O mercado financeiro possui diversos termos e siglas importantes para investidores e especuladores. Por exemplo, você sabe o que é o slippage? Esse fenômeno ocorre diariamente, principalmente nas operações de curta duração.

Então, quem opera na bolsa de valores e outros mercados e adota uma estratégia voltada à especulação, deve conhecer o slippage. Esse fenômeno pode afetar os resultados das operações e, inclusive, trazer prejuízos.

Neste conteúdo, nós da Genial Investimentos mostraremos a você o que é o slippage, quando ele ocorre e suas principais consequências. Continue a leitura!

O que é o slippage?

O slippage é um termo em inglês que pode ser traduzido literalmente para “derrapagem”. Ele ocorre quando se visualiza uma diferença entre o preço esperado de uma compra ou venda de ativo e o preço em que a negociação é executada.

Pode parecer complicado, mas é possível visualizar essa situação com um exemplo. Suponha que você está fazendo operações de day trade e o preço de um ativo chegou a R$10,00 — cotação em que você decide emitir a ordem de compra.

No entanto, ocorre o slippage e a ordem é lançada quando a cotação já subiu para R$ 10,05. Apesar de ser um “erro”, esse fenômeno não pode invalidar as transações, tendo em vista que fazem parte do funcionamento das plataformas.

Nesse sentido, é preciso entender que o slippage não é um fenômeno específico de determinado mercado. Ele pode ocorrer em negociação de ações, contratos futuros e outros derivativos, assim como no forex, nas transações de criptomoedas etc.

Também vale ressaltar que o slippage ocorre em milissegundos e tem diversos motivos, como você verá adiante. Então costuma ser mais frequente em operações de alta recorrência, como o day trade, e mercados de alta volatilidade.

Como ele funciona?

Você já conferiu o que é o slippage, mas deve estar se perguntando como ele funciona na prática, não é mesmo? Para isso, é preciso falar sobre detalhes mais técnicos e sobre o book de ofertas em uma plataforma.

O slippage é o chamado spread entre o preço esperado e o preço executado. Logo, ele se refere a todas as situações em que um operador recebe uma cotação de negociação diferente daquela esperada pelas informações disponíveis.

De maneira simples, pode-se dizer que ele ocorre em instantes, entre a emissão efetiva da ordem e a sua confirmação. Nesse sentido, o slippage pode ser negativo ou positivo, de acordo com a direção do spread observado.

O slippage negativo acontece quando o preço é pior do que o esperado pelo interessado, como no exemplo que você viu. Já no slippage positivo, a cotação realmente executada é melhor do que a esperada.

É importante que você saiba que esse fenômeno ocorre em casos isolados. Ou seja, não é um cenário que afeta toda a plataforma de negociação naquele exato momento.

Nesse sentido, dois usuários fazendo a mesma negociação podem ser afetados de forma diferente pelo slippage — ou ele pode nem mesmo ocorrer para um deles.

Como o slippage se manifesta no book de ofertas?

O book de ofertas, ou livro de ofertas, é um ambiente da plataforma de negociações em que o usuário poderá visualizar os ativos e derivativos em negociação. Nele, existirão duas colunas: uma de compra e uma de venda, com seus respectivos preços de mercado.

Dessa forma, o operador visualiza quais são as ofertas de compra e venda do ativo ou derivativo naquele momento. Se ele quiser se posicionar ou adquirir um deles, avaliará a oferta de venda e emitirá sua ordem.

Agora imagine que determinada ação esteja com uma oferta de venda de R$ 150,50 para 5 unidades, e a próxima oferta seja de R$ 151. Se um volume grande de ordens de compra for lançado no mesmo momento, é possível que ocorra o slippage e uma delas seja executada a R$ 151.

Por que ele ocorre?

Você viu que o slippage pode ocorrer quando há alto volume de negociação de um ativo ou derivativo. No entanto, existem outros motivos para que esse fenômeno se manifeste para os traders.

Um deles trata da baixa liquidez de determinado ativo ou derivativo. Isso acontece principalmente porque nesses cenários, mesmo com poucas ordens de compra ou venda executadas, já ocorre mudança na cotação.

Outro exemplo comum de slippage se dá em momentos de alta volatilidade de mercado. Nesses cenários, os preços das ofertas de compra ou venda oscilam rapidamente. Dessa forma, muitas ordens são lançadas e pode haver spread na cotação esperada.

Por fim, um motivo para o slippage também trata da velocidade do processamento e execução das ordens. Ou seja, questões como celeridade da plataforma, latência de conexões e hardwares, entre outros, podem ocasionar o fenômeno.

Nesses casos, ao lançar a ordem, a informação demora a chegar até a plataforma utilizada. Quando ela chega, a cotação já pode ter variado, ocorrendo o slippage. Essa demora se dá em frações de segundo, mas ainda assim podem afetar o spread.

Quais cuidados tomar para evitar o slippage?

Apesar de o spread entre o preço esperado e o executado não ser tão alto, em grandes volumes de negociações ele pode gerar impactos nos resultados. Desse modo, é importante saber que há meios para que ele não se torne tão presente nas operações.

Existem algumas dicas para isso. A primeira diz respeito a negociar ativos ou derivativos com alta liquidez. Como você viu, um dos motivos para o slippage é a possibilidade de alteração de cotação mesmo com poucas ordens.

Também é possível diminuir a incidência de slippage ao evitar momentos em que o mercado ou determinadas alternativas estejam com alta volatilidade. Como nesses casos os preços oscilam constantemente, o spread entre preço esperado e executado pode ocorrer com mais facilidade.

Por fim, fracionar as ordens em lotes menores também pode ajudar a diminuir o slippage. Dessa maneira, em vez de emitir apenas uma ordem em um grande lote, dividi-la em várias ordens de lotes menores pode afetar a incidência do spread.

Conseguiu entender o que é o slippage e os cuidados que podem ajudar a evitá-lo? Como você viu, ele pode ocorrer em diversos ambientes, principalmente em alto volume de negociações e day trade. Mas é possível tentar minimizar sua incidência para diminuir seus reflexos.

Quer contar com uma corretora que oferece plataformas estáveis e completas para especuladores? Então vem ser Genial!

Comentários