Para quem está começando no ramo de investimentos, entre muitas dúvidas, as principais são aquelas que estão em formato de siglas, não é verdade? IPA-M, IPC, IGPM, etc. São muitas variedades, e compreender todos os termos é essencial, pois eles fazem parte do mundo dos investidores.

Para começar a auxiliar você neste momento, iremos explicar o que é o IGPM e como ele pode afetar a sua vida financeira. Isso porque, o IGPM tem uma grande importância para a saúde financeira do país. Como um dos principais indexadores, ele serve como termômetro da economia. Desta forma, acaba servindo de influenciador também nos investimentos.

Por exemplo, muitos ativos que passam pelo IGPM, como por exemplo, o Tesouro Direto, são aplicações que atreladas ao indexador e mexem com a economia local e nacional. Entender o que é IGPM e como esse índice afeta a alta de preços é muito importante na boa avaliação do mercado financeiro.

Quem busca formas de investir o dinheiro de maneira otimizada, toda informação é essencial. Continue acompanhando o post e saiba mais!

O que é IGPM? 

O IGPM está entre aquelas tantas siglas que fazem parte do universo dos investimentos. O termo significa: Índice Geral de Preços do Mercado. E, se você ainda não conhece o IGPM, é importante destacar o que é IGPM acumulado também. Isso porque, é muito importante na sua rotina diária saber como investir corretamente.

Ele foi criado no final dos anos 1940 com o intuito de medir o fluxo de preços, servindo como instrumento importante para índices do mercado. A partir disso, o IGPM se tornou um tipo de indicador de inflação, que é calculado pela FGV mensalmente. Nele é possível registrar todo o movimento do valor dos insumos, que podem ser desde matérias-primas (agrícolas ou industriais) até produtos e serviços que chegam até o consumidor final.

Além disso, o IGPM também pode ser mais conhecido como a “inflação do aluguel”. Isso porque, muitos dos contratos de imóveis, em geral, sofrem ajustes em relação à sua própria variabilidade. Assim, o IGPM é um indicador que acaba medindo a variabilidade de preços dentro do sistema econômico brasileiro. Sua função principal é de monitorar as alterações do valor da moeda, bem como dos preços em geral.

Saiba Mais: O que é o IGPM e como ele pode afetar suas decisões de investimento?

Como calcular o IGPM? 

Para calcular o IGPM é importante saber o real valor dos reajustes, seja para imóvel ou para avaliação de índices macroeconômicos da inflação.

O cálculo do IGPM é baseado em alguns indicadores como veremos a seguir:

  • IPA-M → Índice de Preços do Atacado – Mercado;
  • IPC-M → Índice de Preços do Consumidor – Mercado;
  • INCC-M → Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado.

Para ser calculado, o IGPM traz consigo um conjunto de elementos diversos, que nos ajudam a entender a fórmula e ver como é importante. Com ele, é possível ter mais noção de como anda a economia nacional no momento exato, índice inflacionário, entre outros.

Além disso, o IGPM, enquanto indicador, cumpre também sua função de ser um indexador para vários tipos de contratos, tais como:

  • aluguel;
  • tarifas públicas;
  • seguros,
  • entre outros.

Assim, podemos ver claramente que o IPGM pode influenciar diretamente a nossa vida cotidiana. Uma vez que, nestes gastos comuns, as finanças podem ser impactadas, por exemplo, em:

  • mensalidades escolares e universitárias (educação);
  • alocação comercial e residencial (imobiliária);
  • tarifas de luz (energia);
  • modalidades de seguros;
  • planos de saúde.

Por isso, para quem costuma ou pretende investir, é muito importante saber o que é IGPM e qual seu impacto nos setores econômicos. Se ele for usado como parâmetro no momento de avaliar certos valores, ele pode ser de uma ajuda imprescindível. Por sua vez, quem o acompanha e entende sua fórmula e mecanismo, pode estar levando vantagem sobre quem não tem noção do que ele é. Com importantes dados nas mãos, é possível realizar investimentos sempre melhores.

Depois de saber sua importância, o IGPM é calculado todo mês pela movimentação de valores de matérias-primas e serviços. A sua coleta de dados sempre é feita entre o dia 21 do mês anterior e o dia 20 do mês vigente.

O que é IGPM Acumulado? 

O IGPM acumulado é apenas um tipo de cálculo realizado com os valores mensais do próprio IGPM. Simples não? Ele se utiliza da mesma planilha de custo de juros compostos. Por exemplo:

Em março de 2020, o índice seria de 0,01% e no próximo mês, de 0,88%, temos que multiplicar cada uma das taxas: 1,0001 (*) 1,0088 = 1.0089. Então, temos: 0,89% em abril de 2020, este é o IGPM acumulado real.

Mas, onde podemos ver e fazer esse acompanhamento? Basta entrar no site do IBRE (Instituto Brasileiro de Economia), em que é possível acompanhar a evolução mensal. Além disso, você pode ver também no cálculo:

  • IPA-M: 60% das variações de preços dos produtos industriais e agropecuários;
  • INCC-M: 10% dos custos de construções habitacionais;
  • IPC-M: 30% da variação de preços das principais despesas do consumidor final.

Quanto mais alto o IGP-M, mais altos ficam os preços. Isto é, um IGP-M alto indica alta na inflação no país. Um exemplo do IGPM do ano passado, segundo a FGV (2019):

Mês/Ano Índice do mês (%) Índice acumulado no ano (%) 
Jan/2019 0,01 0,01 
Fev/2019 0,88 0,89 
Mar/2019 1,26 2,16 
Abr/2019 0,92 3,10 
Mai/2019  0,45  3,56 
Jun/2019 0,80  4,38 
Jul/2019  0,40  4,79 
Ago/2019 -0,67  4,10 
Set/2019 -0,01 4,09 

Quais as diferenças entre IGPM e IPCA? 

Basicamente, o IPCA é também um indicador, mas que avalia a inflação oficial medida pelo IBGE. Como essa medição, às vezes, sofre alterações, ela pode ser também realizada de formas diferentes, ocasionando um índice que se aproxima mais organicamente da realidade do mercado.

E como vimos, o IGPM busca replicar a inflação, mas que é composto por outros três índices. Porém, a principal diferença entre eles está nos períodos de coleta de informações, para a realização do cálculo. Por sua vez, os resultados dependem do fechamento, e algumas prévias (decêndios), podem trazer algumas parciais do índice.

Quais são os investimentos que estão atrelados ao IGPM?

Saiba que a aplicação irá render de acordo com as alterações que são fornecidas pelo índice, mais um percentual fixo, que pode ser definido na hora da aquisição do título. E detalhe: quando um investimento começa a render mais do que a inflação, é possível manter o poder de compra.

Certos investimentos acabam adotando o índice como tipo de parâmetro para seus investidores, como os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs).

Além disso, o IGPM também está atrelado a outros investimentos, veja quais:

Investimento em Tesouro

Também conhecido como NTN-C, os títulos do Tesouro via IGPM possuem juros a cada seis meses e que podem ser negociados quando foram criados. Apesar de hoje não ser possível realizar o investimento, não significa que não se possa ter opções de aplicações ao índice de inflação.

Na Genial Investimentos, é possível conseguir papéis no Tesouro IPCA, que são seguros e altamente sugestivos para investidores conservadores.

Com uma rentabilidade híbrida, há uma taxa de juros que ocorre no ato da compra e que se acrescenta à variação do índice. Geralmente, o retorno tende a ser maior do que a inflação.

Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) 

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários são ativos de renda fixa em que os investidores recebem o valor corrigido tanto pelo IGPM ou pelo IPCA. Assim, os CRIs são resguardados pelas operações vinculadas ao mercado imobiliário, entre a figura do credor e do devedor, através de contratos de aluguéis.

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

Aplicação semelhante à LCI, isenta do IR e protegida pelo FGC. A principal diferença é que se encontra no setor ligado ao agronegócio.

Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

Uma forma mais tranquila de investir no mercado imobiliário. Como é híbrida, tende a render conforme taxas prefixadas ou pós fixadas, como o IPCA, mas também se atrela em títulos vinculados ao IGPM.

Vimos que o IGPM é um dos índices mais importantes que servem para monitorar seu investimento e tomar a decisão mais certa. Portanto, valorize seu capital protegendo-o da desvalorização.

Gostou destas informações? Entendeu o que é o IGPM e como funciona? Está pronto para começar a planejar seus investimentos pela Genial Investimentos? Abra agora uma conta na Genial Investimentos!

Comentários