Você com certeza já deve ter ouvido falar nos Certificados de Depósito Bancário, os CDBs. É um produto bastante conhecido. Mas você conhece as Letras de Crédito (LCIs e LCAs)? 

Quem conhece pode guardar dúvidas sobre como funciona esse investimento e suas vantagens em relação ao CDB, por exemplo. Para quem não conhece, esse post é uma boa oportunidade para saber mais sobre o que a LCI e LCA têm a oferecer.

Letra de Crédito Imobiliário (LCI), a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) e o CDB pertencem à mesma categoria de ativos: são todos investimentos de renda fixa. No entanto, cada um apresenta  peculiaridades que podem torná-los mais ou menos atrativos para algumas pessoas, a depender de fatores como o atual momento da sua jornada como investidor e seus objetivos. 

Por isso, vale a pena conhecer melhor cada uma dessas aplicações antes de fazer uma escolha. Para te ajudar a tirar dúvidas sobre qual o melhor dentre essas opções para o seu caso, neste artigo você encontrará algumas das características mais importantes das LCIs, LCAs e do CDB, além das vantagens de cada um e pontos de atenção. Vamos lá? 

O que são LCI e LCA? 

A LCI é um título privado, captado por bancos e utilizado para financiar especificamente o mercado imobiliário. 

Assim como a LCI, a LCA também é uma forma de o banco captar recursos, mas, desta vez, para financiar o setor do agronegócio.

Vantagens das Letras de Crédito 

O governo, para incentivar o investimento no setor imobiliário e do agronegócio, oferece isenção do Imposto de Renda na fonte e na declaração para pessoas físicas que aplicam em LCI e LCA. Além disso, tratam-se de investimentos tão seguros quanto a poupança – uma vez que também são assegurados pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) apresentando, porém, rentabilidade superior à da caderneta. 

A liquidez das Letras de crédito

O ponto mais fraco da LCI e do LCA é a liquidez. No caso destes investimentos, para garantir o rendimento contratado, é preciso esperar o prazo vencimento  para resgatar seu dinheiro. Por isso, esse tipo de aplicação é mais recomendado para investimentos de longo prazo.

Independentemente do prazo determinado pela entidade emissora, esses investimentos têm um prazo mínimo para resgate, determinado pelo Banco Central, conforme descrito abaixo. 

Prazo mínimo de vencimento das LCIs:

  • 36 meses, quando atualizada mensalmente por índice de preços; 
  • 12 meses, quando atualizada anualmente por índice de preços; e
  • 90 dias, quando não atualizada por índice de preços.

Prazo mínimo de vencimento das LCAs: 

12 meses, quando atualizada anualmente por índice de preços; 

90 dias, quando não atualizada por índice de preços.

Os prazos são contados a partir da data em que o investidor adquire a LCA ou o LCI da instituição emissora.

Como funciona o CDB

O CDB também é um produto emitido pelos bancos para levantar recursos. 

Diferentemente das LCIs e LCAs, há incidência de Imposto de Renda (IR) sobre o CDB, com alíquotas que vão de 22,5% até 15%, seguindo a tabela regressiva.

Vantagens do CDB 

Cada CDB pode ter uma liquidez diferente, o que deve ser verificado antes de qualquer aporte. Mas, no geral, há CDBs que apresentam maior liquidez do que os produtos como LCI e LCA. É comum encontrar CDBs com liquidez diária, o que é um atrativo para o investidor que tem como objetivo fazer retiradas no curto prazo

Além disso, os CDBs costumam ter investimento mínimo mais baixo: com R$ 1000 já é possível investir no ativo. 

A rentabilidade do CDB

A oferta de CDB é bem grande e, com isso, as rentabilidades podem também variar bastante. Vale a pena considerar que há uma relação entre rentabilidade, liquidez e investimento mínimo. Por exemplo, quanto maior o aporte mínimo e o prazo até a retirada, maior costuma ser a rentabilidade, como uma forma de compensação. Da mesma maneira, quanto menor a liquidez, maior tende a ser o rendimento. Todos esses pontos devem ser avaliados juntamente à sua corretora de valores (no caso da plataforma de investimentos Genial Investimentos, a assessoria é gratuita)  para que você escolha o melhor de acordo com o seu perfil de investidor.

O que CDB, LCI e LCA têm em comum?

Agora que você já conferiu as particularidades, vale atentar para as características comuns entre essas modalidades de investimento.

Quanto ao rendimento,  CDB, LCI e LCA seguem o que é determinado no momento da contratação. A remuneração dos ativos pode ser prefixada ou pós-fixada. No caso de remuneração pós-fixada, o índice mais comum é a Taxa DI. Essa taxa refere-se à variação dos juros dos Certificados de Depósitos Interbancários (CDI), que são os empréstimos que os bancos fazem entre si. 

Os três tipos de ativos são títulos privados, emitidos por bancos, e têm a garantia do FGC. Por conta dessa proteção, quanto ao risco, são produtos similares.

Todos podem apresentar um período de carência determinado pela instituição emissora e essa informação deve estar disponível para o investidor antes de fazer qualquer aporte. 

Como investir em CBD ou LCI/LCA? 

O investimento nos três produtos é feito de forma parecida por ser realizado por meio de uma plataforma de investimentos como a Genial.  

As corretoras de valores independentes costumam oferecer suporte para que o investidor possa fazer a melhor escolha. A Genial, por exemplo, conta com uma plataforma simples, intuitiva, por meio da qual você pode fazer uma busca de investimento já filtrando pelo valor que deseja aportar ou pelo tipo de investimento escolhido, seja CDB, LCI ou LCA ou outros investimentos de renda fixa ou renda variável.

E, caso não esteja certo de qual escolher, você ainda pode usar o nosso simulador de investimentos para descobrir a melhor opção. Quer começar a investir agora? Abra já a sua conta!

abra sua conta

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *