Bill Gates é considerado uma das figuras mais importantes, influentes e inspiradoras dos séculos XX e XXI. Isso se deve, em especial, às suas contribuições para o mundo da tecnologia e dos negócios. Mas você sabe qual é a história dele e como o empresário ajudou a revolucionar a indústria da computação?

Diversas pessoas sabem quem é Bill Gates por ele ser o fundador da Microsoft. No entanto, nem todos conhecem a sua trajetória e o seu papel em outras iniciativas de grande impacto mundial, por exemplo, no campo da filantropia.

Por isso, nós, da Genial Investimentos, preparamos este post. Ao longo dele, você conhecerá os principais pontos que marcaram a vida e a carreira de Bill Gates.

Infográfico Bill Gates

[INFOGRÁFICO] Bill Gates

Bill Gates é uma das figuras mais importantes, influentes e inspiradoras dos séculos XX e XXI. Em especial, devido aos seus feitos e contribuições para o mundo da tecnologia e dos negócios.

Confira, nesta linha do tempo, qual é a história de Bill Gates e como ele revolucionou a indústria da computação!

1955 — Nascimento

Bill Gates nasceu em 28 de outubro, em Seattle, nos Estados Unidos. Ele é filho de um advogado e uma professora.

1968 — Infância na escola

Quando tinha 13 anos, Bill Gates começou a estudar em uma escola particular, a Lakeside School, em Seattle.

Foi nesse colégio que ele teve seu primeiro contato com computadores e conheceu Paul Allen, um jovem que, mais tarde, seria o seu sócio na criação da Microsoft.

1972 — Primeira empresa

Bill Gates e Paul Allen construíram sua primeira empresa, a Traf-O-Data. Ela era um negócio que desenvolvia e vendia um dispositivo que media dados do tráfego rodoviário e criava relatórios para os engenheiros de trânsito.

1973 — Começo na universidade

Bill Gates ingressou na Universidade de Harvard para cursar Direito, Matemática e Ciência da Computação.

1975 — Fundação da Microsoft

Dois anos após entrar na universidade, Bill Gates decidiu deixá-la e em 4 de abril, quando ele e Paul Allen fundaram a Microsoft.

1981 — Primeiro sucesso

O primeiro grande sucesso da Microsoft foi o sistema operacional “MS-DOS”, que foi adquirido pela IBM para ser usado em seu novo computador, o IBM PC.

1985 — Lançamento do Windows

Em 20 de novembro desse ano, a Microsoft lançou o famoso sistema operacional Windows.

2000 — Fundação Bill & Melinda Gates

Bill Gates e Melinda Gates criaram a fundação que leva o nome deles para erradicar doenças e melhorar a saúde global, combater a pobreza e a desigualdade e promover a educação.

2000 — Saída da Microsoft

Embora a Microsoft tenha feito um grande sucesso, o empresário norte-americano decidiu deixá-la para focar nas atividades filantrópicas da Fundação Bill & Melinda Gates.

2023 — Fortuna

Segundo a Forbes, a fortuna de Bill Gates era de US$ 104 bilhões — o que o colocava na lista das pessoas mais ricas do mundo.

Quem é Bill Gates?

Bill Gates, cujo nome completo é William Henry Gates III, é um empresário, filantropo e magnata da tecnologia. Ele é filho de William H. Gates II, também filantropo e advogado formado na Universidade de Washington, e Mary Maxwell Gates, professora graduada na mesma instituição.

Além de Bill Gates, o casal teve duas filhas: Kristianne, a irmã mais velha do empresário norte-americano, e Libby, a irmã mais nova.

Já o próprio Bill Gates teve três filhos: Jennifer Gates (filha mais velha), Rory John Gates (filho do meio) e Phoebe Gates (filha caçula) — todos do seu casamento com Melinda French Gates. O casal se divorciou em maio de 2021.

Qual a história do empresário norte-americano?

A história de Bill Gates começa em 28 de outubro de 1955, em Seattle, nos Estados Unidos — data em que nasceu. O apelido que o tornou conhecido vem da convivência com os amigos de infância tendo sido mantido mesmo após ele se tornar um grande empresário.

Desde cedo, Gates demonstrava interesse por leitura e competição. Nos jogos esportivos, seja na escola ou fora dela, gostava de se destacar — e o mesmo acontecia com os estudos.

Por conta desse entusiasmo, os pais dele o colocaram em uma escola particular, a Lakeside School, em Seattle, quando tinha 13 anos. Foi nesse colégio que Bill Gates teve o seu primeiro contato com computadores e conheceu Paul Allen, um jovem que, mais tarde, seria o seu sócio na criação da Microsoft.

Gates e Allen eram grandes amigos e se interessavam por programação e computadores, sendo essa paixão o motivo que os levou a fundar a companhia. Porém, antes de dar origem a uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, a dupla construiu outra empresa, a Traf-O-Data — em 1972, quando ainda eram adolescentes.

A Traf-O-Data era um negócio que desenvolvia e vendia um dispositivo que media dados do tráfego rodoviário e criava relatórios para os engenheiros de trânsito. Gates e Allen o criaram a partir de seus conhecimentos e habilidades em computadores e programação.

A companhia teve um sucesso modesto. No entanto, a experiência foi de grande valor para a criação da Microsoft, anos depois.

Como foi a vida acadêmica do bilionário?

Após finalizar os estudos na Lakeside School, Bill Gates ingressou na Universidade de Harvard, em 1973, para cursar Direito, Matemática e Ciência da Computação. Ele entrou na instituição após conseguir 1.590 pontos, de 1.600 possíveis, no SAT (Scholastic Aptitude Test).

O teste funciona como uma espécie de Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) dos EUA. Contudo, ele abandonou a universidade após dois anos para seguir sua paixão pela programação.

Paul Allen, seu amigo do colégio, o chamou para desenvolver softwares, então ele optou por deixar Harvard. Na época, Gates acreditava que tomar essa decisão difícil traria a oportunidade de desenvolver softwares e criar a sua própria empresa, o que seria mais promissor, na opinião dele.

Foi assim que, dois anos mais tarde, em 1975, Bill Gates e Paul Allen fundaram a Microsoft. No início, o nome que eles deram para a empresa foi “Micro-Soft”, uma fusão das palavras “microcomputer” e “software”. Anos depois eles mudaram para a grafia sem o hífen, como ela ficou conhecida.

Apesar de não ter um diploma universitário, a falta de formação acadêmica formal não impediu Gates de alcançar grande sucesso no campo da tecnologia. Sua dedicação, habilidades excepcionais em programação e visão empreendedora foram os principais impulsionadores de sua carreira.

Inclusive, ao longo dos anos, ele recebeu diversos títulos honorários de universidades ao redor do mundo, em reconhecimento às suas contribuições para a tecnologia e à sociedade.

Como Bill Gates e Paul Allen fundaram a Microsoft?

A Microsoft foi fundada por Bill Gates e Paul Allen com o objetivo de desenvolver e vender softwares para computadores pessoais. Contudo, antes de criá-la de fato, eles produziram o “Altair BASIC”, um interpretador de linguagem para o Altair 8800, um dos primeiros computadores pessoais em uso.

O “Altair BASIC” foi criado para a MITS (Micro Instrumentation and Telemetry Systems), empresa estadunidense de tecnologia. Foi com o dinheiro recebido por esse projeto que eles conseguiram efetivamente dar origem à Microsoft, em 4 de abril de 1975.

Gradualmente, a empresa dos dois jovens começou a crescer e a ganhar mais visibilidade. Entretanto, ela alcançou sucesso de maneira concreta apenas em 1981.

Como a empresa de Gates e Allen alcançou o sucesso?

O sucesso da Microsoft contou com o apoio da mãe do empresário e filantropo norte-americano, além da capacidade e do conhecimento de Gates e Allen. Isso porque ela participava de diversos conselhos diretores de entidades educacionais nos Estados Unidos.

Em um deles, estava John Opel, empresário e presidente da IBM (International Business Machines), companhia líder do mercado global de computadores empresariais. Mary Gates decidiu falar com Opel sobre o projeto do filho e de seu amigo.

Algumas semanas depois, o empresário foi até a pequena companhia de Bill Gates e Paul Allen. Após uma conversa com eles, Opel os contratou para desenvolver softwares para os primeiros computadores pessoais da IBM.

O primeiro grande sucesso foi o sistema operacional “MS-DOS”, em 1981, que foi adquirido pela IBM para ser usado em seu novo computador, o IBM PC. A empresa pagou, na época, US$ 50 mil por ele.

Embora pareça uma quantia pequena, esse acordo estratégico com a IBM colocou a Microsoft em uma posição privilegiada no mercado de computadores pessoais. Nesse momento, as projeções eram ótimas para os dois jovens.

Porém, em 1983, Paul Allen saiu da Microsoft, depois de ser diagnosticado com câncer e ter alguns desentendimentos com Gates. A amizade entre eles foi restabelecida somente em 1989.

Já em 20 de novembro de 1985, sem Allen, a Microsoft lançou o Windows, o sistema operacional usado na maioria dos computadores e notebooks pelos anos seguintes. Foi a partir dele que o sucesso da empresa se consolidou, conquistando uma posição dominante no mercado de softwares.

De 1985 a 2000, a Microsoft seguia como uma das principais empresas do mercado (embora tenha sofrido com alguns problemas, também). Nesse período, a companhia era a criadora do Windows, Office, Internet Explorer, portal MSN etc. Porém, Gates decidiu deixar a organização.

Por que Bill Gates saiu da Microsoft?

Embora a Microsoft tenha feito um grande sucesso (o que inclusive ajudou Bill Gates a se tornar bilionário aos 30 anos de idade), o empresário norte-americano decidiu deixá-la em 2000. O filantropo largou o cargo de CEO da empresa, embora ele tenha permanecido como presidente e membro do conselho, devido a uma combinação de fatores pessoais e profissionais.

Após mais de uma década à frente da Microsoft, Gates sentiu que era o momento de buscar outros desafios e se dedicar a seus projetos filantrópicos. Foi nesse período que ele e a esposa criaram a “Bill & Melinda Gates Foundation”, também em 2000.

Ao se afastar do cargo de CEO, Gates pôde se dedicar mais diretamente aos esforços filantrópicos da fundação, que se tornou uma das maiores e mais influentes organizações de caridade do mundo. Além disso, ele pôde explorar novas oportunidades em áreas como a de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias emergentes.

É importante ressaltar que, mesmo após deixar o cargo de CEO, Gates manteve um papel ativo como membro do conselho da Microsoft. Inclusive, ele continuou a exercer influência significativa na empresa.

Apenas em março de 2020 o empresário deixou definitivamente o conselho da Microsoft para se concentrar de forma exclusiva nas atividades da Fundação Bill & Melinda Gates e em outros projetos.

Quais são os projetos de Bill Gates em 2023?

Os projetos de Bill Gates na Fundação Bill & Melinda Gates eram a principal atividade do filantropo em 2023. A organização busca:

  • erradicar doenças e melhorar a saúde global;
  • combater a pobreza e a desigualdade;
  • empoderar mulheres;
  • promover a educação.

Além dessa iniciativa, que existe desde 2000, Gates estava envolvido em uma série de projetos voltados para a filantropia e a pesquisa científica. Um exemplo é a “Breakthrough Energy”, que visa acelerar a transição global para fontes de energia limpas e sustentáveis e combater as mudanças climáticas.

Quais são as empresas do bilionário?

Além da fundação da Microsoft e da organização filantrópica, Bill Gates possui investimentos em outras companhias e setores. Por exemplo, ele é o fundador da Cascade Investment, uma holding que gerencia sua fortuna pessoal.

Por meio dela, o norte-americano tem investimentos em diversas empresas de diferentes setores. Vale ressaltar que Bill Gates é um dos principais acionistas da Berkshire Hathaway, uma empresa liderada pelo bilionário Warren Buffett.

Prosseguindo com seu portfólio, Gates também é dono dos seguintes negócios:

  • TerraPower: uma empresa criada em 2008 que busca desenvolver tecnologias avançadas e seguras de energia nuclear;
  • Gates Ventures: uma empresa de capital de risco, também fundada em 2008, que investe no setor de bens de consumo e serviços.

Qual a fortuna de Bill Gates em 2023?

Todo esse histórico com a participação em empresas bem-sucedidas levou Bill Gates a acumular uma das maiores fortunas do mundo. De acordo com uma lista divulgada em abril de 2023 pela Forbes, o patrimônio dele era de US$ 104 bilhões.

Como resultado, ele figurava entre as pessoas mais ricas do mundo, atrás apenas de Bernard Arnault, Elon Musk, Jeff Bezos, Larry Ellison e Warren Buffett. Lembrando que tanto o patrimônio de Bill Gates quanto o de outros bilionários pode variar de acordo com os movimentos do mercado financeiro e seus investimentos.

Apesar de ser um dos homens mais ricos do mundo, é válido destacar que Bill Gates costuma levar uma vida reservada. Inclusive, em algumas entrevistas, ele já disse que não gosta da exposição que sua fortuna acaba trazendo.

Genial Investimentos - Abra sua conta

Como é a vida pessoal de Bill Gates?

Mesmo mantendo uma vida pessoal mais discreta, como você viu, Bill Gates se manteve mais ativo na internet. Em suas redes sociais e em seu blog, o “Gates Notes”, o norte-americano publica diferentes conteúdos — desde artigos até entrevistas, vídeos de ações e resenhas de livros.

Ele tem interesse em uma ampla gama de tópicos, como ciência, tecnologia, inovação, empreendedorismo e saúde. Além disso, é um grande apoiador da educação — área em que tem realizado diversas iniciativas.

Somado a essas questões, um aspecto que vale ser ressaltado sobre o empresário e filantropo é que ele é um leitor ávido. Inclusive, uma das frases mais marcantes e reproduzidas que foi dita por Bill Gates tem relação com esse assunto.

Ele disse: “Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever — inclusive a sua própria história.”

Ainda ligado a esse tema, Gates escreveu alguns livros, como o “A Estrada do Futuro” e “A Empresa na Velocidade do Pensamento”. Por fim, vale destacar que se você tem interesse em saber mais sobre a vida e carreira de Bill Gates, há uma minissérie disponível sobre ele na Netflix, chamada “O Código Bill Gates”.

Ao longo deste post, você conferiu os principais pontos a respeito da biografia de Bill Gates, um dos nomes mais relevantes para o mundo da tecnologia e dos negócios. Como você viu, ele é muito mais que um empresário, mas um filantropo, um idealizador e um visionário.

Quer continuar expandindo seus conhecimentos? Confira este conteúdo sobre a vida de Warren Buffett — reverência para o mundo dos investimentos!

Genial Investimentos

Somos uma plataforma de investimentos que tem como objetivo facilitar o acesso ao mercado financeiro e ampliar a educação financeira no Brasil.

Ver todos os artigos
Campanha Institucional - Ativação - Abra sua conta

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!