Cada vez mais as pessoas pensam em investir na bolsa de valores. Embora o mercado ofereça diversas alternativas de investimento, as ações são uma das mais conhecidas. No entanto, nem todo mundo conhece os tipos disponíveis, como é o caso das ações units. 

Contudo, esse conhecimento é fundamental para reduzir os riscos e aumentar as chances de ter bons retornos. Afinal, o investimento deve ser feito de maneira adequada às suas necessidades pessoais, pois cada ativo tem suas características específicas. 

Pensando nisso, preparamos este artigo para você entender o que são as ações units, como funcionam e como identificá-las no home broker. Boa leitura! 

O que são ações? 

As ações representam a menor parcela do capital social de uma empresa. Por esse motivo, ao comprar esses papéis no mercado financeiro, você adquire uma pequena parte do negócio. Consequentemente, também passa a ter o direito de participar dos resultados da companhia. 

Na prática, essa participação é proporcional ao número de ações que cada investidor possui. Além disso, existem diferentes formas de obter ganhos com elas no mercado financeiro. 

Os mais conhecidos são os ganhos de capital com a valorização e posterior venda dos ativos e com o recebimento de dividendos. Assim, qualquer pessoa pode adquirir uma ação e passar a compor o grupo de acionistas da empresa. 

O que são ações ON e PN? 

Antes de saber sobre as units, é importante definir dois conceitos importantes sobre as ações. Quando se fala em seus tipos, é comum classificá-las em ON e PN.  

As ações ordinárias (ON) garantem direito a voto nas assembleias deliberativas da companhia. Assim, quem possui esses papéis pode participar de decisões importantes da empresa, como referentes à escolha de diretores. 

Porém, é importante ter em mente que o voto é proporcional ao número de ações do investidor. Isso significa que grandes investidores têm mais poder de decisão e influência nas decisões do que os que possuem menos ativos. 

Outra particularidade desses papéis é o direito ao tag along. Em caso de venda da empresa ou mudança de controle gerencial, ele garante que os acionistas poderão vender as ações por um preço próximo àquele oferecido aos sócios majoritários. 

Em geral, a venda com tag along representa 80% do preço dos papéis, o que garante mais segurança para quem detém os ativos. Mas a porcentagem também pode ser maior, dependendo da empresa. 

Já as ações preferenciais (PN) dão aos investidores a preferência no recebimento de determinados pagamentos. Os dividendos e algumas compensações são exemplos. 

Outra característica desses ativos é que, em caso de falência da companhia, quem possui ações PN tem preferência em eventuais pagamentos. Por outro lado, elas não oferecem direito de voto em assembleias e não são obrigadas a garantir o tag along.  

O que são as ações units? 

Agora que você sabe o que são ações ordinárias e preferenciais, fica mais fácil entender o conceito de units. Também chamados de certificados de depósitos de ações, eles funcionam como pacotes compostos por diferentes tipos de papéis. 

Dessa forma, as ações units costumam ser formadas por ativos ordinários e preferenciais. Ou seja, não se trata de uma ação individual com características próprias, como nos outros casos. Trata-se de um conjunto de classe de ações, que pode ser composto por diferentes tipos. 

Como identificar uma unit no home broker? 

Ao acessar o home broker da sua corretora de valores, você perceberá que os ativos e derivativos são negociados por meio de tickers. Os códigos podem parecer complicados, mas seguem uma lógica e são importantes para garantir operações corretas na bolsa. 

Conhecer o ticker da unit que você deseja adquirir é essencial para comprar e vender corretamente o ativo no home broker. Também é fundamental conhecer os códigos para diferenciar a aquisição de ações, cotas de fundos de investimento imobiliário ou derivativos. 

Em geral, é possível identificar as units na bolsa de valores pelo dígito 11 ao final do ticker. No entanto, cabe ressaltar que outros ativos também podem ter final 11. É o caso dos fundos imobiliários e dos fundos de índice (ETFs). Portanto, tenha cuidado para não confundir os códigos. 

O que avaliar antes de escolher uma ação? 

Além de escolher o tipo de ação que deseja investir, é essencial fazer outras análises para uma tomada de decisão mais acertada. Para isso, é importante conhecer os fundamentos da empresa, avaliar se o seu perfil e estratégias estão alinhados ao tipo de ação escolhida, entre outros aspectos. 

Confira as principais dicas para tomar decisões ao investir em ações! 

Conheça seu perfil e objetivos 

Conhecer seu perfil de investidor e sua tolerância ao risco é fundamental para qualquer pessoa. Como o investimento em ações está relacionado à renda variável, envolve um apetite ao risco um pouco maior devido à volatilidade. 

Considerar seus objetivos também é importante. Entenda quais serão os impactos das ações na sua carteira e quais resultados você deseja obter. Isso ajuda a analisar se as units estão adequadas às suas necessidades. 

Avalie os fundamentos das empresas 

Toda decisão de investimento deve ser bem embasada. Para isso, é interessante realizar análises das empresas com o objetivo de entender a situação atual e as projeções para o futuro. Nesse caso, você pode fazer uma análise fundamentalista de ações visando conhecer os pilares dos negócios. 

Ela envolve o entendimento amplo dos fatores que indicam a saúde financeira, a qualidade e o potencial da companhia. É possível usar diversos indicadores em conjunto para conhecer o panorama das empresas e tomar uma decisão mais acertada. 

Tenha uma estratégia de diversificação 

diversificação é uma forma de mitigar os riscos da sua carteira de investimentos. Por isso, é essencial distribuir seus recursos entre diferentes classes de ativos e seguir uma estratégia de alocação. 

Uma alternativa é diversificar as empresas entre diferentes setores, por exemplo. Assim, quando um segmento enfrenta queda, os outros podem manter o preço ou se valorizarem. Isso equilibra os seus resultados e reduz os riscos. 

Além disso, você não precisa ter apenas ações units na carteira. Afinal, nem todas as companhias oferecem esse tipo de papel. Por isso, pode fazer sentido pesquisar outras alternativas de acordo com os seus interesses. 

Depois de saber o que são as ações units, fica mais fácil escolher os ativos mais alinhados à sua carteira. Lembre-se de que a decisão também deve considerar outros fatores, como seu perfil de investidor e objetivos. Assim, fica mais fácil fazer investimentos alinhados às suas necessidades. 

Gostou do conteúdo? Então complemente a leitura e confira um passo a passo para começar a investir em ações!

Comentários