Investir nem sempre exige grandes quantias. Especialmente para quem está começando sua jornada no mercado financeiro, é possível fazer aportes menores e, ainda assim, obter bons resultados. Desse modo, o ponto de partida pode ser aprender como investir 1000 reais, por exemplo. 

Alocar o montante em uma alternativa do mercado financeiro é essencial para tentar protegê-lo da inflação e ter a chance de rentabilizá-lo. Ademais, o investimento desse valor pode se tornar uma prática constante e acelerar a conquista dos seus objetivos. 

Mas como dar os primeiros passos e alocar essa quantia em sua carteira? Nós, da Genial Investimentos, separamos alternativas e dicas para decidir como investir 1000 reais. Confira! 

Onde investir 1000 reais? 

Para aplicar a quantia de 1000 reais, é fundamental buscar investimentos que tenham um aporte mínimo compatível. Felizmente, o mercado financeiro oferece alternativas tanto na renda fixa quanto na renda variável que podem auxiliar. 

Na sequência, confira possibilidades para começar investindo 1000 reais e veja como funcionam! 

Tesouro Direto 

Os títulos públicos estão entre as principais alternativas da renda fixa e podem estar entre as escolhas de quem pretende investir valores menores. Eles são emitidos pelo Governo Federal e disponibilizados na plataforma conhecida como Tesouro Direto

Em relação à rentabilidade, é possível encontrar três títulos diferentes. São eles: 

  • Tesouro prefixado: rende de acordo com uma taxa percentual fixa, definida antes do investimento; 
  • Tesouro Selic: tem o retorno atrelado à variação da taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia; 
  • Tesouro IPCA: conta com rentabilidade híbrida, composta por uma parte prefixada e outra atrelada ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) — o índice oficial de inflação. 

Em relação ao prazo, eles variam conforme o título. Geralmente o Tesouro IPCA e o prefixado são de longo prazo, mas também contam com alternativas que oferecem o pagamento semestral de juros. 

Além disso, todos os títulos têm liquidez diária, ou seja, podem ser resgatados antes do vencimento. Isso porque o Governo garante a recompra. Contudo, os títulos do Tesouro prefixado e do Tesouro IPCA estão expostos à marcação a mercado.  

Ou seja, o valor pago ao investidor considerará o preço de mercado no momento do resgate antecipado. Essa característica pode gerar perdas caso o título não seja levado até o vencimento.  

Por fim, as aplicações não contam com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Porém, são cobertas pelo Tesouro Nacional, então são consideradas os investimentos mais seguros.  

CDB 

Outra alternativa da renda fixa é o certificado de depósito bancário (CDB). Esse é um título emitido por instituições financeiras, que desejam captar recursos para realizar suas operações. Em troca, elas pagam a rentabilidade acordada.  

Aqui, o rendimento também pode ser prefixado, pós-fixado ou híbrido. Os CDBs pós-fixados rendem uma porcentagem do certificado de depósito interbancário (CDI) ou outros indicadores. Já os híbridos têm uma parte fixa e outra atrelada a um índice, como o IPCA. 

É comum que os CDBs tenham resgate apenas no vencimento, mas também é possível encontrar alternativas com liquidez diária. Também há a opção de recorrer ao mercado secundário para se desfazer dos títulos antes do prazo, se necessário. 

Em relação à segurança, o CDB é protegido pelo FGC. Ele oferece uma cobertura de até R$ 250 mil por CPF e por instituição, com teto de R$ 1 milhão renovável a cada 4 anos. 

LCI e LCA 

Quem deseja saber como investir 100 reais também pode avaliar as letras de crédito imobiliário (LCI) e do agronegócio (LCA). Elas servem para captar recursos que financiarão projetos nos setores em questão. 

O rendimento segue as mesmas regras explicadas nos CDBs e os investimentos são protegidos pelo FGC. A grande diferença é que LCI e LCA são isentos de Imposto de Renda, o que pode ajudar na conquista de uma rentabilidade melhor. 

Ao mesmo tempo, é preciso ter atenção com a liquidez. Esses investimentos costumam apresentar resgate somente no vencimento — ou via mercado secundário, então vale a pena verificar essa característica antes de fazer aportes. 

Ações 

Se você quer investir em renda variável, também é possível começar com 1000 reais. Nesse caso, uma das possibilidades consiste em fazer o investimento em ações. Com a aquisição dos papéis, você se torna sócio e passa a ter participação nos resultados das companhias de capital aberto. 

Por meio desse investimento, você pode obter a rentabilidade de duas formas principais. A primeira é pela valorização da ação, que ocorre quando o mercado demonstra interesse em pagar mais pelos ativos.  

A outra possibilidade envolve a distribuição de proventos. Eles aparecem principalmente na forma de dividendos, mas também podem ser juros sobre capital próprio, bonificações e direitos de subscrição. 

É importante saber que investir na bolsa de valores desse modo é mais indicado para quem tem foco no longo prazo. Ao manter as ações por um tempo maior, pode-se diminuir o impacto da volatilidade, o que leva à diluição dos riscos. 

Em relação ao custo, é comum que as vendas sejam feitas em lotes mínimos e, dependendo do preço da ação, o aporte pode ficar acima de 1000 reais. Porém, você pode recorrer ao mercado fracionário, no qual é possível adquirir os papéis com mais flexibilidade. 

Fundos de investimento 

Dependendo das suas escolhas, existe a chance de incluir os fundos de investimento em sua carteira. Mas antes de investir é interessante entender o funcionamento dessa alternativa. 

Os fundos são veículos ou modalidades de investimento coletivas e que funcionam como condomínios financeiros. Cada investidor adquire cotas de investimento, que dão direito à participação nos resultados. 

A alocação dos recursos é de responsabilidade de um gestor profissional, que segue a estratégia definida pelo fundo. Com isso, você pode ter acesso a uma variedade de ativos com a aquisição das cotas, o que reduz os custos operacionais. 

Também é uma forma de ter mais praticidade e de potencializar os resultados. Contudo, vale saber que há diversos tipos de fundo de investimento, tanto na renda fixa quanto na renda variável. Fundos referenciados DI, por exemplo, priorizam o investimento em títulos públicos. 

Ainda existem fundos de açõesfundos de índice (ETFs)fundos imobiliários (FIIs)fundos multimercados, entre outros tipos. Todavia, saiba que o investimento em 1000 reais pode não ser suficiente para todos os fundos, pois isso dependerá do preço da cota.  

Como decidir onde investir 1000 reais? 

Como você viu, há escolhas variadas para quem deseja investir 1000 reais, tornando o mercado financeiro mais acessível. Porém, é importante saber escolher entre as possibilidades para que a decisão faça sentido para a sua realidade. 

Confira as principais dicas para escolher onde alocar o seu dinheiro!  

Identifique seu perfil de investidor 

Primeiro, você deve saber que todo investimento traz riscos. Antes de investir, portanto, analise qual é o nível de risco que você está disposto a assumir e que o deixará confortável.  

Para tanto, o primeiro passo é identificar qual é o seu perfil de investidor. A intenção é reconhecer se você é conservador, moderado ou arrojado. Isso ajudará a definir quais investimentos são mais adequados para as suas características. 

Uma das formas de identificar seu perfil é por meio do chamado teste de suitability. Ele é feito pela instituição financeira, como a corretora de valores escolhida para os seus investimentos. Assim, você saberá quais são as melhores alternativas para o seu portfólio. 

Considere seus objetivos financeiros 

Além de considerar a sua tolerância ao risco, é necessário entender o que você espera alcançar com o investimento. Esse é o momento de definir seus objetivos financeiros para ser capaz de encontrar as alternativas mais adequadas às suas necessidades. 

Se esses 1000 reais forem o primeiro passo da sua reserva de emergência, por exemplo, o ideal é escolher um investimento seguro e líquido, como o Tesouro Selic ou CDBs de liquidez diária. 

Já se quiser constituir patrimônio, por exemplo, pode aproveitar outras opções de longo prazo, como ações, fundos, entre outras. Existem diversas alternativas que podem se alinhar aos objetivos, então avalie com atenção para tomar melhores decisões.  

Entenda quais são os prazos do investimento 

Complementando a dica sobre os objetivos, é essencial conhecê-los para entender quais devem ser as escolhas quando se trata do prazo dos investimentos. Se não for viável manter os investimentos alocados por longos períodos, por exemplo, pode ser melhor escolher uma aplicação de curto prazo. 

Por outro lado, um aporte visando o longo prazo pode ser útil para quem deseja reduzir os riscos e aumentar o impacto dos juros compostos. Sendo assim, é indispensável considerar cada objetivo e os prazos dos investimentos para escolhas mais alinhadas.  

Procure diversificar a carteira 

Mesmo que você tenha apenas 1000 reais, há como investir com base em estratégias, como a diversificação. Ao fazer isso, há chances de evitar que seu patrimônio fique exposto somente a um tipo de risco. Então é uma forma de proteger a carteira diante de cenários desfavoráveis.  

A prática se torna ainda mais importante quando se pensa em aportes frequentes, visando aumentar o patrimônio ao longo do tempo. Porém, é preciso ter cuidado para não fazer uma falsa diversificação, investindo em diversos ativos que se expõem aos mesmos setores e riscos.  

O ideal é diversificar os riscos envolvidos, sempre considerando o seu perfil e os objetivos do aporte para que as decisões façam sentido para o seu portfólio.  

Tenha apoio de uma instituição financeira de qualidade 

Além de escolher quais serão os ativos que farão parte da sua carteira, é fundamental selecionar uma correta de valores de confiança. Afinal, é por meio da instituição que você terá acesso aos investimentos para realizar os aportes.  

Dessa maneira, contar com uma plataforma que tenha diferentes alternativas aumenta seu poder de decisão. Ademais, a corretora é que viabilizará o acesso ao home broker — o ambiente da bolsa de valores para negociar ações e outros ativos ou derivativos.  

Na Genial Investimentos, você encontrará infraestrutura completa, com uma ampla gama de investimentos. Ainda, terá acesso a informações qualificadas, como as carteiras recomendadas montadas por analistas. Isso pode auxiliar na sua tomada de decisão.  

Como aumentar os aportes e a frequência? 

Ao planejar os seus investimentos, considere também a importância de fazer aportes frequentes. Afinal, é o modo mais eficiente de fazer seu patrimônio crescer e, consequentemente, aumentar seus resultados. 

Depois de saber como alocar esses recursos inicialmente, vale aprofundar a estratégia. Por exemplo, pensar em investir 1000 reais por mês ou outros valores, conforme o seu orçamento. No entanto, para facilitar essa tarefa, existem dicas importantes que podem ser aplicadas.  

Veja como se preparar para realizar aportes mensais e potencializar os seus investimentos! 

Aumente a sua educação financeira 

Para melhorar a sua presença no mercado financeiro, é indispensável ampliar o seu nível de educação financeira. Além de conhecer as alternativas de investimento e seu funcionamento, é essencial tornar sua relação com o dinheiro mais saudável. 

Com mais educação financeira, você saberá como usar o dinheiro a seu favor e melhorar hábitos financeiros. Então, é importante buscar livros, vídeos, notícias e até cursos sobre o tema para aumentar seu preparo quanto às finanças e aos investimentos.  

Elabore um planejamento financeiro completo 

Como a ideia é ser capaz de investir mensalmente, é indispensável montar um planejamento financeiro. Você deve saber o quanto ganha e o quanto gasta todos os meses, de maneira detalhada.  

A partir desse diagnóstico inicial, identifique despesas desnecessárias, que podem ser reduzidas ou eliminadas. Em seguida, monte um orçamento, prevendo a distribuição de recursos entre as diversas categorias de gastos.  

Nesse orçamento, vale a pena prever a realização de investimentos mensais, como se fosse uma conta recorrente. Ao incluir os aportes em sua rotina, as chances de criar o hábito de investir são maiores. 

Controle as suas movimentações 

Após se planejar, é importante garantir que o orçamento seja cumprido. Para tanto, é fundamental acompanhar e registrar as movimentações financeiras. Identifique tudo o que entra e, principalmente, as saídas presentes em seu orçamento. 

Isso permite identificar custos não mapeados anteriormente ou para reconhecer eventuais dificuldades em se ater ao orçamento. Quanto maior for sua capacidade de identificar o seu comportamento financeiro, maiores são as chances de realizar boas escolhas para investir mais. 

Tenha disciplina 

Embora o planejamento financeiro seja relevante, ele não é uma solução milagrosa e nem funciona de maneira isolada. Você deve se dedicar e se comprometer com a organização financeira para que investir mensalmente não seja apenas possível, como também se torne realidade. 

Portanto, considere rever suas decisões financeiras, evitar compras por impulso e usar seus recursos de forma consciente. Ainda, mantenha o foco em seus objetivos financeiros, pois isso se refletirá em uma capacidade ampliada de realizar investimentos. 

Com um bom nível de disciplina, você conseguirá acumular mais patrimônio e isso poderá gerar mais retorno, especialmente pela aplicação dos juros compostos e reinvestimentos. Logo, esse pode ser o caminho rumo à realização dos seus objetivos. 

Agora você sabe como investir 1000 reais e tomar decisões para compor a sua carteira. Porém, no processo de alocar os seus recursos, lembre-se de considerar o seu perfil e objetivos para fazer escolhas mais adequadas.  

Quer ter acesso a uma estrutura completa para realizar os seus investimentos? Abra sua conta conosco e venha ser Genial

Comentários