Você já pensou em fazer uma comparação de fundos de investimento para definir o mais adequado para a sua carteira? Ao considerar a realização de aportes nessa modalidade, é comum que surjam dúvidas sobre como avaliar as diversas alternativas do mercado. 

Afinal, fazer pesquisas sobre os fundos existentes coloca diante de você muitas oportunidades. No entanto, para uma boa tomada de decisão, é preciso entender como analisá-las e identificar as características de cada veículo de investimento.  

Quer aprender como fazer uma comparação de fundos de investimento? Continue a leitura e confira as dicas que nós, da Genial Investimentos, separamos! 

Qual é a importância de fazer a comparação de fundos? 

Uma decisão embasada exige a análise de diversas informações sobre as alternativas de investimentos. Assim, ao compor a sua carteira, é comum se deparar com opções que são atrativas e ter dúvidas sobre em qual delas você deve investir. 

Nesse caso, a comparação se torna fundamental para facilitar a avaliação de diferentes cenários e o potencial de cada escolha. Em conjunto com o seu perfil e objetivos, os resultados dessa análise podem ajudar a escolher os melhores fundos de investimento para as suas necessidades.  

Uma ferramenta indispensável para isso é a lâmina do fundo, que traz todas as informações sobre o veículo. A partir dela, você terá condições de fazer uma análise completa sobre cada um para auxiliar na decisão sobre o aporte.  

Como comparar fundos de investimento? 

Se você quer comparar os fundos de investimento de maneira completa para entender em qual investir, existem passos que podem ajudar.  

Veja quais são: 

Considere o tipo de fundo 

Para começar, a comparação deve ser feita considerando o tipo de fundo de investimento. Isso porque existem diferentes possibilidades no mercado, como os fundos de ações, multimercados, imobiliários, entre outros.  

Assim, conhecer o tipo permite entender quais são os principais ativos do portfólio. A partir disso, você poderá definir quais são os fundos mais adequados às suas estratégias e garantir escolhas conscientes antes de adquirir cotas.  

Para embasar a decisão em uma análise mais profunda, é interessante que a comparação final seja feita entre fundos semelhantes. Do contrário, você pode acabar com uma escolha enviesada. 

Conheça a estratégia aplicada 

Além dos diferentes tipos de fundo, existem estratégias variadas que podem ser utilizadas na gestão da carteira. É preciso conhecê-las porque elas também influenciam os níveis de risco e o desempenho do fundo.  

Assim, a lâmina pode indicar questões mais específicas. Por exemplo, em um fundo de ações, se é possível fazer operações vendidas ou se o foco é em empresas sustentáveis. Isso ajuda a identificar mais detalhes sobre como é a composição do portfólio e as movimentações feitas pelo gestor.  

Analise a gestão do fundo 

Também vale a pena analisar a gestão do fundo, que pode ser ativa ou passiva. No primeiro caso, o gestor atua com liberdade para selecionar os ativos e tem como intuito superar um benchmark escolhido. 

Já na gestão passiva o objetivo é replicar um benchmark, espelhando as carteiras teóricas — como acontece nos fundos de índice. Vale conhecer, ainda, a qualificação dos gestores e sua experiência, já que eles têm um papel essencial no desempenho obtido.  

Avalie as taxas  

Os fundos de investimento podem contar com diferentes taxas que devem ser consideradas. A de administração é a mais comum, pois remunera o gestor pelo serviço prestado. Outra taxa é a de performance, cobradas geralmente nos fundos ativos.  

Ela incide sobre o retorno que superar o benchmark do fundo. Além disso, é preciso considerar a tributação, cujas regras variam conforme o tipo de fundo de investimento e os ativos que compõem o portfólio.  

Em uma análise completa, considerando riscos, gestão e benefícios de cada opção, você consegue definir se as taxas são adequadas. Isso viabiliza comparativos mais detalhados considerando os impactos dos custos na rentabilidade.  

Pesquise o histórico do fundo 

O histórico do fundo é outra informação relevante para auxiliar a sua comparação. Por meio dele, você consegue verificar o desempenho em diferentes períodos, observando também as diferenças entre os veículos de investimento.  

A prática traz uma ideia sobre como pode ser o comportamento em situações semelhantes. Contudo, é preciso ter atenção, pois o histórico não representa garantias de rentabilidade futura. Os fundos estão, em geral, expostos a diferentes condições de mercado e de volatilidade. 

Portanto, não é indicado que a decisão se baseie apenas nesse critério. Afinal, há mais chances de que você seja levado por possibilidades de retorno passado e deixe de considerar questões como riscos ou qualidade da gestão.  

Confira o aporte mínimo e o resgate 

Outra questão que deve ser considerada na comparação é o valor mínimo para a aquisição das cotas. Ele varia conforme o fundo e, em determinadas situações, pode ser limitante para o investidor — dependendo do seu planejamento financeiro. 

Verifique também os prazos existentes referentes ao resgate. Isso é necessário porque eles influenciam o tempo necessário para converter as cotas em dinheiro. Em fundos negociados na bolsa, é importante verificar o volume de negociações para entender a liquidez.  

Conte com uma corretora de confiança 

Para investir em fundos de investimentos, você precisará ter conta em uma corretora de valores. Por meio dela, é possível acessar a plataforma ou o ambiente da bolsa de valores, através do home broker. Assim, você poderá para conferir os fundos disponíveis.  

É importante que ela seja de fácil uso e facilite o acesso a todos os documentos relativos aos fundos para que você consiga fazer uma análise completa. Você também pode contar com o suporte de uma assessoria de investimentos vinculada à sua corretora. 

Assim, é possível ter o apoio de profissionais certificados para esclarecer as suas dúvidas sobre cada fundo. Isso ajudará na tomada de decisão, garantindo que ela seja fundamentada em informações corretas e relevantes.  

Aplicando essas dicas na comparação de fundos de investimento, você terá condições de identificar os que apresentam características mais alinhadas às suas necessidades. Dessa maneira, poderá fazer escolhas mais acertadas na composição do seu portfólio.  

Que tal aprofundar os seus conhecimentos sobre o assunto? Confira o nosso guia com tudo o que você precisa saber sobre fundos de investimentos!

Comentários