Podemos entender a inflação como a variação nos preços dos produtos e serviços praticados nos estados brasileiros. Existem diversos índices utilizados para identificar esse fator, como é o caso do IGPM. 

A variedade de indicadores reflete a grande quantidade de itens a serem avaliados em relação ao seu preço. Por isso, a inflação pode ser diferente dependendo do que se considera. E é fundamental conhecê-la, já que ela afeta seu dia a dia. 

A inflação é uma das responsáveis pelo aumento no financiamento de imóveis, por exemplo. Ela também é observada nos seus gastos no supermercado, especialmente quando eles são maiores devido à alta nos preços de determinados produtos. 

Neste artigo, você entenderá o que é o IGPM, como o índice funciona e como ele pode afetar a sua vida e os seus investimentos. Continue a leitura e confira! 

O que é IGPM? 

O IGPM significa Índice Geral de Preços do Mercado e é um dos índices que medem a inflação. Esse indicador de preços é utilizado principalmente para cálculo de correção de contratos de aluguel e algumas operações imobiliárias. 

Além disso, ele é usado como indexador de algumas tarifas, servindo como base para cálculos no preço da energia, por exemplo. Assim como outros índices de preços, o IGPM considera uma cesta de produtos em determinado período. 

Como se trata de um índice que mede a inflação, o IGPM funciona como um termômetro da atividade econômica nacional. Em geral, quando o consumo aumenta, os preços também tendem a subir. Dessa forma, ocorre a inflação deles, estando relacionado à lei da oferta e demanda. 

Saiba Mais: IGPM: o que é e como funciona o Índice Geral de Preços Mercado

Como ele é composto? 

O principal diferencial do IGPM é considerar, além de preços de varejo, também preços de indústria, atacado, construção civil e agronegócio. O cálculo desse índice é composto por uma ponderação de outros indicadores. 

Assim, o IGPM é formado por: 

  • 60% de Índice de Preços no Atacado (IPA); 
  • 30% de Índice de Preços ao Consumidor (IPC);  
  • 10% de Índice Nacional de Construção Civil (INCC). 

Para que o IGPM serve? 

Como você viu, o IGPM é um medidor de inflação. Assim, ele pode ser utilizado para avaliar o poder de compra da população brasileira. Entretanto, esse indicador tem usos práticos não apenas no dia a dia de consumidores, mas também de quem está investindo. 

Entre as utilidades do IGPM, podemos destacar: 

  • Correção de valores em contratos de aluguel; 
  • Aumento no preço de bens e serviços, como telefonia e energia elétrica; 
  • Reajuste de investimentos, como títulos públicos e debêntures

Dessa forma, se você quer investir melhor seu dinheiro, é importante avaliar o IGPM. Em conjunto com outros índices, ele pode ajudar a entender o comportamento do mercado financeiro na hora de otimizar seus ganhos. 

Além disso, o aumento no IGPM pode indicar não apenas que o poder de compra diminuiu, mas também que existe instabilidade na economia.  

Isso afetará os investimentos porque reflete a desconfiança do mercado em relação ao futuro. Por esse motivo, as decisões tomadas por você devem considerar esse movimento. 

Quando o IGPM é divulgado? 

O período de coleta de informações de preços para o IGPM acontece entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência. 

A divulgação do IGPM ocorre, normalmente, no último dia útil do mês. O índice é divulgado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

Qual é a relação do IGPM com os investimentos? 

Alguns indicadores de inflação podem ser usados como referência em taxas de aplicações de renda fixa. Por exemplo, o Governo Federal disponibiliza Títulos Públicos indexados ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).  

Mas, ainda que não existam títulos indexados ao IGPM para venda, segue importante considerá-lo. Como você viu, o IGPM é um índice de preços que pode representar uma ameaça ao valor do dinheiro ao longo do tempo.  

Como investidor, você deve ter em mente que, ao analisar os seus investimentos, precisa sempre calcular a rentabilidade real deles. Isso significa que é necessário considerar a rentabilidade do investimento menos o valor da inflação.  

Afinal, como no caso de outros índices, consequentes altas no IGPM representam perda no valor do dinheiro. Dessa forma, você pode ser mais ou menos influenciado, de acordo com as suas aplicações financeiras.  

Investimentos atrelados à inflação apresentam uma rentabilidade real. Assim, é importante sempre averiguar qual a performance da sua carteira em relação aos índices de preços. Por meio dessa análise se torna viável entender se o investimento está realmente gerando valor. 

Quando estamos em uma economia em desenvolvimento, como no Brasil, é ainda mais relevante considerar isso. De modo geral, quanto maior o prazo do investimento, mais devemos protegê-lo da inflação. 

Calculadora do Cidadão é uma ferramenta oferecida pelo Banco Central que permite calcular a correção de valores ao longo de um determinado período pelo IGPM. Outros índices também podem ser utilizados. Se for do seu interesse, não deixe de conhecê-la. 

Qual é a influência dele em financiamentos e empréstimos? 

Depois de entender como o IGPM influencia nos seus investimentos, é importante também conhecer como o índice está relacionado com outros fatores, como financiamentos e empréstimos. 

O principal setor em que o IGPM está presente é o de construção civil. Ao fazer um financiamento com construtoras, por exemplo, é comum que exista uma correção dos valores do contrato pelo Índice Geral de Preços do Mercado. 

No entanto, antes de assumir qualquer financiamento que seja indexado por um índice de preços, é fundamental fazer uma análise minuciosa. Isso é importante para observar se há grandes oscilações nas prestações. 

Afinal, se as parcelas a serem pagas dependem de um índice a futuro, muitos setores econômicos e variáveis interferem nessa apuração. Prazos muito longos, por exemplo, expõem o tomador de crédito por um período maior durante a vigência do contrato de financiamento. 

Portanto, se você investe no ramo imobiliário ou tem um imóvel alugado ou um financiamento, acompanhe o IGPM. 

Acompanhar os índices de inflação da economia, como o IGPM, é um hábito importante. Embora pareçam números distantes, eles podem afetar diretamente nossas finanças. Lembre-se de que esses indicadores sinalizam uma tendência econômica e permitem embasar a tomada de decisão. 

Gostou do conteúdo? Siga nossos perfis nas redes sociais para receber os novos materiais em primeira mão! Estamos no InstagramFacebookLinkedInYouTube e Twitter

Comentários