O Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL)  é um plano de previdência privada disponível no mercado e é indicado, principalmente, para investidores que desejam guardar parte do seu patrimônio pensando em objetivos de longo prazo. Entre eles, podemos citar a aposentadoria, uma viagem ao exterior, o financiamento da faculdade dos filhos, entre outros.

O VGBL é disponibilizado por instituições financeiras, como bancos e corretoras de valores e é considerado um plano de previdência privada. Mas você sabe como ele funciona? Neste post falaremos sobre como funciona esse plano de previdência, sua rentabilidade e para quem esse produto é indicado. Continue a leitura!

O que é e como funciona o VGBL?

O Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) é um plano de previdência no qual os indivíduos fazem contribuições mensais com valores definidos de acordo com o plano e com as necessidades do investidor.

Devido ao efeito dos juros compostos, o montante se acumula progressivamente e a pessoa poderá decidir futuramente se sacará toda a quantia investida de uma só vez ou se terá uma renda mensal.  É indicado para contribuintes que apresentam a declaração simplificada do Imposto de Renda (IR) e/ou aqueles que não fazem contribuições ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Um dos grandes benefícios do  VGBL é o fato de contar com benefícios tributários. Não há, por exemplo, o chamado efeito come-cotas, que prevê a incidência do imposto duas vezes por ano sobre o investimento, comprometendo a rentabilidade.

Veja mais: O que é VGBL?

Diferenças entre VGBL e fundos de investimento

No VGBL, ou qual quer outro plano de previdência privada, os recursos são aplicados em um fundo que pode ter diferentes perfis de investimento: conservador, moderado ou arrojado.

A composição do plano está diretamente ligada ao risco e a rentabilidade: os fundos com mais investimentos em renda variável (ações, por exemplo) apresentam mais risco, porém, maior rendimento. Já aqueles com maiores percentuais de renda fixa tendem a apresentar rendimento inferior, porém estão menos expostos a perdas.

Apesar de ambos produtos preverem investimento do montante em fundos a serem geridos pelas instituições financeiras, há diferenças entre aplicar em fundos de investimento e previdência privada. A principal delas refere-se à tributação. Conforme dissemos, nos planos de previdência não há o chamado come-cotas (mecanismo de cobrança de imposto semestralmente, na forma de cotas). Para saber mais sobre os fundos, leia o artigo O que são fundos de investimento e como funcionam.

Qual é a rentabilidade de um VGBL?

Não há uma resposta exata para essa pergunta. Isso porque a rentabilidade depende de vários fatores. O primeiro deles é o fundo escolhido. Um fundo, por exemplo, que investe mais em renda variável tende, na maioria das vezes, a apresentar uma rentabilidade superior em relação aos planos que priorizam ativos de renda fixa.

Os rendimentos podem ser atrelados à inflação, à Selic (taxa de juros básica da economia), entre outros indicadores. Além disso, pode haver fundos que investem em ações na bolsa de valores, em commodities etc.

Ainda há outros fatores que podem influenciar no rendimento do plano de previdência, como os custos, conforme listamos abaixo:

Taxa de administração

Ela é cobrada para gerir a quantia aplicada no fundo. O valor cobrado incide todos os anos sobre o valor total aplicado. A quantia a ser cobrada varia conforme cada plano. Alguns cobram, por exemplo, 2%, outros cobram 1% e assim por diante.

Taxa de carregamento

Ela é cobrada com a intenção de cobrir os gastos com administração e corretagem. A taxa incide sobre cada depósito feito no plano. Na maioria das vezes, a taxa não supera 5% sobre o valor investido. Na Genial Investimentos, você não paga essa taxa.

Regime de tributação

Ele faz referência ao valor incidido de Imposto de Renda no plano de previdência. No VGBL, o tributo incide sobre os rendimentos.

Existem dois regimes tributários:

Regime Progressivo

O regime progressivo beneficia os contribuintes que desejam resgatar todo o montante acumulado e não pretendem acumular uma grande quantia. A alíquota do imposto varia conforme o valor do benefício a ser recebido. O tributo é cobrado da seguinte forma:

Renda da aposentadoria (R$)

Alíquota (%)

Até 1.903,98

De 1.903,99 até 2.826,65

7,5

De 2.826,66 até 3.751,55

15

De 3.751,06 até 4.664,68

22,5

Acima de 4.664,68

27,5

Regime Regressivo

Esse regime é mais indicado para os investidores que tem objetivos em longo prazo. Isso porque a alíquota do IR diminui com o passar do tempo. O imposto é cobrado da seguinte maneira:

Período

Alíquota (%)

0 a 2 anos

35

2 a 4 anos

30

4 a 6 anos

25

6 a 8 anos

20

8 a 10 anos

15

mais de 10 anos

10

Afinal, para quem o VGBL é indicado?

Além de ser uma opção vantajosa para que investe pensando em usufruir dos recursos em longo prazo (como dez anos ou mais),  o VGBL é recomendado para quem deseja fazer o planejamento sucessório.

O montante acumulado no plano é repassado com agilidade aos beneficiários após o falecimento do titular do plano, sem a necessidade de comporem o inventário. Trata-se de uma grande vantagem, pois os inventários podem se arrastar por alguns meses ou até anos.

Qual o investimento mínimo para aportes no VGBL?

Não há uma quantia mínima fixa, pois depende de cada plano. Alguns deles aceitam depósitos de R$50 e outros são destinados a investidores específicos e que tenham um alto poder aquisitivo.

Em resumo, o VGBL é uma ótima opção de plano de previdência, indicado para quem possui metas de longo prazo e também deseja realizar o planejamento sucessório. Se você ainda possui dúvidas se esse é o plano de previdência privada ideal para você, entre em contato com a Genial. Nossos especialistas poderão conduzi-lo à escolha do investimento que melhor atenda às suas necessidades. Abra já a sua conta!

abra sua conta

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *