Uma informação relevante a quem quer negociar ações e outros investimentos da bolsa de valores é o seu horário de abertura e fechamento. Afinal, a compra e venda dos ativos e derivativos devem respeitar o funcionamento do pregão, tornando o conhecimento essencial para investidores. 

Mas, além da compreensão desse intervalo, vale a pena entender os fatores que afetam os preços ao longo do dia. Assim, aqueles que desejam investir precisam considerar uma série de elementos econômicos e políticos para o entendimento dos resultados apresentados no mercado. 

A seguir, você descobrirá detalhes a respeito da abertura e fechamento da bolsa e o que pode afetar esse panorama. Confira! 

Como funcionam a abertura e o fechamento da bolsa? 

A bolsa de valores brasileira (B3) pode ter diferentes horários conforme o tipo de mercado ou época do ano. Em geral, ela faz a sua abertura às 10h, em dias úteis. Porém, antes há o cancelamento de ofertas, às 9h30 e a pré-abertura, às 9h45.  

Já o fechamento do pregão ocorre geralmente entre 17h55 e 18h, quando as atividades são finalizadas. Nesse último intervalo, acontece o leilão (call) de fechamento.  

Durante o período final, as pessoas têm a chance de acompanhar e participar da negociação de ativos específicos (no geral, integrantes da carteira teórica do Índice Bovespa).  

O procedimento é importante a fim de dar transparência aos valores de fechamento. Portanto, o momento pode gerar insights valiosos relacionados às últimas negociações e os seus impactos nos preços dos ativos. Porém, como você viu, podem acontecer mudanças nessas informações.  

O que influencia os resultados no fechamento da bolsa de valores?  

Como você viu, os cinco minutos finais do pregão da B3 são marcados pelo leilão de ativos na call de fechamento. O breve intervalo oferece a chance a quem investe para a análise do mercado e de estratégias para potencializar os resultados com os investimentos. 

Confira quais elementos influenciam os preços no fechamento da bolsa

Fatores econômicos 

Uma interação complexa de questões econômicas pode moldar as negociações. Indicadores macroeconômicos — Produto Interno Bruto (PIB), inflação e taxa de juros (Selic), por exemplo —, exercem influência direta sobre as operações. Logo, variações nesses índices podem atingir a confiança de quem investe, provocando reflexos nos preços dos ativos ao longo do pregão. 

Além disso, decisões relacionadas a políticas monetárias e fiscais são capazes de alterar os preços praticados. Alterações na taxa Selic, por exemplo, podem impactar as estratégias dos investidores, levando-os a realizar modificações em suas posições na bolsa. 

Eventos globais, como crises e mudanças nas relações comerciais, não ficam apenas nas manchetes do dia. Eles podem afetar de modo expressivo os resultados das negociações, influenciando o fechamento. 

O desempenho setorial é outro aspecto determinante nessa questão. Novidades, regulamentações e avanços tecnológicos em determinadas áreas da economia têm o poder de atingir a perspectiva dos acionistas (o que pode refletir no preço dos papéis). 

Por fim, o comportamento do mercado internacional, incluindo o de ações e câmbio, também deve ser considerado. A sua dinâmica tem capacidade para influenciar as negociações locais, adicionando camadas de complexidade ao desempenho do pregão.  

Fatores políticos 

Os resultados no fechamento da bolsa também estão ligados à política nacional e internacional. Acontecimentos, decretos, decisões e outros elementos podem ter impacto no cenário financeiro, de modo geral. 

Mudanças súbitas nesses sentidos são capazes de desencadear incertezas, afetando a confiança dos investidores. Por consequência, as ações desencadeadas exercem influência sobre os ativos. Então os cenários de estabilidade política refletem na manutenção dos níveis de preços. 

As políticas econômicas adotadas pelo Governo Federal também desempenham papel relevante nesse contexto. Decisões a respeito de gastos públicos, reformas estruturais e medidas fiscais, por exemplo, impactam os resultados da bolsa de valores, moldando as expectativas de quem investe. 

Além disso, eventos políticos globais também podem ter implicações nas negociações que ocorrem localmente, sabia? Crises internacionais, disputas comerciais e mudanças nas relações diplomáticas, entre outros pontos, são capazes de gerar volatilidade e influenciar os números do pregão. 

O relacionamento entre governos e setores específicos da economia é ainda um ponto a ser considerado. Portanto, regulamentações, políticas setoriais e medidas governamentais específicas têm o poder de afetar o comportamento de determinados ativos no fechamento do dia. 

Fatores relacionados aos negócios 

O próprio desempenho das empresas que negociam os papéis nas bolsas é um elemento-chave no contexto de precificação dos ativos na B3.  

Resultados do período, anúncios de lucros e previsões financeiras, por exemplo, exercem influência sobre os investidores. Esses, por sua vez, podem alterar as suas estratégias de investimento com base nessas informações, gerando oscilações nos preços dos ativos. 

Outro ponto relevante é a gestão corporativa — como decisões estratégicas, mudanças de liderança e eventos internos nas organizações. Ela atinge a confiança dos acionistas, que podem agir de acordo com a visão que eles têm em relação à direção e eficácia da condução do negócio.  

Esse foi o caso das movimentações de Sam Altman. Em 17 de novembro de 2023, o então CEO da OpenAI havia sido demitido. Ele foi contratado pela Microsoft, que registrou fechamento recorde na bolsa de US$ 377,44. 

Dias depois, Sam foi recontratado pelo negócio que fundara, gerando nova reação dos investidores, com mais um aumento no preço dos papéis da companhia de Bill Gates.  

Eventos específicos em determinadas áreas da economia também influenciam o cenário. Inovações tecnológicas, lançamentos de produtos e regulamentações têm impactos no resultado das empresas em determinados setores e refletem nas negociações no pregão. 

Além disso, mudanças nas participações de mercado, fusões e aquisições podem agir sobre a cotação das ações. Assim, o monitoramento desses elementos é importante para os acionistas compreenderem as variações na bolsa. 

Qual é o impacto do mercado americano no Brasil? 

Agora você sabe que decisões e adoção de medidas por empresas e governos afetam os preços dos ativos negociados. Mas, além desses fatores, as movimentações ocorridas nos Estados Unidos têm reflexos sobre o que acontece na B3. 

As duas principais bolsas de valores dos EUA são também as maiores do mundo. Consequentemente, o que acontece nesses ambientes gera efeitos em todo o planeta. 

Em relação à B3, a primeira questão a ser observada é que as negociações no Brasil seguem os horários dos mercados norte-americanos. Por isso, a bolsa brasileira faz a sua abertura e fechamento seguindo o funcionamento adotado pelos EUA. 

Com o término do horário de verão nos Estados Unidos, por exemplo, o encerramento do pregão à vista no Brasil passa a ser às 18h. A sincronização colabora para as atividades dos investidores do país sul-americano, uma vez que permite a reação imediata a movimentos em terras norte-americanas. 

Além dessa questão, eventos econômicos e políticos nos EUA podem ter efeito nas decisões dos acionistas brasileiros.  

Anúncios de políticas econômicas, indicadores de desempenho e questões geopolíticas reverberam nas tendências globais. Do mesmo modo, os movimentos nas bolsas dos Estados Unidos geram impactos internacionais, influenciando os preços de commodities e moedas, por exemplo.  

Isso pode ter um impacto na economia do país sul-americano e nas decisões dos investidores locais, afetando as estratégias de investimento e precificação de ativos no Brasil. 

Panorama hoje: quais são as principais movimentações do mercado? 

Os EUA são de grande importância para o cenário econômico global e, como visto, o que acontece nas suas principais bolsas afeta até mesmo o horário de funcionamento da B3, certo? O entendimento sobre esse cenário dá uma visão geral da potência do mercado norte-americano. 

Depois dessa descoberta, você entenderá os principais movimentos que aconteceram na bolsa de valores nacional. As informações apresentadas são baseadas em análises de estrategistas de ações da Genial Investimentos.  

Os ativos brasileiros mantiveram negociações com descontos importantes em relação aos seus níveis de precificação nos anos que antecederam a 2023. Isso aconteceu especialmente com empresas de menor capitalização, ainda segundo a avaliação. 

Nos últimos meses de 2023, aconteceu uma notável entrada do investidor estrangeiro no Brasil. A alocação desse público atingiu R$ 31,8 bilhões, sendo esse o maior saldo até 13 de dezembro do período. 

Outro acontecimento demonstrou de que modo a política internacional afeta os resultados da bolsa de valores. A eleição do presidente argentino Javier Milei gerou impacto na B3 e em outros mercados ao redor do mundo. 

Logo, aqueles que desejam compreender os movimentos nas negociações precisam manter-se constantemente atualizados. Com a medida, será possível ter elementos relevantes para elaboração de estratégias de investimentos. 

Como acompanhar o mercado em tempo real? 

Descontos consideráveis e entrada significativa de capital estrangeiro no Brasil foram registrados no período de 2023. Isso aconteceu de maneira ampla, mas certas nuances são percebidas apenas com o acompanhamento cuidadoso do investidor. 

Por isso, é necessário que você tenha maneiras de monitorar o mercado. Saiba como obter informações para embasar os seus investimentos! 

Acompanhe notícias 

O primeiro passo diz respeito à atualização dos acontecimentos globais e locais. Mas, observe: não basta apenas ler o caderno de economia, certo? É preciso ter um olhar atento aos eventos que podem ter influência sobre a bolsa de valores na qual você investe. 

Logo, esteja atento às notícias econômicas, políticas e relacionadas a empresas. Afinal, mudanças e eventos nesses cenários são capazes de influenciar rapidamente os resultados de fechamento do pregão. 

A disseminação ágil de informações — especialmente em mercados tão conectados — pode impactar nas decisões de investimento. Por exemplo, alterações nas políticas governamentais, como variações na taxa Selic, têm poder sobre negociações nas bolsas. 

Considere ainda a divulgação de indicadores econômicos, como o PIB de um país. Se ele supera as expectativas do mercado, a confiança dos investidores pode ser impulsionada, afetando os preços dos ativos. 

Fatos políticos, como mudanças de liderança, também têm implicações diretas nos mercados financeiros. Uma modificação nas políticas governamentais tem potencial para criar oportunidades ou desafios para determinados setores, impactando as estratégias de investimento. 

Esteja atento aos anúncios das empresas 

O acompanhamento estratégico também passa pela atenção aos comunicados organizacionais. Eles podem gerar insights sobre o desempenho de determinadas áreas e empresas. Como exemplo, se uma companhia anunciou uma expansão, isso tende a afetar a cotação das suas ações.  

Anúncios de novos produtos ou serviços também são indicadores importantes. No caso de um negócio de tecnologia revelar um lançamento disruptivo, por exemplo, pode ocorrer aumento no interesse dos investidores que reflita na precificação dos ativos — embora não existam garantias.  

Além disso, notícias relacionadas a parcerias estratégicas ou alterações na liderança são capazes de influenciar a confiança de quem investe. Uma fusão bem-sucedida ou a nomeação de um novo diretor com uma sólida reputação, por exemplo, podem ter efeitos nos preços dos papéis. 

Acompanhe as plataformas de investimentos 

O monitoramento dos acontecimentos nem sempre é tarefa fácil, não é verdade? Por isso, os serviços oferecidos por plataformas de investimentos são uma solução interessante para aqueles que desejam se manter atualizados. 

Essas ferramentas proporcionam acesso a uma variedade de recursos essenciais em relação ao mercado. Segundo o plano escolhido, é possível explorar cotações, gráficos e análises em tempo real a fim de embasar as suas decisões de forma consciente. 

Alertas podem ser configurados nessas plataformas. Com eles, você receberá notificações personalizadas a respeito de movimentações específicas, permitindo respostas ágeis diante de oportunidades ou mudanças percebidas. 

Então, o acompanhamento de notícias econômicas em tempo real é crucial para uma visão abrangente do mercado. Esteja ciente a respeito dos indicadores macroeconômicos, eventos políticos e mudanças regulatórias para escolhas alinhadas a seus objetivos de investidor. Para ter acesso a serviços como esses, você pode contar com a Genial Investimentos

Como você conferiu neste artigo, a abertura e o fechamento da bolsa de valores ocorrem em horários específicos. A compreensão dos resultados do pregão, assim como o monitoramento de acontecimentos econômicos, políticos e setoriais, é fundamental para investidores terem sucesso nesse ambiente. 

Se você deseja se manter informado sobre os fatores que afetam o mercado, use os serviços das plataformas digitais. Abra a sua conta na Genial Investimentos e aproveite todos os benefícios! 

Filipe Villegas

Filipe Villegas é responsável pelas carteiras recomendadas da Genial e relatório GENOMA. Ele é pós-graduado em administração de empresas pela FGV e tem MBA em engenharia financeira pela POLI-USP. Está no mercado há mais de 10 anos.

Ver todos os artigos
Campanha Institucional - Ativação - Abra sua conta

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!