Você conhece a B3, a bolsa de valores brasileira? Quem investe no mercado de Ações, sem dúvidas, já ouviu falar da instituição. Além disso, os investidores que pretendem explorar o potencial de alguns investimentos da renda variável também precisam aprender sobre o assunto. 

A bolsa passou por diversas mudanças durante os anos até chegar ao modelo que funciona hoje. Por isso mesmo, vale a pena entender como foi o seu surgimento e evolução. Desse modo, também fica mais fácil compreender por que ela é tão importante.  

Tem interesse no tema? Então continue a leitura e descubra mais sobre bolsa de valores B3! 

Qual é a história da bolsa de valores brasileira? 

A história da B3 teve início em 1845, quando surgiu a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. Já em 1890, a Bolsa Livre de São Paulo iniciou as suas atividades. As duas exerceram um papel fundamental na criação do modelo atual. 

Aqui, vale destacar que, durante muitos anos, cada estado possuía a própria bolsa, vinculada à secretaria de finanças de cada um. Em 1966, no entanto, elas passaram a ser instituições autônomas, sem vinculação com o Governo.  

No ano seguinte, a bolsa de São Paulo passou a se chamar Bovespa, um nome bastante conhecido por quem acompanha notícias do mercado. Porém, na época, a bolsa do Rio de Janeiro ainda era a principal do país. 

Foi em 1970 que as principais mudanças tiveram início. Devido à crise econômica militar, a Bovespa teve um alto desempenho e ultrapassou a bolsa do Rio de Janeiro. Ainda assim, o modelo com diversas bolsas estaduais continuou ativo por alguns anos.  

Bovespa 

No ano 2000 aconteceu a união entre as bolsas de valores do Brasil, que incluiu também a de São Paulo e a do Rio de Janeiro. O nome Bovespa foi mantido, já que era a principal bolsa do país na época. Ela passou a concentrar todas as negociações de Ações.  

A entidade era uma associação civil sem fins lucrativos. Na época, as negociações eram feitas com pregões presenciais e eletrônicos. Mas o cenário mudou em 2005, quando todas as negociações se tornaram eletrônicas.  

A união entre todas as bolsas brasileiras garantiu o título de maior bolsa de valores da América Latina à Bovespa. No ranking mundial, ela ocupava a 8ª posição.  

BM&F Bovespa 

Em 2007 a Bovespa se tornou uma empresa de capital aberto, com o lançamento das Ações (IPO) em 26 de outubro.  Esse foi o início de uma nova etapa de mudanças, que resultou na fusão da Bovespa com a Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&F), em 2008. 

A BM&F era uma bolsa de commodities, formada pela reunião de duas outras empresas em 1990. Eram elas: a Bolsa de Mercadorias de São Paulo e a Bolsa Mercantil & de Futuros. 

Com a fusão de 2008, a bolsa de valores adotou um novo nome: BM&F Bovespa. Ela passou a concentrar mais operações e atingiu a 3ª posição no mercado mundial. Contudo, não foi a última mudança na estrutura. 

B3 

Uma nova fusão aconteceu em 2017, criando a bolsa de valores brasileira atual: a B3. Na época, a BM&F Bovespa se uniu à Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos (Cetip). Essa era a instituição responsável por operacionalizar o mercado financeiro do Brasil.  

Como resultado, o nome também foi alterado e a bolsa ficou conhecida como B3, que se refere a Brasil, Bolsa e Balcão. Apesar das mudanças na estrutura, muitas pessoas ainda conhecem a B3 como Bovespa, mas agora você sabe que o nome não é mais o mesmo há algum tempo.  

Qual a importância da bolsa de valores B3 para o mercado? 

A atuação da B3 é fundamental para os investidores e para o próprio país, pois é ela que permite a negociação de ativos. Isso porque concentra boa parte da renda variável e realiza o processo de liquidação dos títulos do Tesouro por meio da Cetip.  

O seu bom funcionamento é fundamental para o mercado, proporcionando negociações com rapidez e segurança. Ou seja, por meio dela é possível conquistar a liquidez de ativos e encontrar oportunidades para diversificar a carteira.  

Ao proporcionar um ambiente viável e seguro para as transações, a B3 também estimula o desenvolvimento de empresas. Afinal, a negociação de Ações é uma alternativa para conseguir aportes, colocar mais projetos em prática e crescer no mercado. 

Por ser a única bolsa de valores no país, ela se torna essencial para a atuação dos investidores. A B3 traz proteção para o mercado ao garantir segurança institucional. Ela organiza dados sobre as diversas empresas listadas e estabelece regras de negociação. 

Assim, conhecê-la é importante para ter acesso a informações e conseguir tomar as melhores decisões sobre os seus investimentos. Para auxiliar os investidores, a instituição também fornece educação financeira, por meio da B3 Educação.  

Vale ressaltar um ponto sobre o funcionamento da bolsa de valores: ela não se limita à negociação de Ações. Outros investimentos também estão disponíveis na B3, como cotas de Fundos Imobiliários, ETFs (Fundos de Índice), BDRs (certificados de Ações internacionais) e derivativos. 

Ibovespa 

Outro motivo que destaca a importância da B3 é o Índice Bovespa, Ibovespa ou IBOV. Ele funciona como um termômetro do mercado, medindo as variações da bolsa de valores. Quando o índice tem um bom desempenho, significa que o mercado está apresentando alta. 

O indicador consegue representatividade porque considera uma carteira teórica com as principais Ações da B3. São incluídas as mais negociadas e que atendem a critérios específicos. Desse modo, o IBOV reflete o movimento geral do mercado e é utilizado como benchmark por muitos investidores.  

Ou seja, comparando o desempenho da sua carteira com o Ibovespa, é possível avaliar os seus resultados. Os dados levantados podem servir como base para tomar decisões sobre os seus próximos passos como investidor. 

Como foi possível perceber, a bolsa de valores brasileira (B3) passou por diversas mudanças ao longo da história. Atualmente, ela concentra as negociações de muitos ativos e derivativos da renda variável, tendo um papel fundamental para os investidores e para o mercado financeiro nacional! 

Se você quer investir e procura mais dicas, conheça a plataforma Genial Investimentos. Você acessa conteúdos relevantes e ainda conta com atendimento personalizado para conhecer o mercado e fazer os melhores investimentos! 

Comentários