Ter proteção é essencial para lidar com desafios do dia a dia com mais tranquilidade. Nesse sentido, vale a pena explorar os tipos de seguros disponíveis no mercado. Afinal, eles oferecem coberturas e benefícios específicos, que podem atender a diferentes necessidades. 

No geral, esses contratos financeiros são projetados para minimizar riscos e fornecer assistência em momentos de necessidade. Conhecê-los, portanto, é essencial para saber quais são as possibilidades de resguardar você e sua família diante de situações imprevistas. 

Quer saber mais sobre os tipos de seguros e como cada um deles funciona? Continue a leitura para conferir! 

Quais são os tipos de seguros disponíveis no mercado? 

Existem muitos tipos de contratos de seguro, os quais podem abranger diferentes necessidades e momentos da vida. Desse modo, alguns deles são mais duradouros, enquanto outros proporcionam um resguardo pontual. 

Ademais, existem os seguros que o próprio titular realiza o contrato e aqueles que estão embutidos em serviços. Nesse sentido, você pode ter seguros em seu nome sem ter o conhecimento disso. 

Alguns exemplos de serviços de proteção mais frequentes no mercado são:   

  • seguro de vida; 
  • seguro de morte acidental; 
  • seguro contra acidentes pessoais; 
  • seguro de saúde; 
  • seguro de automóvel; 
  • seguro residencial; 
  • seguro patrimonial; 
  • seguro empresarial; 
  • seguro de celular; 
  • seguro de responsabilidade civil; 
  • seguro de responsabilidade profissional; 
  • seguro de viagem. 

Como funcionam os principais tipos de seguro? 

Agora que você já sabe quais são os principais tipos de seguro disponíveis no mercado, é válido entender como cada um deles funciona. Assim, você terá condições de avaliar quais deles fazem sentido para as suas necessidades. 

Acompanhe! 

Seguro Patrimonial 

O seguro patrimonial é uma modalidade exclusiva para pessoas jurídicas. Destinado para proteção do patrimônio da empresa e garantir a manutenção do negócio em caso de um sinistro através da cobertura de lucros cessantes.  

Com base nas informações fornecidas, como o valor de reconstrução dos ativos, o valor do estoque, de móveis, de equipamentos existentes no local e de tipos de coberturas adequados à atividade da empresa, a seguradora estabelece o custo do seguro. 

A apólice é projetada para atender às necessidades específicas da empresa. Ela lista as coberturas e exclusões em detalhes, definindo quais riscos estão protegidos e quais não estão. A apólice também estabelece o limite máximo de indenização para cada tipo de cobertura. 

As apólices têm vigência de 12 meses e seu prêmio é pago de forma anual para manter a apólice ativa. Em caso de um evento coberto pelo seguro que cause prejuízo à empresa, o segurado deve notificar imediatamente a seguradora e fornecer documentação que comprove o sinistro. 

A seguradora avalia o dano e, se aprovado, paga uma indenização à empresa para reparar as perdas cobertas. Já a rapidez e a eficácia no processo de reivindicação podem variar de acordo com a seguradora e o tipo de sinistro. 

Seguro de vida 

O seguro de vida é um dos mecanismos mais populares para a proteção pessoal. Esse é um contrato realizado com uma seguradora que garante uma indenização aos beneficiários em caso de falecimento do titular.  

Ele pode abranger morte natural e acidental, conforme as determinações definidas no acordo. A apólice tende a conter os detalhes do pagamento para cada um dos casos, podendo variar conforme fatores relativos ao segurado, como idade, profissão, entre outros.  

Essa é uma forma de resguardar os familiares e dependentes da pessoa que realiza o contrato, especialmente quando se trata do provedor financeiro. 

Note, entretanto, que a cobertura por morte não é a única. Também pode ocorrer o pagamento de indenização em caso de invalidez por acidentes ou doenças graves, dependendo do contrato. Então o titular também tem uma proteção adicional em vida.  

Seguro de saúde 

O seguro de saúde é outra modalidade focada na proteção pessoal. Esse tipo de seguro tende a reembolsar o titular por seus gastos médicos, como atendimentos e exames, desde que a cobertura seja observada. 

Ele difere do plano de saúde, pois permite ao usuário selecionar os profissionais e clínicas em que ele deseja ter atendimento. Além disso, o segurado deve pagar pelos serviços, podendo posteriormente solicitar o reembolso à seguradora.  

Já no caso do plano de saúde, o atendimento só pode ser feito com profissionais e estabelecimentos parceiros. Aqui, o titular paga as mensalidades e não tem custos ao acionar os serviços — salvo quando o plano cobre apenas parte da consulta ou procedimento. 

Seguro de automóvel 

Outro tipo de seguro muito comum é o seguro auto. Como o nome indica, ele é destinado à proteção de veículos automotores, o que pode abranger carros, motos e caminhões, entre outros. 

O valor do seguro é calculado a partir de alguns fatores, como o valor do automóvel, os riscos aos quais ele está exposto e até o perfil do condutor. Desse modo, para realizar o contrato é necessário preencher formulários e até passar por uma vistoria que indique as condições de uso do bem. 

A cobertura também é determinada em cada apólice. As proteções mais comuns nesse tipo de serviço são: 

  • incêndio; 
  • roubo ou furto; 
  • acidente; 
  • enchente; 
  • danos a terceiros. 

O contrato também pode ter vantagens adicionais que aumentam a proteção do condutor, além de fornecer serviços adicionais. Entre eles, estão: 

  • guincho; 
  • assistência em tempo integral; 
  • chaveiro; 
  • carro reserva. 

É comum haver uma franquia, que é a quantia que o segurado deve pagar do próprio bolso antes que a seguradora cubra os custos restantes. 

Seguro residencial 

O seguro residencial pode ser tão útil quanto os demais. Esse tipo de apólice protege a estrutura do imóvel e os bens mantidos nele, dependendo das condições da apólice. 

Ainda, essa alternativa ajuda a ter acesso simplificado a serviços básicos, como manutenção hidráulica e elétrica, pintura, assistência técnica para eletrodomésticos, entre outros. O seguro residencial pode abranger: 

  • furto ou roubo dos bens; 
  • danos causados por fenômenos naturais, como chuvas, deslizamentos e enchentes; 
  • danos estruturais nos sistemas; 
  • incêndios ou explosões; 
  • quebra de vidros; 
  • danos a terceiros. 

Seguro de celular 

Em um mundo tecnológico, o celular tende a ser um bem de custo elevado e que assume um papel relevante no trabalho e na vida pessoal dos indivíduos. Desse modo, ele também pode contar com a proteção financeira oferecida pelas seguradoras.  

Aqui, há a cobertura sobre danos ou perdas que podem ocorrer com dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Ao contratar a apólice, o dono ficará protegido contra uma série de riscos, como danos acidentais, roubo, furto, quebras, perda e, em alguns casos, danos por água.  

Em caso de sinistro, a seguradora pode oferecer a indenização ou assistência para reparar ou substituir o dispositivo móvel danificado ou perdido. É válido destacar que os seguros desse tipo podem ser contratados para aparelhos novos e para dispositivos usados — independentemente do tempo de uso.  

Seguro de responsabilidade civil 

Entre os tipos de seguros pessoais está a apólice que cobre a responsabilidade civil, também conhecida como seguro RC. Essa é uma proteção a pessoas físicas sobre indenizações que elas podem ser obrigadas a cumprir. 

Esse seguro abrange situações em que uma pessoa causa danos a terceiros e tem a obrigação de oferecer reparação, seja ela pessoal, moral ou material. Assim, em caso de decisão judicial, administrativa ou por acordo com os terceiros prejudicados, o segurado pode solicitar a indenização da empresa contratada. 

A apólice de responsabilidade civil pode cobrir uma variedade de situações, como: 

  • acidentes de carro; 
  • danos à propriedade alheia; 
  • lesões pessoais; 
  • difamação; 
  • calúnia; 
  • negligência profissional. 

Além de fornecer indenizações nas situações previstas, o seguro de responsabilidade civil cobre os custos legais associados a processos judiciais. Essa cobertura inclui os honorários dos advogados e demais despesas. 

Os contratos podem ser personalizados para atender às necessidades específicas do segurado e aos riscos envolvidos em suas atividades. Em algumas áreas de atuação profissional essa pode ser uma exigência na contratação.  

Desse modo, o seguro de responsabilidade civil é relevante em diversos setores, como o automobilístico, imobiliário, saúde, jurídico, construção e muitos outros. 

Seguro de Transportes 

O seguro de transportes é uma proteção para transporte de cargas. Nesse caso o foco não está no veículo, mas sim no conteúdo que ele leva. É frequente que esse produto seja contratado para encomendas de alto valor. 

Desse modo, ele é projetado para cobrir perdas ou danos que possam ocorrer durante o transporte de bens, seja por terra, mar ou ar. Esse tipo de seguro resguarda tanto os remetentes quanto os transportadores contra os riscos inerentes ao processo de logística e transporte de mercadorias. Ele pode cobrir importação ou exportação.  

Vale destacar que a apólice costuma cobrir situações, como: 

  • incêndio; 
  • capotagem; 
  • tombamento; 
  • roubo; 
  • furto; 
  • perda. 

Seguro de riscos de engenharia 

A construção civil apresenta muitos riscos. Assim, trata-se de um setor que precisa cercar-se de garantias e proteções, não é mesmo? Nesse contexto, existe o seguro de obras civis, também conhecido como seguro de construção ou seguro de riscos de engenharia. 

O serviço resguarda os envolvidos em projetos de construção — como proprietários, empreiteiros, construtores e investidores — contra uma série de riscos e perdas associados às obras. 

O seguro de obras civis envolve a cobertura dos custos e prejuízos resultantes de eventos imprevistos que podem ocorrer durante o processo de construção, como: 

  • incêndio; 
  • desastres naturais; 
  • roubo; 
  • vandalismo; 
  • falhas de projeto; 
  • erros de construção. 

Cabe mencionar que além dos ramos mencionados, cada setor pode ter seguros específicos. Alguns deles são para máquinas e equipamentos, seguro de responsabilidade civil ambiental, seguro de vida para os trabalhadores, entre outros. 

Seguro viagem 

Ao realizar uma viagem nacional ou internacional, os passageiros estão sujeitos a alguns riscos. Por esse motivo, contar com um seguro de viagem é um cuidado conveniente. É válido observar que nem sempre a adesão a esse serviço é voluntária. 

Isso ocorre porque algumas coberturas costumam estar presentes no preço da passagem adquirida para se transportar. Nessas situações costumam estar incluídas proteções para: 

  • despesas médicas, odontológicas e hospitalares; 
  • traslado do corpo em caso de falecimento do passageiro; 
  • indenização por invalidez decorrente de acidente na viagem; 
  • traslado médico; 
  • regresso sanitário.  

O seguro pode ser acionado caso algum desses serviços seja necessário por razões relacionadas à viagem. As regras são definidas em contrato e costumam estar descritas no bilhete adquirido pelo passageiro.  

Além dessas coberturas, podem ser contratadas proteções adicionais, com um custo extra. Entre elas, estão o ressarcimento em caso de extravio de bagagem e diárias para o passageiro mais o acompanhante se houver o cancelamento de viagem. 

A quantia da indenização é limitada conforme o montante segurado, assim como acontece com todos os seguros. Para entender melhor o funcionamento da proteção, é fundamental avaliar as condições oferecidas pela empresa de transporte escolhida para a viagem. 

Seguro para pet 

Até aqui, você conheceu alternativas de seguros pessoais e daqueles destinados a proteger os bens de uma pessoa física ou jurídica. Mas outro tipo de apólice que está ganhando mais espaço no mercado é o seguro para animais de estimação

Os pets também estão sujeitos a diversos imprevistos e emergências, que podem ser mais fáceis de lidar se os tutores contarem com um seguro. Essa modalidade é semelhante à proteção pessoal para humanos, abrangendo alguns atendimentos específicos de saúde.  

É mais comum que a proteção seja para cães e gatos. Contudo, em algumas seguradoras também é possível segurar outros animais, como aves, roedores e outros pets. A apólice pode cobrir diversos procedimentos para o animal, como: 

  • consultas veterinárias; 
  • exames; 
  • internações; 
  • atendimentos domiciliares; 
  • vacinas; 
  • castração. 

Como escolher os seguros ideais para você? 

Após saber mais sobre os principais seguros disponíveis no mercado, é válido entender como selecionar aqueles que fazem sentido para você. Como foi possível aprender, eles podem oferecer segurança e conforto em momentos de dificuldades. 

Mas é necessário recorrer àqueles que se alinham com as suas necessidades e expectativas. Veja como escolher os melhores seguros para o seu caso! 

Avalie o seu estilo de vida 

O primeiro aspecto a observar ao selecionar um seguro é o seu estilo de vida. Considere fatores como a sua saúde, hobbies, viagens e responsabilidades familiares. 

Por exemplo, uma pessoa solteira e que realiza atividades que oferecem risco à saúde e à integridade física pode se beneficiar de um seguro de acidentes pessoais. Já para aqueles que são provedores da família ou contam com dependentes, um seguro de vida tende a ser uma prioridade. 

O trabalho e os bens essenciais também são fatores a observar no momento da decisão. É interessante avaliar quais são os recursos sem os quais você não consegue exercer as suas atividades básicas e preservá-los.  

Ao analisar o seu estilo de vida, você pode adaptar o seguro de acordo com as atividades e riscos específicos que enfrenta, garantindo que ele atenda às suas necessidades de forma abrangente. 

Defina o capital segurado 

Após fazer a análise das suas necessidades principais, o passo seguinte é verificar qual será o capital segurado, ou seja, o valor da indenização em caso de sinistro. Essa é uma etapa fundamental, pois a quantia deve ser adequada às suas necessidades e ao valor dos bens ou riscos que você está protegendo. 

Definir um capital segurado baixo pode deixar você com despesas adicionais em caso de sinistro. Por outro lado, exagerar no valor pode resultar em prêmios mais caros que o necessário.  

Para chegar ao montante ideal, realize uma avaliação precisa dos seus ativos, como casa, automóvel, saúde e quaisquer outras coberturas que você precise. Assim, você poderá definir o capital segurado de acordo com esses fatores. 

O contrato adequado garantirá que você receba uma compensação justa em caso de sinistro, tornando o seguro uma ferramenta eficaz na proteção do seu patrimônio e da sua tranquilidade financeira. 

Conheça a carência do contrato 

A carência é o período durante o qual o segurado não tem direito a receber indenizações ou benefícios do seguro, a menos que ocorra um evento específico, como um acidente. É fundamental conhecer a carência associada a cada tipo de contrato, pois ela pode variar. 

Por exemplo, em seguros de saúde, é comum haver um período de carência para procedimentos específicos ou tratamentos médicos. Em seguros de vida, essa espera pode se aplicar a mortes por determinadas causas nos primeiros anos do contrato. 

Certifique-se de ler com atenção a apólice de seguro para entender os termos e condições relacionados a esse fator. Isso o ajudará a planejar adequadamente e a ter expectativas realistas em relação ao momento em que a cobertura do seguro entrará em vigor. 

Neste artigo, você conheceu os principais tipos de seguros e o seu funcionamento, além de ter aprendido como selecionar o ideal para o seu caso. Essa é uma proteção relevante diante de imprevistos, mas a adesão deve considerar diversos fatores para ser vantajosa. 

Quer ter acesso a soluções de investimentos para cuidar bem do seu dinheiro? Então abra uma conta na Genial Investimentos e explore as opções pelo nosso aplicativo! 

Genial Investimentos - Abra sua conta

Genial Investimentos

Somos uma plataforma de investimentos que tem como objetivo facilitar o acesso ao mercado financeiro e ampliar a educação financeira no Brasil.

Ver todos os artigos
Campanha Institucional - Ativação - Abra sua conta

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!