Você sabe como funciona a previdência privada? Devido a um déficit nas contas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) esse assunto tornou-se ainda mais recorrente e importante para a vida de qualquer brasileiro. Afinal, não é possível prever se futuramente o Governo Federal conseguirá arcar com o benefício para todos os aposentados e pensionistas.

Além disso, o problema é agravado pelo fato de a população brasileira estar envelhecendo. Diante desse cenário, investir em planos de previdência privada pode ser uma ótima maneira de garantir um futuro tranquilo e contar com uma renda segura para a sua aposentadoria.

Além de a previdência privada poder ser encarada como uma solução para complementar a renda da aposentadoria pública, a aplicação torna possível ainda realizar outros sonhos em longo prazo. E isso é algo bastante positivo, não é mesmo?

Se você tem dúvidas sobre como funciona esse investimento, veja, a seguir, como funcionam os planos previdenciários, quais as modalidades disponíveis no mercado e quando vale a pena ter um. Acompanhe.

Como funciona a previdência privada?

Nesse produto, o investidor efetua depósitos periódicos (pode ser mensalmente ou a cada dois meses, por exemplo) e o capital será investido em um fundo de previdência para render.

Na previdência privada, os investimentos têm como função garantir o aumento de patrimônio do indivíduo. Após o acúmulo de recursos, chega-se o momento de decidir se vale a pena retirar toda a quantia investida ou resgatar mensalmente um valor estipulado para garantir uma renda mensal para o participante.

Há planos que podem oferecer coberturas adicionais de risco combinada à previdência. Por meio destas, estão previstos pagamento ou pensão em casos de morte ou invalidez. Esse investimento funciona como um seguro, mas acaba reduzindo o valor da parcela da sua aposentadoria no momento do resgate. 

Por isso, vale a pena ler com atenção o contrato ao aderir a um plano de previdência para evitar assinar um contrato padrão que inclua um serviço não solicitado. 

ebook previdência privadaQuando vale a pena optar por um plano de previdência?

Os planos são recomendáveis para as pessoas que ganham acima do teto do INSS. No cenário atual, quem depender exclusivamente da aposentadoria pública, certamente terá a sua renda reduzida e, consequentemente, diminuirá o padrão de vida ao se aposentar.

Como dissemos, trata-de um investimento  extremamente útil para auxiliar a realizar as metas de longo prazo (principalmente se forem acima de cinco anos). Entre elas, estão a criação de uma reserva com o intuito de custear a faculdade dos filhos, viagens internacionais, abrir um empreendimento ou investir na compra da casa própria.

Tipos de previdência existentes

Já abordamos, no início deste texto, que os planos ajudam na realização de objetivos em longo prazo. Porém, é muito importante ficar atento em relação à escolha. Uma opção equivocada pode ocasionar  perdas de rentabilidade. Por isso, é muito importante saber como funcionam cada uma das modalidades. 

Explicaremos na sequência os tipos de previdência disponíveis no mercado. Apresentaremos as principais características de cada um para que você possa realizar a sua escolha de maneira tranquila e segura e, assim, assegurar um futuro tranquilo para você e sua família. Continue lendo!

PGBL

O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) oferece a vantagem de abater 12% da renda bruta anual na declaração do Imposto de Renda (IR) do ano subsequente. Por possuir  essa característica, trata-se de um plano  indicado para quem realiza o modelo completo da declaração do tributo. Porém, a dedução só vale para quem já contribui para a Previdência Social ou regime próprio de previdência de servidores públicos.

Vamos explicar como funciona. Caso você receba uma renda anual de, por exemplo, R$60 mil, você sofreria uma retenção de 27,5% do tributo (o que equivale R$16,5 mil).

Por outro lado, caso aplique R$7,2 mil (12% de R$60 mil) em um PGBL, você terá o direito a receber uma dedução de 27,5% da quantia aplicada no plano. No ano seguinte, o abatimento será de R$1.980,00 (27,5% de R$7,2 mil).

VGBL

O Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) não oferece a vantagem de adiamento do pagamento de impostos igual ao PGBL. O IR incide sobre o rendimento do plano. Devido a essa característica, essa aplicação é mais indicada a aqueles que entregam o modelo simplificado de declaração do Imposto de Renda ou aos consumidores que desejam investir recursos que ultrapassem o limite de 12% dos ganhos anuais.

O VGBL ainda é considerado uma espécie de seguro de vida. Isso porque, em caso de morte ou invalidez do titular do plano, os dependentes passarão a ter, imediatamente, o direito de contar com o saldo acumulado.

Além disso, em alguns Estados, não há a cobrança do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD). Por causa dessas características, o plano também é muito benéfico aos indivíduos que desejam fazer o planejamento sucessório.

Quais são os regimes de tributação da Previdência Privada?

Regime progressivo

Esse regime é o mais recomendado aos indivíduos que fazem contribuições visando objetivos de curto é médio prazo. Dessa forma, a opção é indicada às pessoas que estão próximas de se aposentar ou que desejam fazer saques em pouco tempo.

Nesse modelo, a alíquota do tributo oscila conforme o valor do benefício a ser recebido. O imposto é cobrado de acordo com a tabela abaixo:

Renda da aposentadoria (R$) Alíquota (%)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65      7,5
De 2.826,66 até 3.751,55      15
De 3.751,06 até 4.664,68     22,5
Acima de 4.664,68              27,5

Regime regressivo

Esse regime é o ideal para quem deseja fazer saques em longo prazo. Isso porque as alíquotas do Imposto de Renda diminuem com o passar do tempo. Nesse modelo, os tributos são cobrados da seguinte maneira:

Período Alíquota (%)
0 a 2 anos 35
2 a 4 anos 30
4 a 6 anos 25
6 a 8 anos 20
8 a 10 anos 15
mais de 10 anos 10

Vale a pena fazer aporte único ou aportes mensais?

Na maioria das situações é indicado fazer depósitos todos os meses, pois isso favorecerá a disciplina dos seus investimentos. Essa prática garantirá  maior rentabilidade do plano devido ao efeito dos juros compostos. Ou seja, os valores que forem depositados renderão de forma contínua com o passar do tempo. 

Os planos de previdência são muito eficazes para complementar os ganhos da aposentadoria pública e garantir um futuro tranquilo.

Se ficou interessado em investir, procure a equipe de especialistas da Genial Investimentos e escolha o modelo que mais atende às suas necessidades. Abra sua conta agora!

abra sua conta

Genial

Genial

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Deixar um comentário