A previdência complementar, também chamada de planos de aposentadoria privada, é uma das formas de garantir mais uma renda no futuro ou realizar objetivos de longo prazo. 

Recentemente, com o envelhecimento da população e o arrocho nas contas do governo, ficou arriscado contar apenas com a Previdência Social.

A reforma aprovada em 2019 apenas diminui o ritmo do aumento do déficit.  

Não à toa, de acordo com pesquisa da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), a busca por investimentos em previdência privada cresceu 35,4% no terceiro trimestre de 2019.

Isso quer dizer que mais de 13 milhões de brasileiros optaram por colocar recursos nesse tipo de investimento, buscando um futuro mais tranquilo.

Mas o que quer dizer, exatamente, investir em previdência privada ou complementar? É isso que vamos explicar para você neste post!

Além disso, vamos apontar as maiores vantagens desse tipo de produto e opções de planos disponíveis no mercado para que você e sua família tenham mais segurança financeira no futuro. Confira!

O que é previdência complementar?

Na previdência complementar, ou privada, o investidor aplica periodicamente – uma vez ao mês ou de dois em dois meses, por exemplo – para um fundo de previdência.

Esse dinheiro rende, garantindo o aumento do patrimônio desse investidor. 

Após o acúmulo do capital, o investidor deve escolher se prefere resgatar todo o montante acumulado de uma única vez ou receber um valor estipulado mensalmente por um determinado período, como se fosse um salário. 

Há também alguns tipos de planos que oferecem cobertura de riscos, como, por exemplo, em casos de morte ou invalidez.

É possível que haja pagamentos ou pensões para familiares, funcionando como uma espécie de seguro.

Tudo vai depender do objetivo do investidor, que deve se basear no seu perfil e em planejamentos futuros na hora de optar por um plano específico. 

Vantagens da previdência privada 

A previdência complementar é indicada para diferentes tipos de perfis de trabalhador. 

Para quem trabalha em empresas privadas – com carteira assinada – e ganha acima do teto do INSS ou funcionários públicos, por exemplo.

Nesse caso, a previdência privada vai funcionar como um complemento para a aposentadoria pública. 

A aplicação é uma alternativa muito interessante também para quem não contribui para o INSS, como diversos profissionais liberais ou autônomos.

Assim eles podem, por conta própria, garantir um futuro financeiramente confortável quando decidirem se aposentar. 

A previdência privada ainda funciona muito bem para aqueles que têm objetivos de longo prazo para além da aposentadoria – ou seja, metas que pretendem realizar em cerca de dez anos ou mais.

Por exemplo, uma reserva financeira para filhos ainda jovens, compra da casa própria, etc.

Os planos de previdência são especialmente vantajosos por contarem com diversos incentivos tributários, que os tornam mais atrativos para planejamentos desse tipo. 

Tipos de planos de previdência privada

Na hora de escolher o plano de previdência privada ideal, há alguns aspectos importantes a saber.

O mercado oferece dois tipos de planos: os abertos e os fechados.

Planos de previdência complementar abertos

Os planos de previdência complementar abertos são aqueles que qualquer pessoa interessada pode contratar.

Dentro dos planos abertos, o investidor pode escolher entre duas modalidades:

  • Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)
  • Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL).

Planos de previdência complementar fechados

Já os planos de previdência complementar fechados são reservados apenas para algumas pessoas – como funcionários de uma determinada empresa ou servidores de alguma entidade.

Nesse caso, o plano é oferecido pela própria instituição.  

A seguir, vamos explicar as diferenças e vantagens de cada um deles. 

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

O PGBL é indicado para quem faz a declaração completa do imposto de renda. Isso porque esse plano conta com vantagens tributárias que permitem ao investidor pagar um imposto de renda menor no ano seguinte à aplicação.

Ao investir em PGBL, o investidor pode abater do imposto de renda até o limite de 12% da renda bruta anual. Esse benefício funciona com a mesma lógica dos descontos com gastos em saúde, educação, entre outros.

O plano garante maior rentabilidade no longo prazo, já que, graças aos efeitos dos juros compostos, o investimento é acumulado e o patrimônio cresce cada vez mais se permanecer aplicado. 

Outro fato importante a se atentar: o pagamento dos tributos só ocorre quando é feito o resgate do investimento.

Ou seja, o imposto incide sobre o total a receber, diferentemente do que ocorre no VGBL. 

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL)

No VGBL, o investidor não consegue reduzir o valor investido no seu imposto de renda.

Por outro lado, na hora de resgatar o investimento, ele paga tributos apenas sobre os rendimentos acumulados ao longo da aplicação. 

Por exemplo, se você investir 100 mil e, após deixar esse montante rendendo, resgatar 130 mil, o cálculo do imposto será feito somente sobre a diferença entre esses dois valores – ou seja, os 30 mil.

Esse tipo de previdência privada é indicado para quem é isento do imposto de renda ou que faz a declaração simplificada. 

Um outro ponto positivo do VGBL é que, em caso de morte ou invalidez do titular do plano, os dependentes têm o direito de receber o saldo acumulado de maneira imediata, sem a necessidade de o montante entrar em inventário. 

Portabilidade na previdência privada

Para escolher o plano de previdência complementar ideal para você é necessário levar em conta diversos fatores, como características do plano, rentabilidade e quais são suas principais metas ao fazer esse investimento. 

É importante saber também que na previdência privada é possível fazer portabilidade.

Isso quer dizer que o investidor é livre para trocar de plano, se assim desejar. Ou seja, se ele encontrar opções mais atrativas, nada o impede de trocar. 

Para entender ainda mais a fundo todo o funcionamento da previdência privada e escolher com segurança o plano certo para você com base nas diferenças de tributação, acesse o nosso E-book da Previdência Privada.

Lá, você pode conferir tudo o que precisa saber para encontrar a melhor forma de investir no seu futuro!

E para quem quer começar a investir em previdência complementar, mas não sabe como começar, o primeiro passo é abrir uma conta na Genial.

Assim, você pode contar com nossa assessoria especializada para fazer o seu dinheiro render mais. Venha ser Genial!

Invista em previdência complementar. Abra sua conta!

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *