Engana-se quem pensa que pessoas com fortunas exorbitantes e zeros incontáveis na conta conseguem cuidar facilmente de seu dinheiro, sem nenhum tipo de problema. A administração de tantos bens pode ser uma verdadeira dor de cabeça se não houver planejamento. Nos piores casos, a gestão descontrolada pode levar esse patrimônio à falência. É aí que entra o que no mercado financeiro é conhecido como Wealth Management, termo em inglês que significa Gestão da Riqueza ou do Patrimônio.

O que é Gestão do Patrimônio?

Gestão do Patrimônio é o serviço praticado por profissionais do mercado financeiro com o propósito de cuidar, de forma adequada e visando o crescimento, dos bens materiais e imateriais, seja de uma empresa, de um indivíduo ou de uma família inteira por gerações. E essa gestão pode ser classificada de acordo com o perfil do cliente, seus objetivos e, claro, baseando-se no tamanho do patrimônio do cliente.

Tipos de gestão patrimonial e suas diferenças

Os serviços de gestão patrimonial variam muito. Eles podem ir de um relacionamento distante entre a instituição financeira com o cliente a um conselheiro fiel e muito próximo dos familiares que contrataram a gestão patrimonial. E os cuidados profissionais podem ser extremos:  apenas pelo lado financeiro ou abrangendo vários segmentos da vida do cliente. Confira as diferenças entre os serviços de gestão patrimonial. Muitas pessoas utilizam uma plataforma de investimentos para auxiliar nos processos de investimentos mais simples.

Abra sua conta - CTA

Gerentes de banco (Varejo e Alta Renda)

Basicamente, esses profissionais estão focados em tirar dúvidas, ajudar em processos básicos e oferecer alguns produtos, como crédito e investimentos iniciais. A Gestão do Patrimônio, nessa modalidade, fica apenas na questão financeira.

Aqueles clientes que têm renda inferior a aproximadamente R$ 10 mil e uma carteira de investimentos de menos de cerca de R$ 100 mil são geralmente atendidos pelo varejo dos grandes bancos.

No cenário mais avançado de varejo, você terá o gerente da sua conta, mas neste caso a disponibilidade do gerente não será exclusiva, uma vez que ele atenderá diversas contas. Isso significa espera, filas e muitas vezes ter que ir a uma agência do banco, presencialmente, para resolver algum assunto.

Por isso, a ação parte muito mais do cliente do que do gerente. A preocupação do gerente de varejo é muito menor. E quando há tentativas do gerente de vender produtos, não há nestes casos atenção ao que o cliente realmente precisa e, sim, uma venda padrão de produtos financeiros básicos.

Para os clientes com renda acima de 10 mil e investimentos que vão além de R$ 100 mil, aproximadamente, a atenção já é um pouco maior. O volume de clientes desses profissionais é menor, portanto, a espera para ser atendido é menor. É possível agendar atendimentos e há por parte dos gerentes dos clientes de alta renda uma tentativa de relação um pouco mais próxima, mostrando produtos financeiros que estão mais de acordo com o perfil do cliente e até algumas vantagens, como taxas menores e outros benefícios.

Private Banking

Ainda dentro do contexto dos bancos, o serviço de private banking é o serviço de maior calibre e exclusividade, destinado a clientes com mais de 1 milhão no bolso. Só para começar.

Os horários de atendimento são reservados e muito mais íntimos, podendo haver almoços e viagens de negócio. Neste tipo de atividade, a principal função é alocar os recursos dos clientes nos principais ativos do mercado financeiro, com acesso a grandes investimentos e a benefícios totalmente exclusivos.

A abordagem pode começar a extrapolar o financeiro, porém, o foco ainda são os investimentos. Especialmente, o private bankers, como é chamado o profissional que atende os clientes milionários nos bravos, já pode ser chamado de consultor financeiro porque a ideia é que ele se mova em torno dos desejos do cliente, conseguindo as melhores ofertas e exclusividades.

Family Office

O Family Office é a categoria de gestão patrimonial mais avançada por oferecer toda uma estrutura, não só para uma pessoa, mas para toda uma família e seu patrimônio. A ideia principal do serviço é garantir que o patrimônio de uma importante família, com fortuna adquirida, imóveis, terrenos, obras de arte, entre outros, permaneça durante todas as gerações da família. Para isso, a relação é muito próxima e a gestão é completa.

O grande diferencial, dentre os tipos e níveis de gestão patrimonial, é que os family offices costumam cuidar, também, de gestão tributária e fiscal, sucessão empresarial, inventário, transmissão de patrimônio, educação financeira familiar, recursos destinados a instituições de caridade e absolutamente tudo o que abrange a vida financeira dos clientes.

“O Family Office não olha para o investimento só financeiro, ele olha todo o estilo de vida da família. Será que faz mais sentido tributariamente abrir uma empresa para alocar imóveis alugados? Qual seguro de vida tem que contratar para manter o padrão de vida da família? E para garantir a aposentadoria de todos os membros, qual o melhor investimento? Esses são alguns questionamentos que os Family Offices resolvem”, diz Felipe Chad, sócio da Genial Hub, braço de planejamento financeiro e family office da Genial Investimentos.

Para saber mais sobre gestão patrimonial, confira o que a Genial Investimentos tem a te oferecer. Saiba como se planejar melhor financeiramente e mantenha seu patrimônio intacto, aumentando-o progressivamente. Abra sua conta na Genial para ter uma assessoria e gestão completa de seus recursos.

Abra sua conta - CTA

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Contentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *