A tecnologia já transformou consideravelmente o mercado financeiro e continua cada vez mais presente. Com o objetivo de otimizar e automatizar operações, por exemplo, é possível recorrer ao robô investidor.

Além dele, existe o robô trader, cujo funcionamento tem diferenças importantes. Ao conhecer como essas ferramentas atuam quanto aos ativos e derivativos financeiros, você poderá saber se elas são convenientes para a sua realidade.

Na sequência, nós, da Genial Investimentos, mostramos o que são o robô investidor e o robô trader e quais as diferenças entre eles. Confira!

O que é um robô investidor?

Como vimos, a automação de parte das atividades no mercado financeiro pode acontecer com a utilização do robô investidor. Essa é uma solução tecnológica que alia recursos de programação computacional a dados estatísticos e estratégias pré-definidas.

É preciso saber que, apesar do nome poder sugerir isso, robôs investidores não são figuras humanoides. Trata-se de algoritmos e programas de computador que podem ser adotados por investidores.

Como funciona o robô investidor?

O funcionamento de um robô desse tipo se baseia nas conexões que ele é capaz de fazer entre informações. É comum que sejam utilizados dados como o seu planejamento financeiro, as condições do mercado e o seu perfil de investidor.

A partir de uma análise complexa das informações, o robô pode identificar oportunidades no mercado financeiro e apresentar uma carteira para você. Ele também pode fazer o manejo de portfólio para equilibrar o risco, propondo mudanças estratégias para atingir certos resultados.

Logo, a principal função dele é otimizar a alocação de recursos, favorecendo a tomada de decisão e reduzindo os riscos de ocorrerem erros humanos. Devido ao seu funcionamento, o robô investidor pode ser conhecido como robô consultivo ou robô advisor.

O que é um robô trader?

Outra oportunidade de otimizar processos no mercado financeiro está com o uso de um robô trader. Essa é uma ferramenta que foca em operações de curto prazo. Logo, em vez de investimento, ele é orientado para a especulação na bolsa de valores.

Frequentemente, essa ferramenta também é chamada de robô day trader. Isso se dá porque é mais comum que ele seja utilizado para operações de day trade — aquelas que se iniciam e terminam durante o mesmo pregão.

Como funciona o robô trader?

Como o robô trader busca oportunidades especulativas de curto prazo, é comum que a ferramenta realize uma análise técnica das condições do mercado. Dados como preço e volume de negociação estão entre os aspectos principais e o robô procura oscilações que gerem operações lucrativas.

Com a devida programação de parâmetros, ele pode abrir e fechar operações, buscando aproveitar essas oportunidades de duração menor. Uma vantagem é que a inteligência artificial tende a identificar padrões gráficos mais rapidamente que a mente humana.

Ao mesmo tempo, o especulador pode estabelecer limites de operação, como ao utilizar mecanismos de stop loss e stop gain. Assim, o robô encerra as posições automaticamente caso tais patamares sejam alcançados.

Mas fique atento: para definir se o robô trader é confiável para a sua rotina de investidor ou especulador, não basta saber como ele funciona. Selecionar uma ferramenta adequada, desenvolvida com qualidade, é essencial para os seus resultados.

Quais as diferenças entre robô investidor e trader?

Agora você sabe o que é o robô investidor e o trader. Como foi visto, eles são semelhantes em certos pontos, como a função de otimizar processos por meio da tecnologia. Mas também apresentam diferenças significativas.

O ponto principal é o tipo de operação realizada. O robô investidor age mais de forma consultiva. A partir das informações que ele oferece, você tem uma ideia de como agir para atingir suas metas. Em uma analogia, é como se fosse um GPS, mostrando uma rota até o destino de interesse.

Já o robô trader tem uma abordagem ativa. Ele não apenas acompanha como também realiza operações visando aproveitar oscilações de preços. Na analogia do veículo, é como se o robô fosse o motorista que o leva até o destino, em vez de apenas mostrar o caminho.

Por conta dessas diferenças, a estratégia do robô trader pode ser considerada mais agressiva que a do robô investidor. Porém, saiba que em determinadas ferramentas um robô advisor pode fazer a gestão completa, executando operações autorizadas pelo investidor.

Além disso, vale entender que o robô trader não toma decisões por conta própria. É preciso alimentar o programa com informação. Tanto um robô investidor do tipo advisor quanto um trader só é capaz de apresentar indicações ou fazer operações com base nos dados que recebe.

Então todos os resultados e as decisões dependem de como a inteligência artificial será ensinada. Ou seja, é preciso saber programar suas funções, a partir da base de dados e operações.

Quando utilizar cada ferramenta desse tipo?

Em geral, os robôs de investimento — sejam eles advisors ou traders — podem trazer vantagens. Eles ajudam a otimizar processos, diminuem o risco de falha humana ou de análises subjetivas e podem tornar o mercado mais acessível para investidores iniciantes.

Quem começa agora pode aprender com as operações propostas ou realizadas por robôs investidores, por exemplo. Porém, é preciso saber quando vale a pena utilizá-los. Afinal, eles podem não ser adequados em certas situações.

Você deve, primeiramente, estar disposto a incorporar a tecnologia para automatizar a presença no mercado de investimentos. Também é fundamental ter uma boa ferramenta e entender o que se encaixa em cada objetivo ou cenário econômico.

Ainda, é válido saber que as ferramentas não são excludentes. Ou seja, não é preciso escolher entre uma ou outra, necessariamente. Dependendo da situação, é possível utilizar ambos os recursos, se você for investidor e especulador.

Porém, saiba que a decisão é individual. Você deve avaliar seu perfil de investidor, seus objetivos financeiros e sua estratégia de investimento ou de especulação. Assim, é importante avaliar se, de fato, vale a pena usar esses recursos e como eles podem ser úteis para seu caso.

Conhecendo as diferenças entre o robô investidor do tipo advisor e o robô trader, é possível entender quando cada um pode ser utilizado de forma mais eficiente. Porém, o que realmente deve determinar a decisão são suas características pessoais — como perfil, objetivos e estratégia.

Quer investir da melhor forma? Aproveite tudo o que o mercado de investimentos tem a oferecer. Abra sua conta conosco e seja Genial!

Comentários