Investir em imóveis é o sonho de muitos brasileiros. Alguns produtos financeiros, como os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) podem tornar essa conquista muito mais simples, barata e livre de grandes burocracias. O universo dos FIIs é grande, com oportunidades e ativos para todos os perfis de investidores.

Uma das opções de investimento em FIIs são os fundos de CRI. Nesse tipo, ao contrário dos tradicionais fundos de tijolo, em que o investidor adquire cotas de um conjunto de imóveis, os ativos são os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), títulos de renda fixa de crédito privado que representam uma promessa de pagamento futuro com juros.

Neste post, vamos falar sobre as características dos CRIs e explicar quais as vantagens de investir neste ativo através dos fundos imobiliários.

O que é um CRI?

Antes de falar sobre os pontos positivos dos fundos, vamos entender o funcionamento dos Certificados de Recebíveis Imobiliários. Os CRIs são instrumentos de financiamento do mercado imobiliário brasileiro emitidos por securitizadoras com o objetivo de antecipar para as construtoras recursos para o desenvolvimento e/ou pagamento de imóveis financiados a longo prazo. Contudo os CRIs não servem para antecipar apenas financiamentos imobiliários, mas também aluguéis e contratos de compra e venda.

Na prática, funciona da seguinte maneira:

  • A construtora ou incorporadora lança o empreendimento imobiliário.
  • A construtora ou incorporadora contrata uma securitizadora, que irá transformar as parcelas do financiamento dos compradores dos imóveis em títulos de crédito, nesse caso, o CRI.
  • Esses títulos são oferecidos a investidores que poderão aplicar recursos e receber, após o período determinado, o dinheiro de volta acrescido de juros.
  • A construtora ou incorporadora recebe antecipadamente os valores devidos, os compradores parcelam o pagamento dos imóveis e os investidores financiam a operação, sendo remunerados através de juros.

A rentabilidade do investidor com os CRIs irá variar de acordo com o título contratado. Esses juros podem ser recebidos no vencimento da aplicação (normalmente, de longo prazo) ou de forma mensal, semestral ou anual, conforme previsto no momento da contratação. Geralmente, os juros são mensais, trimestrais e semestrais. Dificilmente serão no vencimento. As amortizações, contudo, ficam para o final ou ocorrem durante a vida do ativo.

Os CRIs não contam com cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), mas geralmente têm como garantia os próprios imóveis das operações, que podem ser de finalidade residencial ou corporativa, além da própria obrigação do cedente e de outras garantias que podem fazer parte da operação.

Como os CRIs são remunerados?

Os CRIs normalmente são remunerados nas modalidades: prefixado; pós-fixado; ou híbrido  (combinando os dois modelos). Nos fundos, 95% dos resultados devem ser obrigatoriamente distribuídos periodicamente ao investidor.

Como citado, os CRIs são, em geral, investimentos de longo prazo. Mas essa não é uma preocupação para quem investe em CRIs por meio de fundos imobiliários, pois as cotas podem ser vendidas independentemente do prazo de vencimento dos ativos. Nesse caso, o único critério para a negociação de cotas é a liquidez, ou seja, existir alguém na outra ponta com interesse em comprar as cotas.

ebook fundos imobiliários

Vantagens do investimento em CRIs via fundos imobiliários

Você deve estar se perguntando: Por que investir em CRIs através de fundos imobiliários se é possível aplicar diretamente nos ativos? A principal vantagem dos FIIs é a diversificação. Com uma mesma cota, o investidor está aplicando recursos em um conjunto de CRIs de diferentes emissores e indexadores. Essa diversificação diminui os riscos atrelados às operações.

Como os CRIs são geralmente investimentos de longo prazo e, em caso de venda antecipada no mercado secundário, o investidor pode sofrer deságio (perdas financeiras), os FIIs são vantajosos, pois o investimento é feito em cotas, e não diretamente no ativo. Ou seja, a saída antecipada da aplicação incorrerá em perdas apenas se, na venda, a cotação valer menos em relação ao preço pago inicialmente. Da mesma forma, se as cotas se valorizarem na venda, o investidor pode obter lucro com a variação positiva nos preços.

Outro ponto a favor dos FIIs em relação ao investimento direto em CRIs é o menor capital necessário para as aplicações. Em geral, as cotas dos fundos imobiliários são negociadas na B3 em torno de R$ 100,00. Já o investimento inicial mínimo em um CRI é de R$ 1 mil, com as melhores oportunidades de remuneração em investimentos iniciais mais altos, chegando a R$ 20 mil. Logo, os FIIs democratizam e simplificam o acesso do pequeno investidor aos CRIs.

Como investir em fundos de CRIs?

As cotas dos FIIs são negociadas na Bolsa de Valores, assim como acontece no mercado de ações. Os FIIs que investem em CRIs e outros títulos imobiliários são conhecidos como fundos de papel e para investir em um deles é preciso ter conta em uma corretora de valores, como a Genial Investimentos. A abertura de conta é gratuita, simples e todo o processo é realizado de forma 100% digital.

Na hora de escolher um fundo imobiliário, sempre verifique as taxas cobradas, como a de administração, por exemplo. Como mencionado, a alocação dos recursos e a gestão do portfólio é designada a um gestor devidamente qualificado para a função. Esse profissional é remunerado pelas taxas cobradas. Obviamente, quanto menor a taxa, melhor será a rentabilidade com o fundo.

Na hora de escolher um FII, o recomendável é avaliar a performance do fundo, desde seu lançamento até o histórico do gestor. Essas e outras informações podem ser encontradas na lâmina do fundo, normalmente disponibilizada na página oficial do FII ou no website do gestor.

Na Genial, além de não haver taxa de corretagem para a negociação de FIIs, os clientes ainda contam com suporte do time de assessores de investimento, aptos a tirar dúvidas, trazer informações e auxiliar na tomada de decisões, seja qual for a classe de investimentos e o capital disponível para alocação.

Como sempre dizemos neste blog, o investimento ideal é aquele sintonizado com os seus objetivos financeiros, valores disponíveis e perfil de risco. Abra sua conta hoje mesmo e aproveite as oportunidades que os FIIs, assim como outros investimentos, oferecem para a construção do seu patrimônio.

Abra sua conta na Genial Investimentos - Banner Post

Publicado por Genial Investimentos

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *