A caderneta de poupança é o modelo mais antigo para poupar dinheiro existente no Brasil.

Criada em 1861, por Dom Pedro II, junto com o decreto que instituiu e regulamentou a Caixa Econômica Federal.

Desde o início ela se destinou ao pequeno poupador, tanto é que na época tinha um limite de 50 mil Reis. Em valores atuais era aproximadamente R$7.000,00 Reais.

Desde então, muitas mudanças ocorreram na economia e no formato da caderneta. Opção de produto de renda fixa, a poupança se tornou a aplicação mais utilizada pelos brasileiros.

Pesquisa realizada em 2019 pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mostrou que 65% das pessoas que poupam no país optaram pela poupança.

O costume e o medo de correr riscos com outro tipo de aplicação são as principais justificativas apontadas para o uso da caderneta.

Quais são as vantagens e as desvantagens que a poupança oferece no atual cenário econômico? Há outros produtos tão seguros e mais rentáveis?

Para responder a esta pergunta é preciso analisar algumas características e entender a dinâmica de funcionamento.

Abertura da caderneta de poupança

A abertura da caderneta pode ser feita de forma simples e rápida, diretamente no caixa eletrônico. Esta praticidade é uma das facilidades que contribui para que a modalidade continue sendo tão utilizada.

Ao abrir a conta poupança, você deverá aplicar um valor para depois de 30 dias ter o rendimento. Se a retirada do dinheiro for feita antes do prazo não há retorno financeiro.

Rendimento da poupança

A caderneta de poupança está atrelada à variação da Taxa Selic. Em 2012, entraram em vigor as novas regras de remuneração. Os depósitos feitos a partir do dia 4 de maio daquele ano, chamados de “poupança nova”, passaram a obedecer dois critérios:

  • Quando a Taxa Selic é igual ou inferior a 8,5%: a poupança paga 70% da Selic + a Taxa Referencial (TR), que é basicamente nula;
  • Quando a Taxa Selic é superior a 8,5%: a poupança paga 0,5% ao mês + a Taxa Referencial (TR).

Leia mais:
Por que você deveria trocar a caderneta de poupança pelo Tesouro Selic?
O que é a Taxa Referencial (TR)?

Já o rendimento dos depósitos feitos até 3 de maio de 2012, chamados de “poupança antiga”, segue a segunda regra.

A Taxa Selic atingiu o menor patamar histórico e está fixada em 4,5%, desde dezembro de 2019. Desta forma, o retorno da caderneta de poupança é estimado em 3,15% ao ano.

Sendo assim, a remuneração da poupança é menos vantajosa, comparada com outros produtos financeiros.

Saia da poupança e invista em Tesouro Direto.

Liquidez da caderneta

Quando falamos em liquidez, estamos nos referindo à facilidade de resgatar o dinheiro da aplicação em espécie. A caderneta de poupança possui alta liquidez, porque o cliente pode ter acesso ao valor a qualquer momento.

No entanto, como citado anteriormente, se a retirada do dinheiro for feita antes do prazo de 30 dias, o valor não será acrescido dos rendimentos.

Segurança da caderneta de poupança

A caderneta de poupança é considerada uma aplicação com baixo risco e bem segura, não significa que está isenta de perdas.

De acordo com os cálculos do rendimento da poupança, no atual cenário econômico, o poupador receberá ao final de um ano apenas 3,15% do valor aplicado.

Se neste mesmo período, a inflação for superior a este percentual, ele terá perdido poder de compra. Por isso, a caderneta de poupança não se mostra atrativa para quem deseja fazer o dinheiro render.

Quem busca este objetivo pode pensar em investimentos que também ofereçam segurança, alta liquidez e praticidade, mas garantam um maior retorno financeiro. Veja a seguir algumas opções:

Tesouro Direto

Títulos públicos como o Tesouro Direto, têm a garantia do Tesouro Nacional, logo, tem o menor risco de crédito do mercado. O Tesouro Selic é pós fixado indexado a taxa SELIC, portanto o investidor não tem o risco de perder dinheiro.

O valor mínimo para se comprar um título Tesouro Selic é equivalente a 1% do valor do título, cerca de R$105, como ele rende 100% da SELIC, ao contrário da poupança que só rende 70% ele é mais rentável.

Porém atenção, os títulos pós-fixados como o Tesouro IPCA, Tesouro IPCA com juros semestrais, Tesouro Prefixado e Prefixado com juros semestrais podem levar o investidor a perder dinheiro caso precisem retirar dinheiro antes do tempo.

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Na prática, consiste em “emprestar” dinheiro ao banco para que faça a captação de recursos para a realização de suas próprias atividades de crédito.

Assim como o Tesouro Direto, a rentabilidade também pode ser mais alta do que a da caderneta de poupança. Para ter esta certeza, uma boa dica é escolher o CDB que renda 90% ou mais do CDI.

Com relação à segurança, trata-se de um produto que tem a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

LCI são títulos utilizados para financiar o mercado imobiliário. Os emissores são os bancos e a devolução é corrigida de acordo com uma rentabilidade pré-definida. A aplicação é tão segura quanto investir na caderneta de poupança e ainda oferece rendimentos muito maiores.

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

Bastante semelhante à LCI, este título reserva como diferença a destinação do dinheiro que é “emprestado” ao banco no momento em que o investidor adquire os papéis.

O recurso é utilizado para financiar o setor do agronegócio. Também é um investimento com baixíssimo risco e sua rentabilidade é bem atrativa. Tanto a LCI quanto a LCA possuem cobertura do FGC.

Fundos DI:

São compostos por diferentes investidores (cotistas) e mantêm 80% das aplicações em renda fixa, que podem ser títulos do Tesouro Direto, CDB, dentre outros.

Os cotistas contratam um gestor ou uma corretora especializada para cuidar do dinheiro investido, o que confere profissionalismo e praticidade.

Dentre as vantagens estão o valor baixo para o investimento inicial, a gestão profissional, alta liquidez e o bom rendimento. Há alguns que remuneram com 100% ou mais do CDI.

Para informações sobre este e outros produtos financeiros, você pode se cadastrar no site da Genial Investimentos e ter acesso às orientações de especialistas.

Saia da caderneta de poupança. Abra sua conta na Genial Investimentos!

Publicado por Genial Investimentos

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

  • […] você faz parte da parcela de brasileiros que ainda pensa na caderneta de poupança como a alternativa mais segura e rentável para o seu dinheiro, é bom começar a abrir os olhos. […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *