Você tem vontade de investir mas não sabe o que vale a pena? Seus problemas acabaram. O mercado financeiro vem crescendo muito com a desbancarização dos investimentos, isto é, com novas empresas, como a Genial Investimentos, oferecendo mais produtos e com uma qualidade diferenciada.

Por isso, com uma oferta gigante de novos investimentos, fica difícil saber qual é o mais vantajoso para você. O simulador de investimentos ajuda justamente nesse ponto. É possível avaliar, comparar e saber, enfim, qual produto se adequa mais às suas expectativas. E isso é importantíssimo.

Não adianta ir na onda de um novo investimento se ele não é compatível com o seu perfil. Com o simulador em mãos, não é preciso nem pensar muito. Você pode colocar qual o aporte que você quer fazer e saber o retorno aproximado para entender se vale a pena ou não.

Defina seus objetivos

Primeiramente, avalie seus sonhos e objetivos pessoais. Pense em tudo o que você gostaria de fazer com seu dinheiro em diferentes períodos: curto, médio e longo prazos.

A partir disso, você conseguirá visualizar com mais clareza o tempo que o seu dinheiro permanecerá na plataforma de investimentos rentabilizando e, também, o quanto você precisa investir.

Trabalhar com seus objetivos pode parecer complicado por envolver diversos fatores. Mas pense no simulador como um fator de decisão a mais na balança, já que você terá uma análise do seu perfil, além da escolha dos melhores investimentos de acordo com suas informações.

Saiba tudo sobre suas finanças

Tendo os seus objetivos bem definidos, agora é hora de saber na prática como funciona. Claro que antes de simular, você precisa ter um panorama geral de suas finanças.

Tenha suas contas em dia e organize-se para saber o quanto pode investir. No simulador de investimentos, você verá que vão aparecer dois campos essenciais para a simulação: “O quanto você pode investir inicialmente” e “quanto pode aplicar mensalmente”.

Esses campos são importantes porque dizem respeito ao principal fator do simulador: sua disponibilidade de investimento. Por isso, faça contas e tenha no papel o quanto quer investir nesses dois pontos.

Para controlar melhor as contas domésticas, recomendamos 7 aplicativos que podem te ajudar nessa atividade. Para isso, certifique-se, também, de todas as suas dívidas, desde aquele dinheiro que você deve ao vizinho como um longo parcelamento.

Esses compromissos podem minar seu investimento. Descartá-los será um fator prejudicial para a simulação. Por isso, a grande recomendação é analisar todo o seu potencial de investimento.

abra sua contaComo simular um investimento?

Para fazer a simulação de investimentos é necessário dar o primeiro passo: escolher o objetivo. As opções são: casamento, imóvel, viagem, abrir negócio próprio, carro ou moto ou aposentadoria.

Cada um tem suas particularidades porque têm custos diferentes. Mas, basicamente, basta escolher um deles para entrar na página de simulação propriamente dita.

A partir disso, o processo pode ser feito em segundos se você tiver todas as respostas na manga. “Mas que respostas?”. Isso mesmo, o simulador faz alguns questionamentos para destrinchar e escolher as melhores soluções financeiras para você. Conheça o simulador de investimentos da Genial e confira em 10 passos como fazer:

  1. Você coloca seu nome e idade
  2. Insere o prazo que você almeja conquistar o objetivo em questão
  3. Coloca o quanto vale esse objetivo
  4. A seguir, você põe o quanto é possível aplicar inicialmente
  5. Depois, avalia se é possível contribuir mensalmente com algum valor
  6. Responde em qual perfil de risco se encaixa
  7. Informa o rendimento mensal
  8. Diz se já tem algum tipo de investimento
  9. E, por fim, coloca seus dados de contato para um assessor te ajudar se você julgar necessário
  10. Depois disso, é só conferir o resultado, que te mostrará todos os detalhes em comparação com o rendimento da poupança

Conheça o simulador de investimentos da Genial!

Leonardo Pinto

Leonardo Pinto

Leonardo é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens por grandes veículos da imprensa brasileira, como TV Cultura, Veja e Estadão. Especializou-se em jornalismo econômico, com aprovação pela FGV, no curso de trainee promovido pelo Grupo Estado.

Deixar um comentário