do agronegócio (LCA);
  • certificado de depósito bancário (CDB);
  • títulos públicos;
  • debêntures;
  • poupança;
  • ações;
  • operações compromissadas.

Isso significa que podem ser cobrados aspectos referentes ao conceito e ao funcionamento desses investimentos. Assim, é preciso considerar características como rentabilidade, tributação e riscos, por exemplo.

Previdência Complementar Aberta: PGBL e VGBL

O último grande tema da prova compreende de 5% a 10% das questões do exame de certificação e faz referência à Previdência Privada ou Previdência Complementar Aberta. É preciso conhecer as diferenças para a Previdência Social, além de entender as características referentes aos planos de Previdência Privada.

Você também deve saber os principais aspectos do Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). As questões podem incluir as características específicas de cada classificação, considerando a adequação a cada investidor.

Como é a prova da CPA-10?

Além de conhecer os temas cobrados no exame, é válido entender as características práticas de aplicação da prova. O primeiro ponto a considerar é o fato de a avaliação ocorrer presencialmente, em um dos locais credenciados pela ANBIMA e na data agendada pelo próprio candidato.

Ao total, o exame tem 50 questões e a aprovação depende de um acerto mínimo de 70% das respostas. Logo, é preciso acertar 35 ou mais perguntas para se tornar certificado. A prova tem duração de até 2 horas.

Ainda, vale saber que as questões são de múltipla escolha e são respondidas em um equipamento com o login e a senha cadastrados. Por fim, não é permitido utilizar calculadora, já que o equipamento não é necessário para responder às perguntas.

A certificação tem validade?

Ao realizar a prova e ser certificado, é importante saber que a certificação CPA-10 tem um período de validade. Isso é útil para atender às regras relacionadas à capacitação continuada dos profissionais certificados, de modo que eles se mantenham atualizados.

Para a CPA-10, o prazo de validade é de 5 anos para os profissionais certificados — formalmente vinculados a uma instituição do mercado financeiro. Já para as pessoas que receberem apenas a aprovação no exame a validade é de 3 anos.

É preciso que a atualização do certificado seja feita antes de sua expiração — do contrário, é necessário fazer uma nova inscrição e recomeçar o processo de certificação.

A principal maneira de realizar a atualização CPA-10 é por meio do curso oferecido pela própria ANBIMA. Ele pode ser concluído na modalidade online e exige o pagamento de uma taxa para a sua realização.

O programa de temas para a atualização é o mesmo da certificação e você precisará de 70% de aprovação. Assim, a certificação é atualizada em até 15 dias, renovando o prazo de validade da CPA-10.

Vale a pena tirar essa certificação?

Como você viu, a certificação CPA-10 é obrigatória para alguns profissionais do mercado financeiro, mas também pode ser obtida por outros interessados. O fato é que, de modo geral, tirar essa certificação é positivo.

Entre as vantagens que ela oferece está o amplo reconhecimento do setor. As certificações da ANBIMA estão entre as principais do mercado financeiro brasileiro, o que inclui a CPA-10. Logo, ao obtê-la você transmitirá a ideia de que tem conhecimentos sólidos sobre a área de investimentos.

A partir da certificação, você também poderá utilizar o selo de profissional certificado. Isso pode ajudar a construir sua imagem no mercado de trabalho, diferenciando-o de concorrentes que não têm o selo. Mesmo não sendo obrigatória em outras carreiras, a certificação tende a trazer oportunidades.

Obter a certificação proporcionará uma compreensão mais completa sobre o mercado de investimentos. Assim, será possível entender melhor as oportunidades do setor e até tomar decisões mais alinhadas para a sua carteira e estratégia.

Como fazer a prova e tirar a certificação CPA-10 da ANBIMA?

Agora que você entendeu os principais pontos sobre a CPA-10, está decidido a fazer a prova? Para isso, você deve saber como realizar o exame e conquistar a aprovação.

Para saber como agir, veja o passo a passo que você deve seguir para concluir esse processo!

Faça a sua inscrição

O primeiro ponto a considerar é a inscrição na CPA-10 diretamente pelo site da ANBIMA. É necessário informar seus dados pessoais e de identificação, além de criar um login e senha para a realização da prova.

A sua inscrição só será confirmada após a comprovação do pagamento. Você poderá pagar o valor da taxa via Pix, boleto ou cartão de crédito. Cada forma de pagamento tem um prazo diferente, então é preciso estar atento.

Saiba que você terá 7 dias para fazer o pagamento da taxa. Se isso não ocorrer, a inscrição será cancelada automaticamente e será necessário fazer outra.

Marque a data da prova

Assim que a sua inscrição estiver confirmada, você terá 180 dias para marcar a data da prova. Se esse período for ultrapassado, a inscrição será automaticamente cancelada e sem direito ao reembolso do valor pago.

Para fazer essa marcação, é preciso escolher a cidade de interesse e o local de aplicação da prova. Em seguida, você deve selecionar uma data e um horário, entre as opções disponíveis.

Caso você tenha um imprevisto ou precise cancelar a aplicação da prova, é possível remarcar — desde que haja um aviso com, no mínimo, 8 dias de antecedência. Do contrário, você terá a inscrição cancelada e terá que pagar uma nova taxa.

Estude o programa

Quando a sua inscrição estiver confirmada, é essencial estudar todo o programa da CPA-10. A ANBIMA disponibiliza materiais oficiais e atualizados com as principais informações, o que o ajuda a conferir os conceitos e aprender sobre os pontos mais importantes.

Se for o caso, é possível recorrer a um curso voltado para a CPA-10. Essa pode ser uma forma de fazer um estudo dirigido, o que pode ajudar você a se preparar para o exame de modo mais completo.

Também pode ser interessante realizar simulados independentes. Essas provas são preparadas com base no exame da ANBIMA, levando a uma visão sobre as suas principais dificuldades. A realização dos simulados permitirá que você teste seus conhecimentos. Com mais preparo, há mais chances de obter a aprovação.

Obtenha o certificado

O resultado do exame sai logo após a sua realização. Se você obtiver o desempenho mínimo, estará aprovado. O restante do processo acontece de modo automático, pelo próprio sistema da ANBIMA.

É preciso manter os dados atualizados no site e então emitir o certificado que atesta a sua condição de profissional CPA-10. A verificação sobre o certificado pode ser feita junto à ANBIMA, garantindo a validação do documento.

Com essas informações, você conheceu a certificação CPA-10 e descobriu como ela pode ser útil para a sua vida profissional. Ao seguir todos os passos e se preparar para esse exame, você poderá se tornar certificado no mercado financeiro.

Quer desenvolver mais seus conhecimentos sobre o setor? Aproveite para conferir os cursos da Genial Investimentos!

Antonio Pandim Neto

Especialista de investimentos aqui na Genial há mais de dois anos. Premiado como Melhor Assessor Genial Pleno 2022 e Assessor Destaque 2021. Possui as certificações CEA, CPA 20, PQO e Green Belt.

Ver todos os artigos
Campanha Institucional - Ativação - Abra sua conta

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!