Se você ainda economiza o seu dinheiro utilizando a poupança, chegou a hora de pensar se esse ainda é o melhor caminho. Embora na maioria dos casos essa opção tenha a ver com a busca por segurança em relação ao dinheiro investido, o fato é que já existem alternativas mais interessantes do que a caderneta. O melhor exemplo é o Tesouro Selic, opção do Tesouro Direto que supera a poupança em relação a todos os parâmetros que realmente importam para quem procura investimentos mais conservadores.

É sobre isso que trataremos na sequência. Fique atento às informações, entenda as diferenças entre a poupança e o Tesouro Selic e aprenda a fazer o seu dinheiro render mais.

Rentabilidade

Talvez o maior dos problemas da poupança seja o retorno baixo que ela apresenta. Isso acontece pela forma que ela é atrelada à taxa básica de juros. Quando a Selic supera 8,5% ao ano, a rentabilidade é de 0,5% ao mês acrescida da taxa referencial, ou taxa TR, geralmente próxima de zero. Quando a Selic é de 8,5% ao ano ou fica abaixo desse índice, o rendimento passa a ser somente 70% da Selic mais a TR, geralmente resultando em menos do que 0,5% ao mês.

Na prática, essa rentabilidade baixa dificilmente supera a inflação, fazendo com que o dinheiro seja desvalorizado.

O problema para quem investe na poupança fica ainda maior quando comparamos sua rentabilidade com a do Tesouro Selic. Ao investir nesse título do Tesouro Direto, você sabe qual é a data de vencimento e a porcentagem de rendimento em função da Selic. Ou seja, se você comprar o Tesouro Selic 2025, saberá de antemão que a rentabilidade se comportará de acordo com a taxa Selic. Isso torna seu rendimento maior.

Além disso, enquanto a poupança rende mensalmente (no aniversário da aplicação), o cálculo da rentabilidade do Tesouro Selic é diária, evoluindo o seu dinheiro já a partir do primeiro dia após a aplicação.

Liquidez

A poupança tem na liquidez um de seus principais diferenciais. Lembrando que por liquidez entende-se a velocidade com que o dinheiro investido pode ser resgatado. Nesse caso, enquanto o resgate do dinheiro no Tesouro Selic leva um dia útil para ser efetivado, a Poupança oferece resgate imediato. No entanto, apesar dessa maior facilidade da poupança, é sempre bom ter em mente que, ao resgatar o dinheiro da caderneta antes de completar o mês, o dinheiro não será rentabilizado, enquanto no Tesouro Selic sim.

O resgate em um dia útil no Tesouro Selic ocorre porque é preciso emitir uma ordem de venda do título em questão. Vale lembrar que títulos do Tesouro Direto são empréstimos para o governo, sendo assim, quando você os vende antes do vencimento está fazendo com que ele pague o que deve antes do combinado.

Em termos práticos, a única vantagem da liquidez imediata é permitir que o investidor saque o seu dinheiro em dias como domingos e feriados, algo que não costuma gerar tanto impacto quando o investidor é organizado financeiramente. Assim, as diferenças são pequenas, uma vez que o Tesouro Direto, assim como a Poupança, apresenta ótima liquidez.

Segurança

Quando você guarda dinheiro na Caderneta de Poupança tem a garantia de cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Ele é responsável por arcar com eventuais prejuízos, porém, com um teto de R$ 250 mil.

O que faz o Tesouro Selic ser mais seguro do que a poupança é que por se tratar de título público, ele é garantido pelo Tesouro Nacional integralmente. Assim, mesmo acima dos R$ 250 mil, é o governo brasileiro quem se responsabiliza pelo dinheiro de quem aplicar no Tesouro Direto.

Também existe outra vantagem: é muito mais difícil sofrer o chamado “calote” de governos do que de empresas, pois eles podem emitir moeda.

Tudo isso faz com que, na prática, o Tesouro Selic seja um investimento até mais seguro do que a Poupança.

Porque trocar a poupança pelo Tesouro Selic

Em resumo, a poupança já não é tão interessante porque, além de render pouco e não proteger o dinheiro da inflação, acaba ficando em defasagem quando comparada com outras possibilidades.

A poupança tem origem no Brasil Imperial, por iniciativa de Dom Pedro II. Por isso, é natural que em 2019, o mercado tenha se sofisticado a ponto de se adaptar melhor a exigências do investidor como rentabilidade, liquidez e segurança.

Pensando assim, o Tesouro Selic é uma opção muito mais interessante. Ele é, de certa forma, a alternativa do governo para a poupança, sendo ideal para curto prazo, pois o investidor aplica para receber com juros em até 5 anos. Como esses juros são atrelados à taxa Selic, ela é controlada pelo governo e pode ser constantemente revisada pelo Banco Central.

Aqui cabe uma observação: como o Tesouro Selic remunera diariamente, ainda que você faça o resgate antes do prazo, receberá os juros de acordo com o período em que o dinheiro esteve aplicado. No caso da poupança, é preciso esperar até a data de aniversário da aplicação para fazer o resgate dos juros proporcionalmente ao período.

Quer saber mais sobre os outros títulos que o Tesouro Direto oferece? Então confira o post Tesouro Direto: um guia completo e definitivo.

Ficou interessado? Abra a sua conta e invista com a Genial Investimentos, que oferece assessoria gratuita e os melhores produtos financeiros do mercado.

abra sua conta

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Contentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *