Saber como economizar energia traz muitas vantagens. Por exemplo, você tem facilidade para poupar dinheiro e até possibilidades de expansão na sua empresa. Por isso, tanto em casa quanto nos negócios é importante entender como diminuir a conta de luz.

As estratégias para economizar são mais abrangentes do que apenas apagar as luzes, tomar banhos mais curtos ou conscientizar os funcionários. Existem formas de alterar até mesmo o regime de cobrança dessa conta, você sabia disso?

Quer aprender mais sobre como economizar energia em casa e na sua empresa com métodos duradouros e efetivos? Então continue a leitura deste post e conheça as principais estratégias!

Como economizar energia na sua casa?

Primeiro, vale a pena falar sobre como economizar energia na sua casa. Afinal, as contas pessoais são muito relevantes para o orçamento, a qualidade de vida da família e a própria acumulação de patrimônio.

A seguir você conhecerá as principais dicas sobre o assunto. Confira!

Como economizar energia no seu negócio?

Para economizar energia no seu negócio, existem possibilidades parecidas com as utilizadas em sua residência.

No entanto, existem outras maneiras de economizar energia em sua empresa.

Descubra abaixo as principais dicas sobre o assunto!

Você já conhece o Mercado Livre de Energia? ambiente de contratação de energia elétrica no qual os consumidores negociam livremente preços e prazos de contrato. Tendo como principais benefícios, redução de custos, sustentabilidade e previsibilidade orçamentária.

O objetivo do Mercado Livre de Energia é trazer mais autonomia para as empresas que se enquadram nos requisitos para sua utilização. Dessa forma, há possibilidade de conseguir uma economia substancial, que pode atingir 35% em relação ao modelo tradicional de fornecimento.

Logo, se você quer economizar energia em sua empresa, é fundamental conhecer as principais regras e vantagens do Mercado Livre de Energia. Na sequência, vamos falar sobre o tema!

O modelo tradicional do mercado de energia elétrica é chamado de ambiente cativo. Nesse ambiente os usuários não podem negociar as condições para a contratação de energia elétrica.

As tarifas, taxas e custos desse tipo de modelos são determinados pela distribuidora de energia local. Estas fazem a entrega da energia e cobram os valores necessários. Todo o processo é regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Já o Mercado Livre de Energia é uma alternativa a essa contratação tradicional. Nele, a principal característica é a autonomia do cliente para negociar as condições do contrato, utilização da energia e pagamentos.

Isso traz uma redução do custo para a empresa, já que é possível negociar os preços de energia. Além disso, os planos podem ser personalizados, o que evita despesas desnecessárias com energia elétrica.

Vale saber que, apesar de não ser tão conhecido do público, o Mercado Livre de Energia é responsável por cerca de 38% da energia consumida no país. Isso se dá por conta da grande utilização industrial, considerando que 88% das indústrias utilizam o Mercado Livre.

Para entender melhor esse tipo de contratação, você deve saber como funciona o Mercado Livre de Energia. Veja só:

Como funciona o Mercado Livre de Energia?

O Mercado Livre de Energia foi instituído em 1995, por meio da Lei n.º 9.074/1995. Com ela, criou-se um ambiente de regulação que pretendia trazer mais competitividade para o mercado de energia.

Em 2004, foi criada a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Ela começou a implementar leilões de energia, intermediando contratos de compra e venda de distribuição dessa facilidade. Hoje, a CCEE atua como entidade que fiscaliza e gerencia o setor.

Foi também 2004 que surgiram dois conceitos importantes: o Ambiente de Negociação Livre (ACL) e o Ambiente de Negociação Regulada (ACR).

As empresas que se enquadram nas condições de contratação do Mercado Livre de Energia podem requerer a sua utilização. Elas terão acesso a diversos fornecedores, condições de contrato, benefícios tarifários e outras facilidades.

Quais são as vantagens desse ambiente de contratação de energia?

Você já viu que uma das vantagens do Mercado Livre de Energia é a possibilidade de negociação das condições contratuais, mas na prática, quais são os reflexos para o negócio?.

O primeiro efeito positivo para a empresa ao migrar o ACL é a redução de custos em relação ao mercado regulado. Esses preços menores derivam justamente da possibilidade de negociar as condições contratuais.

Para que sua empresa tenha sucesso no mercado livre de energia, é preciso realizar projeções de consumo, simulações de economia e buscar o contrato de fornecimento mais vantajoso. Para tanto, é necessário contar com uma gestora especializada na migração para o ACL, como a Genial Energy.

Ademais, a economia nas contas também é derivada da isenção das bandeiras tarifárias adicionais. Essas bandeiras são faixas de cobrança em que, quanto mais uma empresa consome, maior é o custo proporcional da energia utilizada.

No ACL o consumidor é isento dessas bandeiras, pagando um valor padronizado por toda a energia consumida na empresa. É possível, ainda, optar por adquirir energia exclusivamente de fontes renováveis. Dessa maneira, além da redução de custos e previsibilidade orçamentária, a empresa se torna mais sustentável.

Todas as empresas podem utilizar o Mercado Livre de Energia?

Ao conhecer o Mercado Livre de Energia e ficar interessado na sua utilização, é muito comum se questionar se todas as empresas podem utilizar esse ambiente de negociação.

Na verdade, existem limitações. Como essa é uma diferença importante em relação ao modelo tradicional de contratação de fornecimento de energia , vale ficar atento.

A regra é que o Mercado Livre de Energia é restrito aos clientes que consomem a partir de 500 kW de demanda. Assim, apesar de não haver restrições em relação ao tamanho do negócio ou tipo de regime tributário, há um limitador em relação ao consumo.

Convém saber que é possível somar a demanda contratada de diversos estabelecimentos para alcançar esses valores, desde que façam parte do mesmo grupo.

É importante saber que existem dois tipos de enquadramento nesse mercado. O consumidor Livre e o consumidor especial:

Tipos de enquadramento nesse mercado. O consumidor Livre e o Consumidor Especial
Tipos de enquadramento nesse mercado. O consumidor Livre e o Consumidor Especial

O consumidor livre pode adquirir tanto energia convencional quanto energia incentivada. Já o consumidor especial pode adquirir apenas energia incentivada.

Como a Genial Energy pode ajudar na economia de energia do seu negócio?

Agora que você já sabe o que é o Mercado Livre de Energia, como ele funciona e suas principais vantagens, é importante entender como participar dele.

Para isso, a Genial Energy pode ser uma excelente parceira nesse momento. Contando com mais de 20 anos de experiência no setor elétrico, A Genial Energy é braço de energia da Genial Investimentos que fornece o serviço Comercialização e Consultoria Energética especializada em Mercado Livre de Energia

A Genial Energy realiza diversas operações no mercado de energia com geradores, comercializadores e consumidores livres. Sendo assim, temos a capacidade de conduzir os clientes a conseguir o máximo benefício no Mercado Livre de Energia.

A Genial Energy será uma intermediária entre a sua empresa e as negociações no Mercado Livre de Energia.

Para isso, a Genial trabalho com o seguinte fluxo:

Etapas do fluxoDescrição das etapas
1º DiagnósticoPrimeiro avaliam-se as contas de energia para verificar a viabilidade para migrar ao Mercado Livre;
2º Análise de contratosDepois a Genial Energy analisa os contratos com distribuidoras para saber em que mês a unidade pode ser faturada no Mercado Livre;
3º MigraçãoApós a análise dos contratos, é possível realizar a solicitação de migração ao Mercado Livre. A Genial Energy oferece um suporte integral para todos os procedimentos, com adequação da Medição de Faturamento e adesão à CCEE (Câmara de Comercialização de Energia);
4º CompraDepois ocorre a compra de energia livre com o uso de inteligência de mercado e previsões de preços futuros. Tudo isso é proporcionado pela Comercializadora Genial Energy;
5º ConclusãoPor fim, é feita a conclusão do processo. Nessa etapa a Genial Energy representa a empresa na CCEE, apresenta relatórios e fornece a assessoria jurídica necessária para todas as etapas.
Fonte: Genial Energy

Entendeu como é possível economizar energia e qual é a relevância do Mercado Livre de Energia para isso? Como você percebeu, contar com a assessoria e a consultoria da Genial Energy é uma forma de ter mais tranquilidade e aproveitar melhor a possibilidade de negociar condições e reduzir custos!

Ficou interessado em migrar sua empresa para o Mercado Livre de Energia ou conhecer uma outra consultoria? Conte sempre com Genial Energy!

Veja agora como economizar energia na sua casa? 

Abaixo preparamos para você uma lista com 8 dicas essenciais para que você possa economizar no consumo de energia elétrica na sua residência e de quebra contribuir para a redução do valor da sua conta no final do mês.

Você já parou para pensar que através economia de energia você pode reinvestir o valor através de uma reserva de emergência ou aumento do seu patrimônio?

1. Aproveitar a iluminação natural 

A economia de energia pode começar desde a construção do imóvel ou durante possíveis reformas. Isso é feito pelo projeto, visando aproveitar a possibilidade de utilizar a iluminação natural. Desse modo, você não precisará tanto de energia elétrica. 

Com determinadas técnicas e estratégias, é possível explorar ao máximo a iluminação solar para que não seja necessário utilizar lâmpadas enquanto ainda é dia. Assim, se você tem esse objetivo, vale a pena ficar atento a essa questão. 

2. Utilizar materiais que tragam conforto térmico 

Entre os equipamentos domésticos que trazem um gasto mais elevado de energia estão o ar-condicionado e o aquecedor. Dessa forma, seguindo as dicas de construção e reformas, é importante utilizar materiais que tragam mais conforto térmico. 

Com projetos inteligentes e conscientes, é possível fazer um isolamento que garanta menos frio no inverno e menos calor no verão. Ainda, a própria posição da construção em relação ao sol também deve ser considerada. 

A partir de cuidados relevantes, os gastos com ar-condicionado ou aquecedor podem ser diminuídos sensivelmente, diminuindo a conta de energia elétrica. Já ao adquirir os equipamentos, busque sempre aqueles com maior eficiência energética. 

3. Pintar paredes com cores claras 

Você sabia que pintar as paredes do imóvel com cores claras reduz o gasto com energia? Além de o ambiente ficar mais claro e demandar menos luz artificial, isso acontece por conta do conforto térmico gerado pelas cores. 

Principalmente em locais mais quentes, as paredes claras ajudam a refletir a luz do sol e evitar a retenção de calor. Isso torna o imóvel mais fresco no verão, diminuindo a necessidade de ar-condicionado. 

4. Considerar o uso de energia solar 

Você já pensou em utilizar a energia solar na sua casa ou apartamento? Apesar de haver custos com a instalação dos equipamentos e da rede necessária, eles podem ser compensados com a economia de energia ao longo do tempo.  

Existem diversas estratégias para isso, que dependem do local de instalação, objetivos e despesas. É possível, por exemplo, utilizar a energia solar apenas para o aquecimento de água (reduzindo os custos com chuveiros elétricos, que são um dos vilões dos gastos). 

Contudo, em projetos maiores, grande parte da energia gasta na casa pode vir de geração própria. Isso reduz consideravelmente os custos mensais. Ainda que a instalação traga despesas mais relevantes, pode valer a pena no longo prazo. 

A ideia aqui é contar com empresas e parceiros especializados na instalação e análise das condições da energia solar. Desse modo, você consegue ter um custo-benefício compatível com suas expectativas e necessidades. 

5. Trocar os aparelhos e maquinários ultrapassados 

As empresas costumam ter mais aparelhos e equipamentos do que uma residência. Isso acontece, principalmente, por conta do maquinário utilizado para a produção, os itens que funcionários da administração precisam e aqueles para atendimento dos clientes. 

Por isso, considerar o consumo energético desses aparelhos faz uma diferença proporcionalmente maior do que nas residências.  

Além de conscientizar toda a equipe para tornar a utilização mais eficiente, com o desligamento em momentos de inatividade, também é preciso realizar revisões frequentes. De forma geral, equipamentos mais antigos tendem a gastar mais. 

Ademais, o consumo de energia é um tema que ganhou força nos últimos anos, principalmente pela maior conscientização ambiental. Portanto, os fabricantes começaram a pensar mais nessa questão e criar equipamentos mais econômicos. 

Isso atrai mais interessados e, ao mesmo tempo, promove a consciência ambiental, tendo em vista que a produção de energia agride o meio ambiente. Dessa maneira, ter atenção a equipamentos mais antigos e realizar a troca pode ser uma forma eficiente de economizar energia. 

Nas novas compras, vale a pena ficar de olho no Selo Procel de Economia de Energia. Ele é uma certificação criada pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica em 1993. 

Com parcerias junto ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), o Procel avalia a eficiência do consumo energético de equipamentos. É comum que os itens venham com um adesivo com essa classificação, informando seu consumo médio. 

Na prática, a aquisição de novos equipamentos deve ser aliada ao planejamento financeiro do negócio, considerando que a compra de novos itens traz custos relevantes para a organização.  

6. Verificar se os equipamentos têm a função stand by 

Você já ouviu falar do stand by? Ele é uma função de equipamentos e dispositivos eletrônicos que desliga o item temporariamente, mas faz com que ele continue recebendo energia. 

A ideia é tornar o religamento mais rápido: muitas funções ficam ativas durante o stand by e não precisam ser iniciadas novamente ao ligar o aparelho. Essa função traz vantagens importantes, principalmente para tornar a utilização mais ágil. 

Contudo, o stand by também acarreta um gasto mais elevado de energia. Apesar de o consumo nesse modo ser muito menor do que quando o aparelho está ligado e em utilização, ainda assim há consumo energético. 

Caso a empresa tenha diversos aparelhos com essa função, a conta pode se tornar bastante alta pelo volume de equipamentos. Então verifique se há o stand by, se ele está sendo utilizado e pesquise como realizar o desligamento completo caso faça sentido para a empresa. 

Geralmente, os equipamentos possuem uma indicação de que está em stand by, como uma luz ou outro marcador. Essa prática de desligamento total, quando não atrapalhar o andamento das atividades da empresa, pode acarretar uma economia relevante. 

7. Avaliar as lâmpadas utilizadas 

Outro item que pode acarretar grandes gastos de energia em empresas são as lâmpadas. Principalmente em locais em que há um ambiente amplo, como galpões, imóveis e fábricas, a iluminação costuma ser feita por diversas luminárias. 

Da mesma maneira que os equipamentos, as lâmpadas evoluíram para soluções que consomem menos energia. As lâmpadas de LED, por exemplo, são mais eficientes e podem consumir até 85% menos energia que as fluorescentes. 

Em empresas maiores e com grande quantidade de iluminação artificial, trocar todas as lâmpadas pode economizar muita energia. É comum que o custo da compra e troca desses equipamentos seja rapidamente compensado por meio da economia nas contas de luz. 

Assim, se sua empresa ainda utiliza lâmpadas antigas, pensar na troca desses itens é um dos passos para economizar energia no negócio. 

8. Fazer revisões regulares na instalação elétrica 

Outro fator que pode trazer bastante economia de energia é a manutenção correta da instalação elétrica. A revisão de toda a fiação e outros equipamentos ligados à parte elétrica na empresa tem dois objetivos. 

O primeiro é garantir a segurança do negócio. Infelizmente, curtos-circuitos e outros problemas podem causar danos graves ao estabelecimento, como incêndio, queima de equipamentos e perda de dados de computadores. 

Ademais, a revisão na instalação elétrica pode trazer economia de energia. Quando um profissional realiza essa prática, ele pode identificar a necessidade de reformas ou trocas de fiação, por exemplo. 

Assim, questões como fuga de energia, sobrecargas e curtos são solucionadas e toda a rede se torna mais eficiente. Isso pode trazer reflexos para a conta de energia, tendo em vista que os riscos e a utilização inadequada de energia são reduzidos.

Você já parou para pensar que através economia de energia você pode reinvestir o valor através de uma reserva de emergência ou aumento do seu patrimônio?

Genial Energy

Genial Energy

Somos a área de energia da Genial, fornecemos os serviços de Comercialização e Consultoria Energética especializada em Mercado Livre de Energia com objetivo de reduzir o custo de energia para consumidores finais.

Ver todos os artigos
Campanha Institucional - Ativação - Abra sua conta

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!