O mercado financeiro possui alternativas de investimentos para todos os perfis. Conhecer aquelas mais adequadas aos seus objetivos é um grande passo para iniciar seus aportes. Nesse sentido, os títulos de renda fixa, como a Letra do Tesouro Nacional, são muito buscados por quem está começando. 

Investir em títulos do Governo Federal pode ser uma boa escolha para quem não quer correr o risco de levar calote. Afinal, a possibilidade de o país não ter dinheiro para honrar seus compromissos é remota, então os riscos são considerados os mais baixos do mercado. 

Quer saber mais? Descubra neste artigo o que é o Tesouro Prefixado, também conhecido como LTN (Letra do Tesouro Nacional), a sua rentabilidade, vantagens e desvantagens. E, ao final, aprenda como investir nessa alternativa de renda fixa. 

Não perca! 

O que é o Tesouro Prefixado ou LTN? 

A LTN é a sigla para Letra do Tesouro Nacional. Também conhecido como Tesouro Prefixado, é uma aplicação de renda fixa que possui lastro na dívida pública brasileira. 

Muitas vezes, o Governo Federal precisa levantar recursos para custear seus projetos de infraestrutura, educação, saúde, segurança etc. Assim, para que ele não tenha que adotar medidas impopulares, como aumentar impostos e taxas, pode emitir títulos da dívida pública. 

Quem adquire um título se torna credor do Governo. Seria equivalente a emprestar dinheiro para o Brasil. Em troca desse empréstimo, o investidor é remunerado por uma taxa de juros ao longo do investimento. 

No caso da Letra do Tesouro Nacional, a rentabilidade se dá por uma taxa prefixada. Por isso, ele é também chamado de Tesouro Prefixado — nomenclatura que recebeu em 2015. Essa mudança teve a intenção de facilitar o reconhecimento e distinção dos títulos do Tesouro Direto

Logo, a LTN ou Tesouro Prefixado é o título que tem como característica principal a remuneração do investidor por meio de uma taxa de juros prefixada. Ou seja, a rentabilidade é determinada no momento da negociação e se mantém inalterada até o final do investimento. 

Como se dá a rentabilidade? 

Geralmente, as taxas do Tesouro Prefixado são dispostas em forma de uma porcentagem, representando uma rentabilidade anual. Além disso, normalmente os títulos têm duração entre 3 e 10 anos — e podem contar com o pagamento de juros semestrais ou somente no vencimento. 

Imagine um título do Tesouro Prefixado com prazo para 2026 e que conte com uma rentabilidade anual de 8%. Se o título não contar com o pagamento de juros semestrais, o investidor ao final do investimento receberá o valor que investiu acrescido da taxa de 8% a cada ano até 2026. 

Já no caso de um Título Prefixado que pague juros semestrais, o investidor será remunerado de seis em seis meses até o final do investimento. Essa se revela uma alternativa para quem busca complementar sua renda através do recebimento de uma renda passiva. 

Quais as vantagens e desvantagens da LTN? 

Entre as principais vantagens do investimento em títulos da LTN está o fato do investidor saber o quanto o seu investimento renderá antes mesmo de fazê-lo. Com isso, é possível fazer cálculos, projeções, simulação e até usá-lo como referência para escolha de outros investimentos. 

Também pode ser apontado como vantagem o fato do investimento não ser impactado com as nuances do mercado financeiro. Isto é, como a taxa é prefixada e imutável, independentemente de crises, altas ou baixas da economia, o investidor receberá o valor contido no título. 

Contudo, o fato de a taxa de juros ser fixa também representa uma desvantagem. Isso porque, caso a economia do país cresça e a taxa básica de juros (Selic) ou a inflação aumentem, a rentabilidade fixada pode se tornar menos vantajosa. 

Outra desvantagem diz respeito ao resgate antecipado do investimento. Embora o Governo garanta a recompra desses títulos, ele sofrerá a influência da chamada marcação a mercado. Assim, você receberá o valor de mercado do título, que pode ser menor que o valor investido e gerar prejuízo. 

Como se dá a tributação? 

Assim como grande parte dos investimentos, investir na LTN envolve custos e impostos. Como a compra dos títulos é feita por intermédio de uma corretora de valores, poderá haver uma taxa de corretagem. Na Genial, o investidor está isento dessa taxa. 

Além disso, a B3 (bolsa de valores brasileira) é responsável pela custódia dos títulos públicos e por manter informações e movimentações de saldos. Para isso, ela cobra uma taxa de custódia de 0,25% sobre o valor investido. 

No que se refere à tributação, sobre os rendimentos incide o IR (Imposto de Renda). Sua cobrança é feita de forma regressiva. Então, quanto mais tempo você deixar o valor investido, menos imposto pagará.  

Veja as alíquotas: 

  • 22,5% até 180 dias; 
  • 20% de 181 a 360 dias; 
  • 17,5% de 361 a 720 dias; 
  • 15% acima de 720 dias. 

Além do IR, ainda é cobrado o IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) caso o investimento seja resgatado em menos de 30 dias. Após esse período, o investidor garante a isenção de IOF. 

Como investir em LTN?  

Você viu até aqui o que é LTN, qual é a sua rentabilidade, quais são as vantagens e desvantagens e a tributação. A compra de títulos do Tesouro pode ser adequada para quem está iniciando no mundo dos investimentos – e para aqueles que têm aversão aos riscos da renda variável, por exemplo.  

Agora é hora de saber como investir. Para adquiri-los basta seguir o passo a passo: 

Abra conta em uma corretora 

Como você viu, a LTN é adquirida por intermédio de uma corretora de investimentos. Logo escolha uma que tenha um bom suporte e seja de confiança – como a Genial – e abra sua conta. 

Procure a melhor alternativa 

O próximo passo é escolher a LTN que melhor atenda aos seus objetivos. Lembre-se que é possível fazer simulações e identificar as melhores alternativas para seus objetivos. 

Transfira o dinheiro para sua conta na corretora 

Após escolher o título, será necessário transferir o capital que você pretende investir para a conta na corretora. Fique atento ao horário de expediente bancário para fazer a transferência. 

Compre o título através da plataforma disponibilizada 

O passo final é ingressar na plataforma disponibilizada pela corretora e realizar a compra dos títulos escolhidos. Viu como é fácil? 

Conseguiu aprender o que é a Letra Tesouro Nacional? Então, não se esqueça de investir levando em consideração o seu perfil de investidor e seus objetivos. Ademais, tenha um planejamento financeiro para não precisar regatar o investimento antecipadamente e correr riscos. 

Quer investir em títulos do Tesouro Direito com a melhor corretora do país? Abra já sua conta na Genial

Comentários